Reflexões sobre a educação em ambiente virtual de aprendizagem: Internet, virtualização e a sociedade em rede / Reflections on education in a virtual learning environment: Internet, virtualization and the network Society

Marcia Maria de Medeiros, Janaina Maria Coelho Dallazen, Luiz Alberto Ruiz da Silva

Abstract


As primeiras prerrogativas quanto ao uso do espaço virtual como locus do processo de ensino e aprendizagem datam da década de 1970, quando foi criada a rede Arpanet, cujo desenvolvimento tecnológico culminou nos anos seguintes com o que hoje é conhecido como internet. Os impactos dessa nova forma de pensar a educação são estudados por Pierre Lévy, filósofo, sociólogo e pesquisador em ciências da informação e comunicação. Este artigo, a partir de uma pesquisa bibliográfica tendo como parâmetro a obra de Lévy, se propõe a refletir sobre a educação em ambiente virtual de aprendizagem, por meio da análise das ideias de virtualização e sociedade em rede. Conclui-se que os espaços que pretendem trabalhar a educação virtual devem primar por novas formas de abordagem dos conteúdos, bem como devem propor novos estilos pedagógicos que favoreçam a aprendizagem baseada em elementos como o interesse individual, habilidade e competências individuais, proporcionando uma oportunidade de um processo de aprendizagem único para cada pessoa.


Keywords


Conhecimento, Pierre Lévy, Tecnologia, Educação a Distância, Aprendizagem.

References


Adona, S. F.; Alves, C. G. R; Delicato, C. T. Paradigmas Epistemológicos do Ensino-Aprendizagem em EA. Intersaberes. v. 12, n. 25, p. 169-177, 2017. Disponível em: file:///C:/Users/55679/Downloads/1141-Texto%20do%20artigo-2988-1-10-20170607.pdf. Acesso em: 11 jan. 2021.

Adorno, T. W. Educação após Auschwitz. In: ADORNO, T. W. Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1995, p. 119-138.

Alves, E. P. M.; Leal, S. Dossiê: Tecnologia e mercados culturais. Revista Sociedade e Estado, v. 34, n.1, jan/abr. 2019.

Amaral, C. Espaço virtual para prática de educação continuada em saúde. 2016. Dissertação (Mestrado de Ensino em Saúde) - Programa de Pós-Graduação stricto sensu Ensino em Saúde Mestrado Profissional, Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul/ UEMS, Dourados-MS, 2016.

Andrelo, R. O rádio a serviço da educação brasileira: uma história de nove décadas. Revista HISTEDBR, Campinas, n. 47, p.139-153, set. 2012.

Brasil. Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial: equitativa, inclusiva e com aprendizado ao longo da vida. Brasília, DF: SEESP/MEC, 2020.

Brasil. Presidência de República. Decreto de lei n. 5622 de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o art. 80 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência de República, 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/decreto/D5622.htm. Acesso em: 03 fev. 2021.

Brasil. Presidência de República. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência de República, 1996. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 15 jan. 2021.

Castells, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

Castells, M.; Cardoso, G. A sociedade em rede: do conhecimento à política. Brasília, DF: Imprensa nacional, 2005.

Castro, D. T. Sociedade da informação, inclusão e Cidade Digital em Palmas - TO. Tese de Doutorado. 2012. Tese (Doutorado em Comunicação e Cultura Contemporâneas) - Faculdade de Comunicação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2012.

Costa, M. V. Inclusão digital - Banda larga em todo o País - Embora o governo ainda trabalhe no plano, há várias ações em curso. Revista do IPEA, v. 7, n. 56, 2009. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/desafios/index.php?option=com_content&view=article&id=1265:catid=28&Itemid=23. Acesso em: 04 fev. 2021.

Coutinho, C. P.; Bottentuit Junior, J. B. Utilização da Plataforma Blackboard num curso de pós-graduação da Universidade do Minho. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO, 5, 2007. Anais [...]. Braga, Portugal, p. 305-313, maio, 2007.

Farbiarz, A. Discursos em Educação, entretenimento e novas TDICs. In: 3° SIMPÓSIO HIPERTEXTOS E TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO: REDES SOCIAIS E APRENDIZAGEM, 2010, Recife. Anais [...]. Recife: UFPE, 2010, p. 1-16. Disponível em https://www.ufpe.br/nehte/simposio/anais/simposio2010.html. Acesso em: 18 dez. 2020.

Franciscato, F. T. et al. Avaliação dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem Moodle, TelEduc e Tidia - Ae: um estudo comparativo. Novas Tecnologias na Educação, v. 6, n. 2, dez. 2008.

Garcia, S. R. Vida sociopolítica em mercados culturais na cidade de Porto Alegre. Revista Sociedade e Estado, v. 34, n. 1, jan./abr. 2019.

Instituto Brasileiro De Geografia e Estatstica - IBGE. Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios Contínua (PNAD Contínua). Brasília, DF: IBGE, 2018.

Klering, L. R. Ambiente virtual de aprendizagem navi: Breve história, conceitos norteadores, implicações, potencialidades e aprimoramentos futuros. SINERGIA - Revista do Instituto de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis, v. 18, n. 2, p. 79–86, 2015. Disponível em: https://periodicos.furg.br/sinergia/article/view/4904. Acesso em: 10 jan. 2021.

Lemos, A; Lévy, P. O futuro da internet: em direção a uma ciberdemocracia planetária. São Paulo: Paulus, 2010.

Lévy, P. Cibercultura. 3. ed. São Paulo: 34, 2010.

Lévy, P. Ciberdemocracia. Lisboa: Instituto Piaget, 2002.

Lévy, P. Que é o Virtual? São Paulo: 34, 1996.

Lévy, P. Tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Edições 34, 1993.

Liz, L. L.; Quarezemin, S. Formação de professores dos anos iniciais da Educação Básica na modalidade EaD: ensino de língua materna e a influência das Tecnologias da Informação e Comunicação. Educar em Revista, n. 4, p. 173-190, 2014.

Monge, P.; Matei, S. A. The role of the global telecommunications network in bridging economic and political divides, 1989 to 1999. Journal of Communication, v. 54, n. 3, p. 511-531, 2004.

Mori, C. K. Políticas públicas para inclusão digital no Brasil: aspectos institucionais e efetividade em iniciativas federais de disseminação de telecentros no período 2000-2010. 2011. Tese (Doutorado em Política Social) - Universidade de Brasília, Brasília, 2011.

Otsuka, J. L. et al. Suporte à avaliação formativa no ambiente de educação à distância TelEduc. In: CONGRESSO IBEROAMERICANO DE INFORMÁTICA EDUCATIVA. 6., 2002. Anais [...]. Universidad San Pedro, Perú, 2002, p. 1-12.

Redig, A. G.; Dutra, F. B. S. A inclusão de alunos com deficiência no curso de Pedagogia oferecido pelo consórcio CEDERJ/UERJ. Revista Espaço Acadêmico, v. 18, n. 205, p. 52-61, 2018.

Sabattini, R. M. E. Ambiente de Ensino e Aprendizagem via Internet. A Plataforma Moodle. Instituto EduMed, s/d. (On-line). Disponível em: https://www.sabbatini.com/renato/papers/PlataformaMoodle.pdf. Acesso em: 21 jan. 2021.

Vasconcelos, C. R. D.; De Jesus, A. L. P.; Santos, C. M. Ambiente virtual de aprendizagem (AVA) na educação a distância (EAD): um estudo sobre o Moodle. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 3, p. 15545-15557, 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n10-386

Refbacks

  • There are currently no refbacks.