Patologia em fundações: Estudo de caso acerca do adensamento do solo nas laterais de uma edificação / Pathologies in foundations: Case study of soil density of the sides of a building

Gabrieli Guckert, Adrieli Roberta Nunes Schons

Abstract


O solo pode sofrer deformações por três principais motivos, sendo o enfoque desse trabalho a deformação por adensamento do solo. Nesse sentido, este artigo tem como objeto de estudo uma edificação pública no município de Balneário Camboriú/SC. Com base no exposto, o objetivo deste trabalho é discorrer de forma crítica e qualitativa sobre as medidas adotadas in loco para sanar a patologia oriunda de recalque diferencial e adensamento de solo, suas características e medidas de correção. Buscou-se verificar se as técnicas aplicadas na resolução dos problemas foram corretas e eficientes a longo prazo. Bem como, as implicações financeiras referentes a abordagem adotada, seja ela definitiva ou paliativa. Observamos, que as falhas construtivas e de projeto são as maiores responsáveis por problemas patológicos na maioria das construções. Os problemas relacionados a patologia em fundações, em suma, são causados por um ineficiente e incorreto estudo do solo ou na maior parte das vezes pela inexistência de tal estudo. Diante do exposto, a falta de informações sobre o projeto estrutural, estudo topográfico e execução da obra, tornaram inviável o estudo aprofundado da origem da patologia. Entretanto, com base nas inspeções visuais realizadas e a na revisão da literatura, concluiu-se que devido à idade avançada da edificação, se o adensamento de solo já não estiver estabilizado, ele é mínimo. Nesse sentido, a medida adotada foi eficaz e definitiva para quele ponto específico da edificação.


Keywords


Patologia. Manifestações Patológicas. Recalque diferencial. Adensamento de Solo.

References


BERTOLINI, L. Materiais de Construção: patologia, reabilitação, prevenção. Tradução de Leda BECK. São Paulo: Oficina de Textos, 2010. 313 - p.

BORGES, G. M. Manifestações patológicas incidentes em reservatórios de água elevados executados em concreto armado. Feira de Santana: Universidade Estadual de Feira de Santana, 2008. 7-8 p. Monografia (Graduação).

CAPUTO, H. P. Mecânica dos Solos e suas aplicações (fundamentos). 6º. ed. Rio de Janeiro: LTC - Livros técnicos e Científicos Editora S.A, v. 1, 1988. 14;33;103;106 p.

CEPED, UFSC. Análise de vulnerabilidade a desastre do Município de Balneário Camboriú. Florianópolis: CEPED UFSC, 2015. 35, 72, 93 p.

LEMOS, L. D. S.; MENDES, L. C. Análise de recalque em fundações profundas isoladas segundo métodos teóricos que utilizam somente o módulo de elasticidade longitudinal do solo. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 7, n. 6, p. 60804-60828, junho 2021.

MILITITSKY, J.; SCHNAID, F.; CONSOLI, N. C. Patologia das fundações. 2º. ed. São Paulo: Oficina de textos, 2015.

NAZARIO, D.; ZACAN, E. C. Manifestações das patologias construtivas nas edificações públicas da rede municipal de Criciúma: inspeção dos sete postos de saúde. Criciúma: Universidade do extremo Sul Catarinense (UNESC)., 2011. 2 p. Artigo (Graduação).

OLINTO, A. Minidicionário Antônio Olinto da língua portuguesa. 2º ed. rev. e ampl. ed. São Paulo: Moderna, 2001. 390 - 535 p.

PINTO, C. D. S. Curso básico de mecânica dos solos em 16 aulas. 3º. ed. São Paulo: Oficina de textos, 2006.

REBELLO, Y. C. P. Fundações: guia prático de projeto, execução e dimensionamento. São Paulo: Zigurate Editora, 2008.

THOMAZ, E. Trincas em edifícios: causas, prevenção, e recuperação. ( 3. tiragem 1998). ed. São Paulo: PINI: Instituto de Pesquisas Tecnológicas, 1989. 19-25, 45,83, 94-102,159 p.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n10-256

Refbacks

  • There are currently no refbacks.