Relações Étnico-Raciais e formação docente no campo da Educação Infantil: estratégias metodológicas em foco na Rede Municipal de Belo Horizonte – MG/Brasil / Ethnic-Racial Relations and teacher training in the field of Early Childhood Education: methodological strategies in focus in the Municipal Network of Belo Horizonte – MG/Brazil

Adriana Bom Sucesso Gomes, Rogério Correia da Silva, Tânia A. Ambrizi Gebara

Abstract


O presente texto apresenta dados de uma pesquisa em andamento que pretende analisar e compreender as estratégias metodológicas utilizadas nos Núcleos de Estudos das Relações Étnico-Raciais da Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte/MG. A relevância científica encontra-se na constatação a partir de levantamento bibliográfico de lacunas existentes nas pesquisas sobre formação continuada de professores para a diversidade racial, escassez de registro documental destes Núcleos de Estudos e pelo potencial de consolidar contribuições para a implementação da Lei 10.639/03 na primeira etapa da educação básica. Intenta-se fortalecer e ampliar as discussões sobre a educação das relações étnico-raciais em formatos de autogestão como estratégia de formação continuada de professores nas esferas políticas e social O referencial teórico baseia-se em categorias como Relações étnico-raciais, raça e racismo (Cavalleiro 2003; Fazzi, 2012); Conceitos de raça (Gomes, 2010; Quijano, 2005; Munanga, 2015;  Woordword, 2000); Concepções de criança e infâncias (Gouveia e Sarmento, 2008; Kramer, 2002);filosofia africana (Machado, 2014; Oliveira, 2012; Sodré, 2009)  e formação de professores (Abramowicz e Oliveira, 2011; Gomes e Silva, 2015).  Os primeiros levantamentos de dados apontaram que os Núcleos de Estudos apresentam uma crescente participação das professoras da educação Infantil em seus encontros formativos, além de indicar um diferencial na atual configuração em sua forma de organização (participação voluntária, utilização de momentos de fruição, relatos de experiências e histórias de vida como mecanismo de formação marcado pela cultura negra) que merecem ser melhor investigados.

 

 


Keywords


Educação Infantil, Relações Étnico-raciais, Formação Continuada de Professores.

References


ABRAMOWICZ, Anete; LEVCOVITZE Diana, RODRIGUES, Tatiane Cosentino. Pro-Posições. Campinas, v.20, n.3 (60, p. 179-197, set. /dez. 2009.

ABRAMOWICZ, Anete; Nilma Lino GOMES (org.). Educação e raça: perspectiva políticas, pedagógicas e estéticas. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.- (coleção cultura negra e identidades;18

ABRAMOWICZ, Anete; OLIVEIRA, Fabiana de. As relações étnico-raciais e a sociologia da infância no Brasil: alguns aportes In: Educação infantil, igualdade racial e diversidade: aspectos políticos, jurídicos, conceituais/ Maria Aparecida Bento, organizadora. São Paulo: Centro de estudos das relações de trabalho e desigualdade – CEERT, 2011.

ALMEIDA, Ana Nunes. Para Uma Sociologia da Infância Jogos de olhares, pistas para a investigação. Ed. Imprensa de Ciências Sociais, junho 2009.

AURÉLIO, Ferreira Holanda de, J.E.M.M. Editores: Novo dicionário da língua portuguesa. Rio de Janeiro,2º ed. Impressão revista e aumentada, 24º Nova fronteira S.A., 1986

CAVALLEIRO, E. Do silêncio do lar ao silêncio escolar: racismo, preconceito e discriminação na educação infantil. 3 ed. São Paulo: Contexto, 2003.

CORSARO, William A. Sociologia da infância. Trad. Lia Gabriele R. Reis. Rev. Maria Letícia B. P. Nascimento. 2. Ed. Porto Alegre: Artmed, 2011.

FAZZI, Rita de Cássia. O drama de crianças brasileiras: socialização entre pares e preconceito. Belo Horizonte, 2º ed. Autêntica, 2012

FEITAL, Lisa Minelli: A Promoção da Igualdade Racial e a Política de Formação dos Professores da Educação Infantil em Belo Horizonte. Instituição de Ensino: Mestrado Profissional e Docência da Faculdade de Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS, BELO HORIZONTE Biblioteca Depositária: Faculdade de Educação. 2016.

FLICK, Uwe. Qualidade na Pesquisa Qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

__________. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FREITAS, Daniela Amaral Silva. Literatura infantil dos kits de literatura afro-brasileira da Prefeitura de Belo Horizonte (MG): um currículo para ressignificação das relações étnico-raciais?' 17/01/2014 281 f. Doutorado em EDUCAÇÃO Instituição de Ensino: UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS, Belo Horizonte. Biblioteca Depositária: Biblioteca da Faculdade de Educação

GOLDENBERG, M. A Arte de Pesquisar: Como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. 8 eds. Rio de janeiro: Record 2004. PP. 13-16.

