Mapeamento de riscos em aquisições da UNILA / Mapping risks in UNILA acquisitions

Robinson Alexander Sturmer, Eduardo Cesar Dechechi, Elias Garcia

Abstract


As aquisições públicas de bens e serviços provêm as demandas para o cumprimento das funções do Estado. Ocorre que a rotina das instituições públicas está permanentemente exposta a riscos e incertezas, e neste contexto a gestão dos riscos tem a capacidade de promover a melhoria da qualidade dos gastos públicos. Os problemas ocorridos durante a compra representam sua materialização dos riscos e deixa explícita a necessidade de adoção de ferramentas para mitigar suas consequências. O estudo destes processos, considerando as informações relevantes da fase de execução contratual das aquisições e o seu mapeamento, pode fornecer subsídios para responder a seguinte indagação: Quais riscos permeiam a execução dos contratos públicos de aquisição de bens e materiais no âmbito da Universidade Federal da Integração Latino – Americana (UNILA)?  Para atender ao objetivo proposto, foi utilizada a pesquisa descritiva, tendo como estratégia o estudo de caso. A análise destes processos permitiu identificar quais riscos permeiam a execução dos contratos públicos de aquisição de bens e materiais no âmbito da UNILA e assim propor ferramentas para mitigação e controle, a partir da utilização da metodologia proposta pelo PMBOOK.


Keywords


“aquisição pública”, “gestão de riscos”, “sanções contratuais”, “contratos.

References


ABNT, A. B. de N. T. (2018). NBR ISO 31000. Gestão de riscos - Diretrizes. ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas, 17. Recuperado de http://200.129.168.182:4030/attachments/download/7055/0000077796-ISO31000.pdf

Andrade, M. M. (2010). Introdução à metodologia do trabalho científico: elaboração de trabalhos na graduação (10o ed). São Paulo/SP: Atlas.

Batista, M. A. C., & Maldonado, J. M. S. de V. (2008). O papel do comprador no processo de compras em instituições públicas de ciência e tecnologia em saúde (C&T/S). Revista de Administração Pública, 42(4), 681–699. doi: 10.1590/S0034-76122008000400003

Lei no 12.189, de 12 de janeiro., Pub. L. No. 12.189 (2010). Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12189.htm

Brasil, T. de C. da U. (2014). Referencial básico de governança aplicável a órgãos e entidades da administração pública / Tribunal de Contas da União. In G. e G. TCU, Secretaria de Planejamento (Org.), Tribunal de Contas da União (2a, Vol. 1). Brasília/DF. Recuperado de https://portal.tcu.gov.br/data/files/FA/B6/EA/85/1CD4671023455957E18818A8/Referencial_basico_governanca_2_edicao.PDF

Brasil, T. de C. da U. (2018). Referencial básico de gestão de riscos (TCU - Tribunal de Contas da União/Segesex (org.)). Brasília/DF. Recuperado de https://portal.tcu.gov.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId=8A81881F6364D8370163B1929CD82D2B

COSO, C. of S. O. of T. T. C. (2007). COSO Gerenciamento de Riscos Corporativos - Estrutura Integrada. In PricewaterhouseCoopers LLP (Vol. 1, Número 2). doi: 10.1111/j.1432-1033.1978.tb12750.x

Costa, C. C. de M., & Terra, A. C. P. (2019). Compras Públicas: para além da economicidade. Brasília/DF: Enap. Recuperado de https://repositorio.enap.gov.br/bitstream/1/4277/1/1_Livro_Compras públicas para além da economicidade.pdf

de Faria, E. R., Ferreira, M. A. M., dos Santos, L. M., & de Fátima Ramos Silveira, S. (2010). Determinative factors in the price variation of the products transacted by means of electronic reverse auction bidding [Fatores determinantes na variação dos preços dos produtos contratados por pregão eletrônico]. Revista de Administracao Publica, 44(6), 1405–1428. doi: 10.1590/S0034-76122010000600007

HARDY, C. ., & FACHIN. (1996). Gestão Estratégica na Universidade Brasileira: teoria e casos. Porto Alegre.

Oliveira, I. G. S. (2015). Análise de correspondência aplicada a preposições sobre a eficiência e eficácia do processo de compras públicas a partir da percepção de diferentes atores envolvidos. RCA - Revista Ciências Administrativas, 21(1), 131–162. Recuperado de http://www.spell.org.br/documentos/ver/38362/analise-de-correspondencia-aplicada-a-preposicoes-sobre-a-eficiencia-e-eficacia-do-processo-de-compras-publicas-a-partir-da-percepcao-de-diferentes-atores-envolvidos

PMI. (2017). Guia PMBOK®: Um Guia para o Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos. In P. M. Institute (Org.), Livro (Sexta). Pennsylvania: Project Management Institute, Inc.

TCU. (2015). Levantamento, Governança e Gestão e Gestão das Aquisições na Administração Pública Federal. Análise Sistêmica das oportunidades de Melhoria. Recomendações aos Órgãos Governantes Superiores. In Relatório de levantamento TC 025.068/2013-0 (TC 025.068/2013-0; Vol. 1, Número 2). Brasília/DF.

TCU, B.-T. de C. da U. (2018). Gestão de riscos (1o ed). Brasília/DF.

Terra, A. C. P. (2018). COMPRAS PÚBLICAS INTELIGENTES: UMA PROPOSTA PARA A MELHORIA DA GESTÃO DAS COMPRAS GOVERNAMENTAIS. Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Tridapalli, J. P., Fernandes, E., & Machado, W. V. (2011). Gestão da cadeia de suprimento do setor público: uma alternativa para controle de gastos correntes no Brasil. Revista de Administração Pública, 45(2), 401–433. doi: 10.1590/S0034-76122011000200006

Vieira, J. B., & Barreto, R. T. de souza. (2019). Gestão de riscos e governança pública (Enap (org.)). Brasília/DF. Recuperado de http://portal.tcu.gov.br/governanca/governancapublica/componentes/gestao-de-riscos/

Vieira, J. B., Macedo, R. G. de, & Hrdlicka, H. A. (2019). A relevância do seguro garantia nas compras públicas. Revista Brasileira de Políticas Públicas e Internacionais - RPPI, 4(2), 215–239. doi: 10.22478/ufpb.2525-5584.2019v4n2.46069

Yin, R. K. (2001). Estudo de caso: planejamento e métodos (2a). Porto Alegre: Bookman.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n10-342

Refbacks

  • There are currently no refbacks.