Germinação de mamoneira em diferentes combinações de vermiculita e composto orgânico / Castor oil plant germination in different combinations of vermiculite and organic compost

Zilda Cristina Malheiros Lima, Suane Coutinho Cardoso, Leandro Gonçalves dos Santos, Leandro Santos Peixouto

Abstract


A mamoneira (Ricinus communis L.), é uma oleaginosa de grande importância socioeconômica no Brasil e devido a sua adaptabilidade está disseminada por quase todo o país, constituindo como uma alternativa promissora para o cultivo em regiões semiáridas. Considerando que a germinação é de suma importância no estabelecimento e desenvolvimento das plântulas, é importante conhecer os fatores que afetam este processo, especialmente o tipo de substrato utilizado na produção de mudas que exerce grande influência na germinação. Diante disso, esse trabalho teve como objetivo determinar a melhor proporção do composto orgânico e vermiculita na composição de um substrato para germinação e desenvolvimento inicial de plantas de mamoneira. O trabalho foi desenvolvido em casa de vegetação e o composto orgânico utilizado foi obtido por meio da compostagem de casca de algodão e esterco de galinha poedeira.  As sementes de mamona da variedade BRS Energia foram plantadas em bandejas contendo o substrato em diferentes proporções formado pelo composto orgânico e vermiculita, originando os seguintes tratamentos: T1: 100% vermiculita (Testemunha); T2: 95% vermiculita + 5% composto; T3: 85% vermiculita + 15% composto; T4: 75% vermiculita + 25% composto; T5: 65% vermiculita + 35% composto e T6: 50% vermiculita + 50% composto. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado com seis tratamentos e 50 repetições (cada semente uma repetição) e avaliadas por 19 dias. As variáveis analisadas foram germinação (%), emergência (%), tempo de germinação e emergência (dias após plantio) altura da planta (cm) e a massa fresca e seca da planta (g). Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância e suas médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Os resultados indicaram que a proporção de 95% de vermiculita + 5% do composto orgânico de casca de algodão e esterco de galinha foi a que promoveu melhor desenvolvimento das plantas de mamoneira.

 


Keywords


Ricinus communis, compostagem, desenvolvimento.

References


ALVES, M.O.; SOBRINHO, J.N.; CARVALHO, J.M.M. Possibilidades da mamona como fonte de matéria-prima para a produção de biodisel no Nordeste Brasileiro. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, 2004, 41p.

ALMEIDA, C.L.; LIMA, J.S.; NASCIMENTO, J.C; OLIVEIRA FILHO, P.; VALNIR JÚNIOR, M. Tipos de substratos na germinação e no desenvolvimento inicial da pinha. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada. v.13, n.6, p. 3731 - 3740, 2019.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília: Mapa/ACS, 2009. 395p.

BARON, D.; FERREIRA, G.; BOARO, C. S. F.; MISCHAN, M. M. Evalution of substrates on the emergence of “araticum-de-terra-fria” (Annona emarginata (Schltdl.) H. Rainer) seedlings. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 33, n. 2, p. 575-586, 2011.

CAVALCANTE, J.A.; PEREIRA, N.A.E.; LOPES, K.P.; NOVAES, M.C. E SOUZA, A.S. Pré-condicionamento de sementes de Ricinus communis L. para o teste de tetrazólio. Revista Verde, v. 9, n. 3, p. 88-92, 2014.

CARVALHO, N.M.; NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 5. ed. Jaboticabal: FUNEP, 590p. 2010.

COSTA, C. A.; RAMOS, S. J.; SAMPAIO, R. A.; GUILHERME, D. O.; ARNALDO, L. (2007). Fibra de coco e resíduo de algodão para substrato de mudas de tomateiro. Horticultura Brasileira, v. 25, n. 3, p. 387- 391, 2007.

GOMES, J. M.; SILVA, A. R. Os substratos e sua influência na qualidade de mudas. IN: BARBOSA, J. G.; MARTINEZ, H. E. P.; PEDROSA, M. W.; SEDIYAMA, M. A. N. Nutrição e adubação de plantas cultivadas em substratos. Viçosa: UFV, p. 190-225, 2004.

GONDIM, F.A.; ALMEIDA, F.B.B.; MOURA, L.F.; COSTA, F.R.S.; ARRUDA, J.F.; SENA, L.M. Avaliação das características germinativas e de crescimento em mamoneira cultivada em diferentes resíduos orgânicos agroindustriais. HOLOS, Ano 35, v.6, e7572, 2019.

IBGE - Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - agosto 2020.

Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/home/lspa/brasil. Acesso em 28 de Setembro de 2020.

SANTOS, L. G.; BALDANI, V. L. D.; FERREIRA, J. S.; BAHIA, B. L.; SOUZA, U. O.; SANTANA, M. S.; SOUZA, V. N.; OLIVEIRA, L. B. Physicochemical characteristics of substrate obtained through composting of residues from cotton and poultry industries. Brazilian Journal of Development, v.6, n.9, p.67188-67204, 2020. https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-232

SILVA, H.S.; SANTOS FILHO, G.S.; SOUSA, W.L. Uso de diferentes substratos na germinação do tomate cereja (Solanum lycopersicum L. var. cerasiforme). Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia, Palmas – Tocantins, 2019.

SILVA, V.F.; BRITO, K.S.A.; NASCIMENTO, E.C.S.; ANDRADE, L.O.; FERREIRA, A.C. Efeito de diferentes substratos na germinação de genótipos de girassol. Revista Verde v. 9, n. 4, p. 16 - 20, 2014.

SOUZA, F.C.; MENGARDA, L.H.G.; SPADETO, C.; LOPES, J.C. Substratos e temperaturas na germinação de sementes de Gonçalo-alves (Astronium concinnum Schott). Revista Tropica: Ciências Agrárias e Biológicas, v.6, n.3, p.76-86, 2012.

ZUCHI, J.; BEVILAQUA, G.A.P.; ZANUNCIO, J.C.; PESKE, S.T.; SILVA, S.D A.; SEDIYAMA, S.C.S. Características agronômicas de cultivares de mamona em função do local de cultivo e da época de semeadura no Rio Grande do Sul. Ciência Rural, v.40, n.3, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n11-025

Refbacks

  • There are currently no refbacks.