Sofrimento psíquico e preconceito em grupos étnicos / Psychic suffering and prejudice in ethnic groups

Diogo Fagundes Pereira, Cristiane Moreira Silva, Mirelli Aparecida Neves Zimbrão

Abstract


O presente trabalho é uma revisão de literatura, no qual foram analisados estudos sobre o preconceito e saúde mental em grupos étnicos. O objetivo foi identificar os aspectos psicossociais e cognitivos do preconceito que afetam a saúde mental, bem como, conhecer as pesquisas que têm sido feitas sobre essa temática no campo da Psicologia no Brasil. Do ponto de vista metodológico realizou-se um levantamento sobre artigos publicados com estas temáticas recuperadas nas bases Scielo, Google Acadêmico e BVS-Psi com os descritores: preconceito e saúde mental, saúde mental em grupos étnicos, etnia e saúde mental. Os resultados apontam que existe uma predisposição nos sujeitos ou grupos que experimentam a vivência de atitudes preconceituosas com sintomas depressivos e uma relação entre a etnia e a saúde mental.

 

 


Keywords


preconceito, saúde mental, grupos étnicos.

References


ABRAMS, D. & HOGG, M. Social identity theory: Constructive and critical advanced. New York: Harvester-Wheatsheaf, 1990.

ALLPORT, G.W..La natureza delprejuicio. Universitária : Buenos Aires, 1954.

American PsychiatryAssociation. Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais - 5ª edição. Ed. Artmed. Porto Alegre, 2014.

BARROS, Sônia et al . Censo psicossocial dos moradores em hospitais psiquiátricos do estado de São Paulo: um olhar sob a perspectiva racial. Saudesoc., São Paulo , v. 23, n. 4, p. 1235-1247, Dec. 2014 . Available from .access on 27 Dec. 2015. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12902014000400010.

BORGES, K. Terapia Afirmativa. Ed. GLS. São Paulo, 2009.

CANGUILHEM, G. O Normal e o Patológico. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 1978. Primeira edição original: 1943.

CEARÁ, Alex de Toledo; DALGALARRONDO, Paulo. Transtornos mentais, qualidade de vida e identidade em homossexuais na maturidade e velhice. Rev. psiquiatr. clín.(São Paulo), v. 37, n. 3, p. 118-123, 2010.

COOPERSMITH, S.The antecedents of self-esteem.San Francisco: Freeman, 1967.

CROCHIK, J. L. Preconceito, indivíduo e Cultura. São Paulo: ROBE Indivivual, 1977.

DAMASCENO, M. G.; ZANELLO, V. M. L. Saúde Mental e Racismo Contra Negros: Produção Bibliográfica Brasileira dos Últimos Quinze Anos. Psicol., Ciênc. Prof. (Impr.) 38 (3), 2018. https://doi.org/10.1590/1982-37030003262017

DEL PORTO, José Alberto. Conceito e diagnóstico. Revista Brasileira de Psiquiatria, 21(Suppl. 1), 06-11. Retrieved November 13, 2015, from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151644461999000500003&lng=en&tlng=pt, 1999.

DORSCH, Friedrich; HÄCKER, Harmut e STAPF, Kurt-Hermann.Dicionário de Psicologia DORSCH. Editora Vozes. Petrópolis, 2001.

DUCKITT, J. Psychology and prejudice : a historical analysis and integrative framework. American Psychologist, 47 (10) 1182- 1183, 1992.

FARIAS, E. Pesquisadora explica conceito de branquitude como privilégio estrutural, Fiocruz, 2019. Disponível em: https://agencia.fiocruz.br/pesquisadora-explica-conceito-de-branquitude-como-privilegio-estrutural

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda, Mini-Aurélio século XXI: O Mini Dicionário da Língua Portuguesa, coord. ANJOS, Margarida dos e FERREIRA, Marina Baird et aut. 4ª ed. rev. e amp. Rio de Janeiro: Nova Fronteira 2.000, p. 239.

GARRIDO, Margarida Vaz, Azevedo, Catarina & PALMA, Tomás. Cognição Social: Fundamentos, formulações actuais e perspectivas futuras. Psicolologia, 25(1), 113-157, 2011.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil. Estudos e Pesquisas: Informação Demográfica e Socioeconômica • n.41, 2019. ISBN 978-85-240-4513-4. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101681_informativo.pdf. Acesso em: 02 set 2021.

KLEINMAN, A. “Depression, Somatization and the ‘New Cross-cultural Psychiatry’”, in Social Science and Medicine , 11, pp. 3-10, 1977.

MARTINS, Edna; SANTOS, Alessandro de Oliveira dos; COLOSSO, Marina. Relações étnico-raciais e psicologia: publicações em periódicos da SciELO e Lilacs. Psicol. teor. prat., São Paulo , v. 15, n. 3, dez. 2013 . Disponível em . acessos em 27 nov. 2015

PENNINGTON, D. C. Social cognition.London: Routledge, 2000.

PRADO, M.A.M.; MACHADO, F.V. Preconceito contra homossexualidades a hierarquia da invisibilidade. Cortez Editora. São Paulo, 2012.

ROSA, Lucia Cristina dos Santos; CAMPOS, Rosana Teresa Onocko. Etnia e gênero como variáveis sombra na saúde mental. Saúde debate, Rio de Janeiro , v. 36, n. 95, p. 648-656, Dec. 2012 . Available from .access on 27 Dec. 2015. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-11042012000400017.

ROSS, L. The intuitive psychologist and his shortcomings.Distortions in the attribution process. Em L. Berkowitz (Org.), Advances in experimental social psychology (Vol. 10, pp. 174-221). New York: Academic Press, 1977.

SCHALLER, M. (1991).Social categorization and the formation of groupstereotypes: Further evidence for biased information processing in the perception of group-behavior correlations. European Journal of Social Psychology, 21, 25-35, 1991.

SIDANIUS, J. & PRATTO, F. Social Dominance.Cambridge: Cambridge University Press, 1999.

SNOWDEN Jr., F. M. Europe’s oldest chapter in the history of black-white relations. In B. P. Bowser (Org), Racism and anti-racism in world perspective (pp.3-26) Londres: Sage, 1995.

TAJFEL, H. Grupos humanos e categorias sociais. Lisboa: Livros Horizonte, 1982.

VEIGA, L. M. Decolonizando a psicologia: notas para uma psicologia preta. Dossiê Psicologia e epistemologias contra-hegemônicas • Fractal, Rev. Psicol. 31 (spe), 2019. https://doi.org/10.22409/1984-0292/v31i_esp/29000

WELLS, E. L. & MARWELL, G. Self-esteem: Its conceptualization and measurement, 1976.

WYLLIE, R. C. The self-concept: A review of methodological considerations and measuring instruments. Lincoln: University of Nebraska, 1974.

YOUNG, A.The Discourse on Stress and the Reproduction of Conventional Knowledge, in Social Science and Medicine, 148, 1980, pp. 133-46, 1980.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n11-051

Refbacks

  • There are currently no refbacks.