GOMES, Nilma Lino. Alguns termos e conceitos presentes no debate sobre relações raciais no Brasil: uma breve discussão. In: BRASIL. Educação Antirracista: caminhos abertos pela Lei federal nº 10.639/03. Brasília, MEC, Secretaria de educação continuada e alfabetização e diversidade, 2005. P. 39 – 62

_______________. Diversidade étnico-racial e educação no contexto brasileiro: algumas reflexões. In: Um olhar além das fronteiras: educação e relações raciais/organizado por Nilma Lino Gomes, 1. Ed. 1. Reimp. Belo Horizonte: Autentica, 2010, P. 97-110.

GOMES, Nilma Lino; SILVA, Petronilha Beatriz Gonçalves e. O Desafio da da diversidade In: Experiências étnico-culturais para a formação de professores organizado por Nilma Lino Gomes e Petronilha Gonçalves e Siva – 3. Ed: 1. Reimp. 1. Ed. 1. Reimp. Belo Horizonte: Autentica, 2015, p, 11- 24.

KRAMER, Sônia: autoria e autorização: questões éticas na pesquisa com crianças: Caderno de Pesquisa. n.116, p.41-59, julho/2002.

LIMA, Maria Batista: Identidade Étnico/Racial no Brasil: Uma Reflexão Teórico Metodológica. Revista Fórum identidade, Ano 2, Volume 3 – p.33-46 – jan-jun de 2008.

MACHADO, Adilbênia Freire: Ancestralidade e encantamento como inspirações formativas: Revista Páginas de filosofia, v. 6, n. 2, P.51-64, Jul./dez. 2014

________________________: Filosofia africana para descolonizar olhares: perspectivas para o ensino das relações étnico-raciais: Tear revista de educação ciência e tecnologia, Canos, v.3, n.1, p. 1-20 2014

________________________: Filosofia africana: Ética de cuidado e de pertencimento ou uma poética de encantamento: Problemata: R. Intern. Fil. V. 10. N.2, 2019, p. 56-75.

http://dx.doi.org/10.7443/problemata.vl1012.49118

MUNANGA, Kabengele. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra. Belo Horizonte. Autêntica, 2004.

____________________ Por que ensinar a história da África e do negro no Brasil de hoje? Revista do Instituto de estudos brasileiros, Brasil, n 62, p. 20-31, dez.2015

OLIVEIRA, Eduardo David: Filosofia da ancestralidade como filosofia africana: educação e cultura afro-brasileira africana: Revista sul-americana de filosofia e educação, n. 18, maio/outubro/2012, p. 28-47.

OLIVEIRA, Regina Marcia Pereira de. A educação das relações raciais nas práticas pedagógicas da educação infantil: Um estudo de caso da UMEI Grajaú. 24/06/2016 233 f. Mestrado em Educação Instituição de Ensino: UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS, Belo Horizonte Biblioteca Depositária: Biblioteca Raymundo Nonato Fernandes. Disponível em https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4925267 . acesso em 20/10/2020

QUIJANO, Anibal: A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências: bibliotecas virtuales de CLACSO, 2005, p. 117-142

http://biblioteca virtual.clasco/sur-sur/20100624103322/12_quijano.pdf

RESOLUÇÃO Nº 466, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012. http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf

SANTOS, Claudia Elizabete dos; CARVALHO, Fernanda Almeida de; MARRA, Lauren Cristiane Torres e; REIS, Valdete dos: A experiencia dos núcleos de estudos das relações étnico-raciais como estratégia de formação dos profissionais da educação na rede municipal de Belo Horizonte In: Africanidades e Brasilidades no currículo da educação básica: compartilhando reflexões, vivências, experiências e práticas/ Patrícia de Souza Santana; Rosa Margarida de Carvalho Rocha, ORGs: ribeirão Gráfica e editora, 2018, p. 121-133

SARMENTO, Manuel, GOUVEA, Maria Cristina Soares de (orgs.): Profissionais da Educação Infantil: educação e práticas sociais. Petrópolis, RJ, Vozes, 2008.

SODRÉ, Jaime: EXU- A forma e a função: Revista Vera Cidade, Ano VI - n.5, p.1-11, outubro/2009.

WOORWARD, Kthryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual In: Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais / Tomaz Tadeu da Silva 9org.). Stuart Hall, Kathryn Woodward. 15. Ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n11-244

Refbacks

  • There are currently no refbacks.