Entre a estudante e a operária: dinâmicas capitalistas numa cidade do interior do Ceará / Between student and workman: capitalist dynamics in a city inside Ceará

Marcos Andrade Alves dos Santos, Antônio Jefferson Teixeira Sousa, Daniele Gruska Benevides Prata, Juliana Brito Cavalcante Assêncio, Antoniele Silvana de Melo Souza, Jarles Lopes de Medeiros

Abstract


A educação constitui-se num campo de disputas, onde os grupos sociais tentam impor sua hegemonia. Este ensaio pretende tensionar algumas questões relativas ao cotidiano de estudantes universitários da FACEDI e trabalhadoras da DASS Nordeste Calçados em Itapipoca, no interior do Ceará. Partindo da compreensão de que a estudantes universitárias e operárias compartilham certas disposições, tratamos o problema da exploração das operárias e da precariedade da condição dos estudantes universitários. O trabalho de campo revelou que não é incomum que estudantes se vejam obrigadas a desistirem de seus cursos universitários para tornarem-se operárias. Como operárias estão ainda mais expostas à dinâmica capitalista da exploração. Essas realidades de desigualdades são possíveis dentro de um quadro de capitalismo hostil, que aprofunda desigualdades sociais e gera misérias para determinada classe ao tempo em que produz riqueza para outras camadas. Surge, portanto, a necessidade de pensar criticamente acerca do modo como esse capitalismo se desenvolve, estruturando regimes de alienação e expropriação que articula estudantes e operárias num plano social precário.

 

 


Keywords


Estudantes; Operárias; Disposições; Capitalismo; Precariedade.

References


ALVES, J. M. A assistência estudantil no âmbito da política de Ensino Superior Pública. Serviço Social em Revista. v. 5, n. 1. jul./dez. 2002. Londrina-PR: UEL, 2002.

ARAÚJO, J. O. O elo assistência e educação: análise assistência/desempenho no Programa Residência Universitária alagoana. 2003. Dissertação (Mestrado em Serviço Social). Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2003.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. vol. 4, edição de Carlos Nelson Coutinho, com a colaboração de Luiz Sérgio Henriques e Marco Aurélio Nogueira. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2001.

MARINI, R. M. Dialética da Dependência. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 9, n. 3, p. 325-356, dez. 2017. ISSN 2175-5604. Disponível em: . Acesso em: 02 Ago. 2019. doi:http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v9i3.24648.

MARX, K. Grundrisse: manuscritos econômicos de 1857- 1858 – esboços da crítica da economia política. SP: Boitempo; RJ: UFRJ, 2011.

____________ Manuscritos econômico-filosóficos. Tradução Luciano Cavivi Martorano. – São Paulo: Martin Claret, 2017.

____________ O capital. São Paulo: Civilização Brasileira, 1999.

MEHRING, F. Karl Marx – a história de sua vida. 2 ª ed. São Paulo : Editora José Luís e Rosa Sundermann, 2014.

POLÍTICAS DE PROTEÇÃO SOCIAL E EQUIDADE DE GÊNERO. Secretaria de Previdência; Ministério da Fazenda, Brasília/DF, Novembro de 2017.

PORTES, E. A. Algumas dimensões culturais da trajetória de estudantes pobres no ensino superior público: o caso da UFMG. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos , Brasília, v. 87, n. 216, p. 220-235, maio/ago. 2006.

RUBIN, G. Políticas do sexo. Tradução: Jamile Pinheiro Dias. São Paulo : Ubu Editora, 2017.

VASCONCELOS, N. B. Programa Nacional de Assistência Estudantil: Uma análise da evolução da Assistência Estudantil ao lo ngo da história da Educação Superior no Brasil. Ensino Em-Revista, Uberlândia, v.17. n.2, p.599-616, jul./dez.2010.

ZAGO, N. Do acesso à permanência no ensino superior: percursos de estudantes universitários de camadas populares. Revista Brasileira de Educação . v. 11, n. 32, maio/ago. 2006




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-194.

Refbacks

  • There are currently no refbacks.