Parada cardiorrespiratória e reanimação cardiopulmonar: conhecimento teórico dos enfermeiros da atenção básica / Cardiopulmonary resuscitation and cardiopulmonary resuscitation: theoretical knowledge of primary care nurses

Maria Rita Reis Lages Cavalcanti, Adélia Dalva da Silva Oliveira, Fernanda Cláudia Miranda Amorim, Camila Aparecida Pinheiro Landim Almeida, Erica Jorgiana dos Santos de Morais, Tatiane Barbosa de Lira, Raianny Katiucia da Silva, Antônia Roseanne Gomes Soares

Abstract


Objetivo: Avaliar o conhecimento teórico dos enfermeiros da atenção básica sobre parada cardiorrespiratória e reanimação cardiopulmonar. Métodos: Pesquisa descritiva, exploratória, com abordagem quantitativa. Foi realizada na cidade de Campo Maior, Piauí, com 17 enfermeiros das Unidades Básicas de Saúde. Os dados foram coletados por meio de um questionário e processados no programa SPSS. Para avaliar o conhecimento dos enfermeiros os dados foram categorizadas em intervalos de quatro classes: muito pouco conhecimento (1 a 24%), pouco conhecimento (25 a 49%), regular conhecimento (50 a 74%) e bom conhecimento (75 a 100%). Resultados: A maioria dos entrevistados era mulher 76,47% com faixa etária entre 38 a 43 anos 47,06%. Entre as participantes 88,24% não sabem detectar os sintomas da Parada Cardiorrespiratória; 58,82% conhecem os padrões de ritmos chocáveis; 82,35% conhecem a postura corporal para a realização da compressão torácica externa; 64,71% conhecem a conduta após o diagnóstico da Parada Cardiorrespiratória; 58,82% entendem a relação compressão/ventilação durante a Ressuscitação Cardiopulmonar; 47,06% não identificam a posição da colocação dos eletrodos do desfibrilador externo automático. Na questão relacionada a carga recomendada para desfibrilação com aparelho monofásico 35,29% erraram; 58,82% não compreendem o que consiste o suporte avançado de vida; 76,47% não reconhecem a via que não deve ser administrado fármaco durante a parada; 52,94% não sabem qual fármaco não é mais utilizado durante a parada cardiorrespiratória. Conclusão: Os resultados da pesquisa permitiram mostrar que o conhecimento teórico dos Enfermeiros é muito pouco, evidenciando a necessidade de cursos de capacitação e atualização.

 

 


Keywords


Parada Cardiorrespiratória; Reanimação Cardiopulmonar; Enfermeiro; Atenção Básica.

References


Barra PV, Borges SP, Alves DL, Espíndula BM, Vieira FR. O papel do enfermeiro diante de uma parada cardiorrespiratória em ambiente de trabalho. Revista Eletrônica de Enfermagem do Centro de Estudos de Enfermagem e Nutrição. 2011 [acesso em 25 nov 2018]; 2(2):1-9. Disponível em: http://www.cpgls.pucgoias.edu.br/6mostra/artigos/SAUDE/POLLYANA%20BARRA%20VIEIRA%20E%20SOLANGE%20BORGES%20PIMENTEL.pdf

Amador SLT, Silva KCPC, Cunha DLP, Yara CP, Santos VA. Conhecimento sobre parada cardiorrespiratória dos enfermeiros que atuam na atenção básica. Rev Recien. 2012 [acesso em 26 nov 2018]; 2(4):16-20.Disponível em: .

Ferreira MMM, Silva BS, Bahiana PM, Costa RLL, Menezes ROM. (). Ressuscitação cardiopulmonar: Uma abordagem atualizada. Revista Enfermagem Contemporânea. 2013 [acesso em 25 nov 2018]; 2(1): 70-81.

DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2317-3378rec.v2i1.188

Prestes JN, Menetrier JV. Conhecimento da equipe de enfermagem de uma unidade de terapia intensiva adulta sobre a parada cardiorrespiratória. Biosaúde. 2017 [acesso em 25 nov 2018]; 19(1): 1-11. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/biosaude/article/view/27905

Almeida AO. Unidades não hospitalares de atendimento a urgencia e emergencia da região metropolitana de Campinas: aspectos organizacionais e conhecimento teorico dos enfermeiros sobre parada cardiorrespiratoria e ressuscitação cardiopulmonar (mestrado). Campinas (SP): Universidade Estadual de Campinas, 2008.

