Transformação digital: Um estudo de caso em um salão de beleza / Digital transformation: Study case in a beauty salon

Henrique Perim Thiengo da Silva, Víctor Davi Mafra Dias, Andréa Cristina Marques de Araújo

Abstract


Apesar do avanço da globalização, muitas empresas de pequeno porte ainda possuem certas dificuldades para adaptar-se às novas tecnologias, dessa forma, o objetivo deste artigo é fornecer metodologias para aprimorar a gestão empresarial de uma empresa de pequeno porte, por meio de um projeto de transformação digital. Para isso, foi escolhido um salão de beleza, localizado em Belém do Pará, onde foram feitos estudos nas áreas de gerência de projetos, gerência da qualidade e simulação de processos, e aplicadas ferramentas de cada uma delas. Na gerência de projetos, foram usadas ferramentas como Canvas Project, Estrutura Analítica de Projetos - para definir o escopo - e Cronograma. Para gerência da qualidade, foi elaborado indicadores com foco na satisfação do cliente no processo de atendimento. Por fim, na simulação de processos, o software ARENA foi usado para criar uma precisão do resultado das propostas apresentadas. Com isso, foi possível perceber que as ferramentas e softwares utilizados para viabilizar e gerenciar o projeto foram fundamentais para a sua execução, e o salão de beleza, o qual foi o objeto do estudo, foi beneficiado com a aplicação do sistema de gestão proposto.


Keywords


transformação digital, salão de beleza, sistema de gestão empresarial

References


ADRIZ, Kauane Machado; MACIEL, Eliana Ribas. Análise dos processos e instrumentos de gestão dos serviços, sua contribuição à tomada de decisão e à competitividade: estudo de caso em um salão de beleza. 2017. Disponível em: https://bibliodigital.unijui.edu.br:8443/xmlui/bitstream/handle/123456789/4879/Kauane%20Machado%20Adriz.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 12 set. 2020.

ARAUJO, Andrea Cristina Marques de; GOUVEIA, Luis Borges. Pressupostos sobre a pesquisa científica e teste piloto. Revista Administradores.com [meio digital], 2019. Disponivel em:https://administradores.com.br/artigos/pressupostos-sobre-a-pesquisa-cientifica-e-teste-piloto. Data de acesso: 11 nov. 2020.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 10006: Gestão da qualidade: Diretrizes para a qualidade no gerenciamento de Projetos. Rio de Janeiro, 2000.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT NBR ISO 9001:2015: Sistemas de gestão da qualidade - requisitos. Rio de Janeiro, 2008.

BANKS, J. et al. Discrete-event Simulation. 4. ed. New Jersey: Prentice-Hall, 2005.

BANKS, J; CARSON, J. Discrete-Event System Simulation. Industrial and Systems Engineering. NJ, USA: Prentice hall Englewood Cliffs , 1984.

BARROS, Laércio Damião Do Nascimento. A importância de sistemas integrados de gestão (ERP) como ferramenta de reengenharia organizacional em pequenas empresas. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 03, Ed. 08, Vol. 10, p. 121-131, agosto de 2018. Disponível em: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/marketing/reengenharia-organizacional. Acesso em: 11 set. 2020.

CHWIF, L.; MEDINA, A.C. Modelagem e Simulação de Eventos Discretos: Teoria & Aplicações. São Paulo: Editora dos Autores, 2007.

CROSBY, P. B. Qualidade falada a sério. São Paulo: Mc Graw- HiII do Brasil, 1990.

DIOGO, Ricardo Alexandre; KOLBE JUNIOR, Armando; SANTOS, Neri dos. A transformação digital e a gestão do conhecimento: contribuições para a melhoria dos processos produtivos e organizacionais. P2P & INOVAÇÃO, Rio de Janeiro, v. 5 n. 2, p.154-175, Mar./Ago. 2019. Disponível em: http://revista.ibict.br/p2p/article/view/4384/4018. Acesso em: 12 set. 2020.

ISHIKAWA, K. Controle de qualidade total – à maneira japonesa. 2.ed. Rio de Janeiro, Campus, 1993.

JAMIL, George L. Repensando a TI na empresa moderna: atualizando a gestão com a tecnologia da informação. Rio de Janeiro: Axcel Books, 2001.

JURAN, J. M. Juran planejando para a qualidade. São Paulo: Pioneira, 1990.

KELTON, W. D.; SADOWSKI, R. P.; SADOWSKI, D. A. Simulation with Arena. New York: McGraw-Hill, 1998.

MARTINS, C.; VENÂNCIO, D. M.; FIATES, G. G. S.; ROMAN, D. J.; ERDMANN, R. H. Gestão de serviços em salões de beleza: do diagnóstico à melhoria de qualidade. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, Bauru, Ano 9, no 3, jul-set/2014, p. 79-93. Disponível em: https://revista.feb.unesp.br/index.php/gepros/article/view/1047/590. Acesso em: 12 set. 2020.

MARTINS, Regina Copello. Gestão de pessoas em uma organização pública: Uma proposta de melhoria. Dissertação apresentada do curso de mestrado em sistemas de gestão da UFF. RJ: Niterói, 2003. Disponível em: https://app.uff.br/riuff/handle/1/21353. Acessado em: 12 set. 2020

MORAES. A Tecnologia da Informação como suporte à gestão estratégica da informação na pequena empresa. Revista de Gestão de Tecnologia e Sistemas de Informação, vol. 1, 2004, p. 21-24.

PMI - PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. Guia PMBOK®: Um Guia para o Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos. 6. Ed. Pennsylvania: PMI, 2017. Disponível em: https://escritoriodeprojetos.com.br/guia-pmbok-sexta-edicao. Acesso em: 11 set. 2020.

PMI - Project Management Institute. Um guia do conhecimento em gerenciamento de projetos [Guia PMBO]. 4. Ed. Pennsylvania: Project Management Institute, 2008.

PINTO, A. Relatório principal do estudo de benchmarking: gerenciamento de projetos Brasil. Biblioteca do site da Manager Brazil: Consultoria e Treinamento em Projetos. Estudo de Benchmarking em Gerenciamento de Projetos Brasil, Project Management Institute, 2009.

REZENDE, D. A. Sistemas de informações organizacionais: guia prático para projetos em cursos de administração, contabilidade e informática. São Paulo: Atlas, 2005.

ROGERS, David L. Transformação digital: repensando o seu negócio para a era digital. 1. ed. São Paulo: Autêntica Business, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n11-249

Refbacks

  • There are currently no refbacks.