Influência do ácido acetilsalicílico na emergência e na indução à resistência ao déficit hídrico em Annona squamosa / Influence of acetylsalicylic acid on emergence and induction to resistance to water deficit in Annona squamosa

Amanda Fialho, Rafaella Gouveia Mendes, Josef Gastl Filho, Henrique Toniello Piva, Pedro Henrique Barbosa Rocha Carvalho, Fernando Rezende Peixoto Filho, José Eduardo Fadim Júnior, Lucas Langer

Abstract


O presente estudo objetivou avaliar os efeitos da aplicação exógena do AAS na emergência de sementes de Annona squamosa, assim como a indução da resistência ao déficit hídrico. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 2, ou seja, 2 (duas) concentrações de AAS (0,0 e 100,0 mg L-1) e 2 (dois) regimes de irrigação (diária e alternada), perfazendo total de 4 tratamentos (T1= 0,0 mg L-1 e diária; T2= 0,0 mg L-1 e alternada; T3=100,0 mg L-1 e diária; 100,0 mg L-1 e alternada). As variáveis analisadas foram: porcentagem de emergência (PE) e porcentagem de mortalidade (PM). Os dados obtidos foram submetidos ao cálculo das medidas de dispersão e análise de variância (ANOVA), sendo comparados por meio do Teste de Tukey a 5% de probabilidade. Na avaliação da porcentagem de emergência, apenas o tratamento 2 (0,0 mg L-1 de AAS) apresentou diferença significativa (p<0,05), onde, sob regime de irrigação alternada, obteve-se apenas 44% de emergência das sementes. Para o percentual de mortalidade os tratamentos 2 e 4, se diferiram (p<0,05) dos tratamentos 1 e 3, com menores e maiores índices de mortalidade, respectivamente. O tratamento 3 (100 mg L-1 de AAS), com irrigação diária, apresentou o menor percentual de mortalidade, apenas 4%, o que o torna uma opção promissora para a produção de mudas. Conclui-se que a aplicação via sementes do AAS, é viável para aumento do percentual de emergência, bem como, indução à resistência ao déficit hídrico nas mudas de pinheira.

 


Keywords


Pinha; irrigação; fisiologia de sementes; produção de mudas.

References


AGARWAL, S.; SAIRAM, R. K.; SRIVASTAVA, G. C.; MEENA, R. C. Changes in antioxidant enzymes activity and oxidative stress by abscisic acid and salicylic acid in wheat genotypes. Biologia Plantarum, Copenhagen, v. 49, n. 4, p. 541-550, 2005.

ARAUJO, J. F; ARAÚJO J. F.; ALVES, A. A. C. Instruções técnicas para o cultivo da pinha (Annona squamosa L.). Salvador: EBDA, 44p. il. (EBDA: Circular técnica, n.7), 1999.

CORDEIRO, M. C. R.; PINTO, A. C. Q.; VARGAS RAMOS, V. H. O cultivo da pinha, fruta-do-conde ou ata no Brasil. Planaltina: Embrapa Cerrados, 2000.

DIAS, N. O.; SOUZA, I. V. B.; SILVA, J. C. G.; SILVA, K. S.; BOMFIM, M. P.; ALVES, J. F. T.; REBOUÇAS, T. N. H.; VIANA, A. E. S.; JOSÉ, A. R. S. Crescimento de frutos de pinheira em função do comprimento de ramos podados. Anais [...], Florianópolis, Brasil, CD-Rom, 2004.

FEITOSA, S. S.; ALBUQUERQUE, M. B.; OLIVEIRA, A. P.; PEREIRA, W. E.; BRITO NETO, J. F. de. Fisiologia do Sesamum indicum L. sob estresse hídrico e aplicação de ácido salicílico. Irriga, Botucatu, v. 21, n. 4, p.711-723, 2016.

FERREIRA, G.; ERIG, P. R.; MORO, E. Uso de ácido giberélico em sementes de fruta-do-conde (Annona squamosa L.) visando à produção de mudas em diferentes embalagens. Revista Brasileira de Fruticultura, 24 (1): 178-182, 2002.

KHAN, W.; PRITHVIRAJ, B.; SMITH, D. L. Photosynthetic responses of corn and soybean to foliar application of salicylates. Journal of Plant Physiology, Stuttgart, v. 160, n. 5, p. 485-492, 2003.

MARCOS FILHO, J. Fisiologia de sementes de plantas cultivadas. Piracicaba: FEALQ, p.495, 2005.

MAZZUCHELLI, E. H. L.; SOUZA, G. M.; PACHECO, A. C.. Rustificação de mudas de eucalipto via aplicação de ácido salicílico. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 44, n. 4, p.443-450, 2014.

MENEGAZZO, M. L. OLIVEIRA, A. C.; KULCZYNSKI, S. M.; SILVA, E. A. Efeitos de métodos de superação de dormência em sementes de pinha (Annona squamosa L.). Revista Agrarian, v.5, n.15, p.29-35, 2012.

MENEZES, L. S. et al. Efeito de substratos na produção de mudas de pinheira (Annona squamosa L.) em bandejas de isopor. Anais [...], Belém, Brasil, CD-Rom, 2002.

OLIVEIRA, ELIEGE A. DE P., ZUCARELI, C., PRETE, C. E., & ZAMUNER, D. Potencial osmótico do substrato na germinação de sementes e desenvolvimento inicial de plântulas de milho doce. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 9, n. 4, p. 477-482, 2014.

PINTO, A. C. Q. et al. Annonas Species. Southampton: ICUC, 2005. 268p.

SINGH, B.; USHA, K. Salicylic acid induced physiological and biochemical changes in wheat seedlings under water stress. Plant Growth Regulation, Dordrecht, v. 39, n. 2, p. 137-141, 2003.

TAIZ, L.; E. ZEIGER. 2004. Plant Physiology. Ed. Sinauer Associates, Massachussets. Inc. p.792, 2004.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-015

Refbacks

  • There are currently no refbacks.