Quem são estas vozes: modos difusos de figuração da identidade em martin crimp e sarah kane / Who are these voices: diffused modes of identification of identity in martin crimp and sarah kane

Márcio Luiz Mattana

Abstract


O presente estudo discute questões relativas à identidade ficcional em dois autores da nova escrita britânica, Martin Crimp e Sarah Kane. A pesquisa se concentrou nas peças em que as falas das personagens são distribuídas por siglas (letras ou números) e naquelas cuja interlocução é marcada apenas por travessões ou quebras de linha, deixando para a montagem a atribuição das falas. Ao analisar as peças, o estudo busca pistas de modos alternativos de figuração de identidade e de subjetividade.

 

 


Keywords


Identidade; subjetividade; dramaturgia contemporânea.

References


ABIRACHED, Robert. La Crise du Personnage dans le Théâtre Moderne. Collection Tel. Paris: Galimard, 1994.

BUTLER, Judith; LACLAU, Ernesto; ZIZEK, Slavoj. Contingency, Hegemony, Universality: Contemporary Dialogues on the Left. London: Verso, 2000.

CRIMP, Martin. Martin Crimp Plays 2. Contemporary Classics. London: Faber & Faber, 2005.

_. Martin Crimp Plays 3. Contemporary Classics. London: Faber & Faber, 2015.

DELGADO-GARCIA, Cristina. Rethinking Character in Contemporary British Theatre: Aesthetics, Politics, Subjectivity. in CDE Studies, volume 26. Edited by Martin Middeke. Berlin/Boston: De Gruyter, 2015.

FUCHS, Elinor. The Death of Character: Perspectives on Theater after Modernism. Drama and Performance Studies. Indianapolis: Indiana University Press, 1996.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução de: Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. 11ª. edição. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

KANE, Sarah. Sarah Kane Complete Plays. London: Bloomsbury, 2015.

LOPES, Sabrina Bandeira. Crave, uma escrita teatralizante, sua tradução. Volume II. Dissertação de mestrado. UFPR – Programa de Pós Graduação em Letras. Curitiba, 2012. Disponível em: http://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/41034. Acesso em 20 dez. 2016.

PAVIS, Patrice. Dicionário de teatro. Tradução de J. Guinsburg e Maria Lúcia Pereira. 3a. edição. São Paulo: Perspectiva, 2011.

RANCIÈRE, Jacques. O espectador emancipado. Tradução de Ivone C. Benedetti. São Paulo: WMF/Martins Fontes, 2012.

SARRAZAC, Jean-Pierre (org.). Léxico do drama moderno e contemporâneo. Coleção Estudos. São Paulo: Perspectiva, 2010.

SAUNDERS, Graham. Love me or Kill me: Sarah Kane and the Theatre of the Extremes. Manchester: Manchester University Press, 2002.

SIERZ, Aleks. The Theatre of Martin Crimp. Methuen Drama. London: A & C Black Editors Limited, 2006.

UBERSFELD, Anne. Para ler o teatro. Tradução de José Simões. Coleção Estudos. São Paulo: Perspectiva, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-054