American Heart Association (AHA). Destaques do American Heart Association. Atualização das Diretrizes de RPC e ACE, 2015. Disponível em: https://eccguidelines.heart.org/wp-content/uploads/2015/10/2015-AHA-Guidelines-Highlights-Portuguese.pdf .

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução n.º 466, de 12 de dezembro de 2012. Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília (DF). 2012; 150 (112): 59-62.

Pereira RSMP, Pinheiro MBGN, Bezerra AMF, Bezerra KKS, Bezerra WKT, Abreu RA, Vieira AL. Parada cardiorrespiratória e reanimação cardiopulmonar: conhecimento de enfermeiros de um hospital público no Alto Sertão Paraibano, Paraíba. Revista Informativo Técnico do seminário. 2015 [acesso em 25 nov 2018]; 9(2): 01-10, Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/INTESA/article/view/3463

Freitas GM, Santos NSS. Atuação do enfermeiro na atenção básica de saúde: revisão integrativa de literatura. R. Enferm. Cent. O. Min. [Internet]. 2014 [acesso em 25 nov 2018]; 4(2): 1194-1203. Disponível em: http://www.seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/443/754

.

Oliveira SS, Santos JDO, Zeitoun SS. Suporte Básico de Vida: avaliação do conhecimento dos graduandos de enfermagem. J Health SciInst. 2014 [acesso em 26 nov 2018]; 32 (1): 53-8. Disponível em:.

Barbiani R, Dalla Nora CR, Schaefer R. Nursing practices in the primary health care context: a scoping review. Rev Latino Am Enfermagem. 2016 [acesso em 24 jun 2018]; 24:e2721. Disponivel em: .

Andrade ARA. ressuscitação cardiopulmonar no contexto do enfermeiro de atenção primária [monografia]. Ceilândia (DF): Universidade de Brasília, 2014.

Rosa MR. Atuação e desenvolvimento do enfermeiro frente ao cliente/paciente vítima de parada cardiorrespiratória (PCR): revisão de literatura. Rev Saúde Foco. 2014 [acesso em 26 nov 2018];136-148. Disponível em: http://unifia.edu.br/revista_eletronica/revistas/saude_foco/artigos/ano2014/ atua_e_desen_do_enfermeiro.pdf

Costa KP, Botarelli FR, Fernandes APNL, Carvalho DPSRP, Araújo JNM, Vitor AF. Atuação da equipe de enfermagem no atendimento à parada cardiorrespiratória cerebral. Cultura de los Cuidados. 2015 [acesso em 26 nov 2018];19(42):147-53. DOI:10.14198/cuid.2015.42.13

Silva K, Araújo S, Almeida W, Pereira I, Carvalho E, Abreu M. Parada cardiorrespiratória e o suporte básico de vida no ambiente pré-hospitalar: o saber acadêmico. Saúde (Santa Maria). 2017; 43(1): 53-59. DOI:http://dx.doi.org/10.5902/2236583422160

Kleinman ME, Brennan EE, Goldberger ZD, Swor RA, Terry M, Bobrow BJ et al. Part 5: Adult Basic Life Support and Cardiopulmonary Resuscitation. Circulation. 2015; 132 (18): 414-435 https://doi.org/10.1161/CIR.0000000000000259.

Moraes TPR, Paiva EFD. Enfermeiros da Atenção Primária em suporte básico de vida. Revista de Ciências Médicas. 2017; 26 (1). DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0897v26n1a3783

Santos LP, Rodrigues NAM, Bezerra ALD, Souza MNA, Feitosa ANA, Assis EV. Parada Cardiorrespiratória: Principais desafios vivenciados pela enfermagem no serviço de urgência e emergências. Revista Interdisciplinar em Saúde. 2016 [Acesso em 26 nov 2018];3(1):35-53. Disponível em:

http://www.interdisciplinaremsaude.com.br/Volume_9/Trabalho_03.pdf

Diniz AMDO. Construção de protocolo clínico de atendimento de enfermagem em urgência e emergência no município de Piedade dos Gerais-MG (especialização). Santa Catarina: Universidade Federal de Santa Catarina, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-115

Refbacks

  • There are currently no refbacks.