A knowledge management model in the support of engineering education / Um modelo de gestão de conhecimentos no apoio ao ensino de engenharia

José Belo Torres, Gregório Jean Varvakis Rados, Angelita Mendes, Márcio Vieira Souza

Abstract


 Gestão de Conhecimentos – GC no ensino de engenharia, ainda, são carentes de pesquisa. Os modelos de GC, normalmente, tratam do armazenamento e compartilhamento do conhecimento ou tratam da sua criação por meio do modelo SECI. É de fundamental importância que esses dois fundamentos sejam explicitados em um modelo de GC. Dessa forma, este trabalho tem como objeto de pesquisa o ensino de engenharia e tem como objetivo geral uma proposta de um modelo de GC no apoio ao ensino de engenharia que explicite tanto o armazenamento e compartilhamento do conhecimento, quanto a sua criação. O modelo foi aplicado na criação de conhecimento na área de ensino de engenharia e se mostrou adequado quanto aos resultados obtidos.

 


Keywords


Ensino de Engenharia, Criação de Conhecimentos e Gestão de Conhecimentos

References


Alavi, M.; Leidner, D. Review: Knowledge Management and Knowledge Management Systems: Conceptual Foundations and Research Issues. MIS Quarterly, v. 25, n 1, p. 107-136, 2001.

Amaral, D. C. (2002). Arquitetura para Gerenciamento de Conhecimentos Explícitos sobre o Processo de Desenvolvimento de Produtos. Tese (Doutorado em Engenharia) - Universidade Federal de São Carlos. São Paulo, São Carlos, 2002.

CEN (2004). European Guide to good Practice in Knowledge Management - Part 1: Knowledge Management Framework. March 2004.

Braga, J. (2014) et al. Objetos de Aprendizagem. Volume 1 - Introdução e Fundamentos. Santo André, SP. Editora da UFABC. Coleção INTERA.

Carvalho, F. C. A. (2012). Gestão do Conhecimento.São Paulo: Pearson, 2012.

Davenport, T. H.; Prusac, L. (1998). Conhecimento Empresarial: Como as Organizações Gerenciam o seu Capital Intelectual. Rio de janeiro: Campus, 1998.

Küller, J. A., Rodrigo, N. F. (2013). Metodologia de Desenvolvimento de Competências. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2013.

Luadon, K.; Laudon, J. (2011). Sistema de Informação Gerenciais. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2011.

Lino, S. R. L. (2013). Diretrizes para a institucionalização da gestão do conhecimento na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, Brasil / Sônia Regina Lamego Lino. Tese (Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

Nonaka, I; Toyama, R.; Konno, N. (2000). SECI, Ba and Leadership: a Unified Model of Dynamic Knowledge Creation. Elsevier Science Ltd. 1997.

Nonaka, I.; TAKEUCHI, H. Gestão do Conhecimento. Porto Alegre: Bookman. 2008. 320p.

Popadiuk, S.; Choo, S. W. Innovation and knowledge creation: How are these concepts related? International Journal of Information Management, v. 26, p. 302–312, 2006.

Prado, F. L. (2011). Metodologia de Projetos. São Paulo: Saraiva, 2011.

Santos, F. C. A. (2003). Potencialidades de mudanças na graduação em Engenharia de Produção geradas pelas diretrizes curriculares. Revista Produção v. 13 n. 1 2003.

Schmelkes, C. (2011) “Reflexiones sobre la gestión del conocimiento en las Instituciones de Educación Superior”. Administración y Organizaciones. Vol.13 Nº26, pp.81-91. Enero 2011. ISSN: 1665014X.

Wiig, K. M.(1995). Knowledge Management Methods: Pratical Approaches to Managing Knowledge. SCHEMA PRESS. 1995.

Yañez, C. S. (2013). Propuesta para implementar un sistema de gestión del conocimiento que apoye el diseño de un curso online. Revista chilena de Ingeniería, vol. 21 Nº 3, 2013, pp. 457-471.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-059

Refbacks

  • There are currently no refbacks.