Utilização da sala de aula invertida em cursos de graduação em engenharia / Applying flipped classroom teaching model in a materials science and engineering course

Ricardo Luiz Perez Teixeira, Cynthia Helena Soares Bouças Teixeira, Priscilla Chantal Duarte Silva

Abstract


Encadear ao processo de ensino/aprendizagem conteúdos práticos e teóricos constitui um desafio à educação em engenharia e ciências. Em princípio, esse desafio implica em novos instrumentos, atitudes e posturas nas práticas de ensino. O modelo de sala de aula invertida, como prática de ensino, apresenta-se como um instrumento para fomentar a participação efetiva do discente no aprendizado, pois este tem acesso ao conteúdo teórico prévio por meio de recursos e mídias digitais diversas, sempre norteado pelo facilitador docente. Neste processo, o discente, parte interlocutora do processo, tem facilitado o aprendizado e, assim, possibilita ao docente, facilitador do aprendizado, auxiliar assertivamente na aprendizagem. Neste estudo, apresentam-se os resultados da prática ensino de metodologias ativas de aprendizagem baseada em sala de aula invertida, flipped classroom, em um curso de Engenharia no Brasil. O objetivo da aplicação da sala invertida em educação em Engenharia, é se melhorar o rendimento acadêmico discente nas disciplinas específicas do curso de Engenharia, no intuito de fomentar a motivação e correlacionar prática e teoria, mudando o perfil do processo de ensino para o de aprendizagem ativa. O método utilizado nesta pesquisa é a Pesquisa-Ação, de base semiquantitativa de abordagem de problemas orientada para a ação, em que os sujeitos não apenas pesquisam os temas buscando na ciência as possíveis soluções, mas também atuam como agentes. Os resultados semiquantitativa obtidos indicaram um bom retorno no aprendizado e desempenho discentes com a utilização de aula invertida.

 

 


Keywords


Aula invertida. Ensino superior. Metodologias ativas. Pesquisa-ação.

References


ARNOLD-GARZA, Sara. The flipped classroom teaching model and its use for information literacy instruction. Communications in Information Literacy, v. 8, n. 1, p. 9, 2014.

BOLLELA, Valdes Roberto. Sala de aula invertida na educação para as profissões de saúde: conceitos essenciais para a prática. Revista Eletrônica de Farmácia, v. 14, n. 1, 2017.

CARVALHO, Rosângela S. et al. Integração entre o Sistema de Gestão Acadêmica e o Sistema de Gestão da Aprendizagem: Ação reflexiva na prática docente. Revista Opara, v. 1, n. 1, p. 215-229, 2011.

De REZENDE JÚNIOR, R. A. et al. Aplicabilidade de metodologias ativas em cursos de graduação em engenharia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA, 41, 2013, Gramado. Anais. Gramado: Cobenge, 2013.

JENKINS, Martin et al. Enhancing the design and analysis of flipped learning strategies. Teaching & Learning Inquiry, v. 5, n. 1, p. 1-12, 2017.

KARLSSON, Gunnar; JANSON, Sverker. The flipped classroom: a model for active student learning. From books to MOOCs, p. 127-136, 2016.

SCHNEIDERS, Luís A. O método da sala de aula invertida (flipped classroom). Lajeado: Ed. da Univates, 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-141

Refbacks

  • There are currently no refbacks.