Para além do humano: modelagem tecnocientífica para a correção das imperfeições humanas / Beyond the human: techno-scientific modeling for the correction of human imperfections

Geovânia Nunes de Carvalho, Henrique Nou Schneider, José Fonseca da Silva

Abstract


Este artigo apresenta a evolução da espécie homo sapiens com vistas a marcar as transições sofridas pela espécie até chegar à versão atual de sapiens hibridizada com próteses, algoritmos e toda sorte de tecnologias que a tecnociência já oferece e pode ainda viabilizar. Embasados principalmente em Harari, que constata que “cada vez mais, os organismos são moldados por design inteligente e não por seleção natural” e que provoca o seu leitor formulando duas questões consequentes desta constatação que se intercambiam entre si: “o design inteligente se torna o princípio básico da vida?”; “O Homo sapiens poderá ser substituído pelo super-homem?”, são apresentadas análises acerca do transhumanismo, neo-humano e super-homem para discutir as questões supra postas.

 


Keywords


Tecnociência; Modelagem; Sapiens; Super-Homem; Pós-Humano.

References


ABRÃO, Bernadette Siqueira (Org.). História da Filosofia. São Paulo: Editora Nova Cultural Ltda. 1999.

ARENDT, Hannah. A condição humana. Fornese Universitária, Rio de Janeiro: 2008.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2000.

BERMAN, Marshall. Tudo o que é solido desmancha no ar: a aventura da modernidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

BRUSEKE, Franz Josef. A modernidade técnica: contingência, irracionalidade e possibilidade. Florianópolis: Editora Insular, 2010.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede – a era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

DESCARTES. Os pensadores. Editora Nova Cultural Ltda,São Paulo: 1996.

HARARI, Yuval Noah. Sapiens - Um A breve história da humanidade. Porto Alegre, RS: L&M: 2018a.

HARARI, Yuval Noah. Homo Deus - uma breve história do amanhã. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

HARARI, Yuval Noah. 21 lições para o século 21. São Paulo: Companhia das Letras, 2018b.

HEIDEGGER, Martin. Ser e Tempo. Parte I. Editora Vozes, Petrópolis: 1998.

HEIDEGGER, Martin. Os pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1979.

KAC, Eduardo. GFP Bunny: a coelhinha transgênica. Tradução de Irene Machado. Originalmente publicado em Dobrila, Peter T. andKostic, Aleksandra (eds.), Eduardo Kac: Telepresence, Biotelematics, and TransgenicArt (Maribor, Slovenia: Kibla, 2000), pp. 101-131. Esta tradução foi publicada em: Galáxia: Revista Transdisciplinar de Comunicação, Semiótica, Cultura, N. 3, Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica-PUC-SP, 2002, pp. 35-58.http://www.ekac.org/gfpgalaxia.html. acesso em 29/09/19.

KURZWEIL, Ray. Homem Transcendente: Quando o homem se tornará um deus.http://blog.brasilacademico.com/2014/03/homem-transcendente-quando-o-homem-se.html. Acesso em 11/10/2019.

LEONHARD, Gerd. Tecnologia versus humanidade - O confronto futuro entre a Máquina e o Homem. (Trad. Florbela Marques). Gradiva, 2016. https://www.techvshuman.com/wpcontent/uploads/2018/06/Tecnologia-versus-Humanidade-Gerd-Lenhard-Preview-Intro.pdf . Acesso em 10.10.2019.

MCKIERNAN, Erin C. Desafios para simular um cérebro humano. In: Revista Scientific American Brasil. Disponível em: http://sciam.uol.com.br/desafios-para-simular-um-cerebro-humano/ Acesso em: 2019.

RAULINO, Berenice. Gilgamesh: a busca da imortalidade. Sala Preta, [S. l.], v. 8, p. 81-87, 2008. DOI: 10.11606/issn.2238-3867.v8i0p81-87. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/salapreta/article/view/57354. Acesso em: 13 out. 2021.

RÜDIGER, Francisco. Cibercultura e Pós-humanismo: exercícios de arqueologia e criticismo. Porto Alegre: ediPUCRS, 2008.

RÜDIGER, Francisco. Notas sobre o pós-humano. In: TRIVINHO, Eugênio (Org.). Flagelos e horizontes do mundo em rede: política, estética e pensamento à sombra do pós-humano. Porto Alegre: Sulina, 2009.

SANDEL, Michael. Contra a perfeição: ética na era da engenharia genética. Rio de Janeira: Civilização Brasileira, 2013.

SANTAELLA, Lucia. Pós-humano, um conceito polissêmico. In: TRIVINHO, Eugênio (Org.). Flagelos e horizontes do mundo em rede: política, estética e pensamento à sombra do pós-humano. Porto Alegre: Sulina, 2009.

SARAMAGO, José. As intermitências da morte. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

SCHNEIDER, Henrique Nou. Escritos e reflexões sobre as TDIC, Educação e Sociedade. Paulo Afonso: Oxente, 2019.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez, 2002.

TRIVINHO, Eugênio. A dromocracia cibercultural: Lógica da vida humana na civilização mediática avançada. São Paulo: Paulus, 2007.

Sites:

https://transhumanismo.org/manifiesto-transhumanista/

Acesso em 23/09/2019.

https://transhumanismo.org/category/ciencia-y-tecnologia/

Acesso em 23/09/2019.

https://transhumanismo.org/la-inmortalidad-es-el-proposito-de-la-vida/

Acesso em 24/09/2019.

https://www.revistas.usp.br › salapreta › article › download

Acesso em 24/09/2109.

http://sciam.uol.com.br/desafios-para-simular-um-cerebro-humano/

Acesso em 27.09.2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n10-238

Refbacks

  • There are currently no refbacks.