A abordagem da importância da higiene pessoal com crianças e adolescentes inseridos em um programa de acolhimento institucional em Anápolis, Goiás/The approach of the importance of personal hygiene with children and adolescents inserted in an institutional reception program in Anápolis, Goiás

Ana Laura Carvalho Almeida, Daniele Belizário Bispo, Maria Fernanda Áurea de Pina, Rubens Rodrigues Bernardes, Pedro de Freitas Quinzani, Guilherme Nassif Corrêa, Constanza Thaise Xavier Silva

Abstract


Os futuros profissionais de saúde devem defender o bem-estar biopsicossocial daqueles que carecem de atenção. Assim, este relato de experiência tem como objetivo apresentar a vivencia de acadêmicos de medicina, em ação conjunta de duas ligas acadêmicas, para a promoção de saúde, educação e entretenimento, realizado no Instituto de Acolhimento Luz de Jesus. O intuito principal foi ensinar higiene básica e mostrar seu poder frente o combate às doenças infecto-parasitárias e proporcionar uma tarde de diversão. Metodologicamente, o público alvo foi crianças de 2 a 18 anos, residentes do instituto. Foram empregados métodos expositivos e interativos no compartilhamento do conhecimento, além de brincadeiras e música no horário recreativo. Alcançamos resultados no âmbito educacional e social, em que foi proporcionado aos envolvidos, acadêmicos e público alvo, a prevenção em saúde, o trabalho em equipe, o cuidado para com o próximo nas relações de afeto e o conhecimento teórico-prático a respeito da higiene pessoal.


Keywords


Crianças, educação, higiene e abrigos.

References


COSTA, F. S.; SILVA, J. L. L.; DINIZ. M. I. G. A importância da interface educaçãosaúde no ambiente escolar como prática de promoção da saúde. Informe-se em promoção da saúde. Informe-se em promoção da saúde, v.4, n.2. p.30-33, 2008.

SOUZA, M. M. A. et al. A inserção do lúdico em atividades de educação em saúde na creche-escola Casa da Criança, em Petrolina-PE. Revista de Educação do Vale do São Francisco, v. 1 n. 1, 2010.

VASCONCELOS, E. M. Educação popular como instrumento de reorientação das estratégias de controle das doenças infecciosas e parasitárias. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 14, sup. 2, p. 39-57, 1998.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-160

Refbacks

  • There are currently no refbacks.