Absenteísmo entre os profissionais de enfermagem: revisão integrativa sobre o assunto / Absenteeism among nursing professionals: integrative review on the subject

Giselle Masae Ito, Marlene Valerio dos Santos Arenas

Abstract


O presente trabalho consiste em um estudo por meio de revisão integrativa básica da literatura, com o objetivo mapear as pesquisas publicadas referente as principais causas de absenteísmo entre os profissionais de enfermagem publicados na literatura cientifica, entre o ano de 2013 a 2020. Realizou-se uma busca on line disponíveis na biblioteca virtual em saúde (BVS), capturado nas bases de dados: Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), SCIELO e Portal de Periódicos CAPES/MEC, quando utilizados os descritores nos referidos sites, foram encontrados um total de 205 publicações, onde foram separados por meio de leitura prévia de títulos e resumos cerca de 57 artigos, após leitura minuciosa das publicações, chegou a resultado de que 12 eram referentes a revisão bibliográfica, dois não foram encontrados no banco de dados, 17 estavam fora do período pesquisado e 13 não apresentavam associações com a temática, restando 13 artigos aliados com a temática do estudo proposto. Os resultados apresentados evidenciam que as principais causas de absenteísmo na equipe de enfermagem destacam-se aqueles relacionados a doença do sistema osteomuscular (77%), transtornos mentais (69,3%), transtornos respiratórios (50,8%) e doenças infecciosas e parasitárias (15,4%), cuja categoria mais afetada são os profissionais técnicos e auxiliares de enfermagem do sexo feminino. Percebe-se que absenteísmo por doença interfere diretamente na qualidade da assistência prestada, causando defasagem de pessoal e resulta em uma desorganização do trabalho gerando assim prejuízos financeiros às instituições.


Keywords


Absenteísmo. Profissionais de enfermagem. Doenças Ocupacionais.

References


ABREU; R. M. D. DE; GONÇALVES, R.M.D.DE.A.; SIMÕES, A.L.DE A. Motivos atribuídos por profissionais de uma Unidade de Terapia Intensiva para ausência ao trabalho. Revista Brasileira Enfermagem. 2014 mai-jun;67(3):386-93. Disponível em . Acesso em 05/12/20.

AZEVEDO, J. N. L.; SILVA, R. F.; MACEDO, T. T. S. DE. Principais causas de absenteísmo na equipe de enfermagem: revisão bibliográfica. Revista Enfermagem Contemp. 2019;8(1):80-86. doi: 10.17267/2317-3378rec.v8i1.1611. Disponível . Acesso em: 26/11/2020.

BARBOSA, L.C.F da S; ARENAS, M.V.dos S. Prevenção e combate à violência ocupacional em profissionais de saúde. Brazilian Journal of Development. Vol. 7, Nº 6, Jun. 2021. Disponível em < http://DOI:10.34117/bjdv7n6-414>. Acesso em 19/07/2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Coletânea de normas para o controle social no Sistema Único de Saúde / Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde – Brasília. 3º Edição, Brasília- DF, 2011. (Série E. Legislação de saúde). http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/coletanea_normas_controle_social_sus3ed.pdf. Acesso em 07/03/2021.

BREY, C. et al. O absenteísmo entre os trabalhadores de saúde de um hospital público do Sul do Brasil. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro. 2017;7: e1135. DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v7i0.1135. Disponível em Acesso em 01/03/2021.

CARNEIRO, V.S.M; ADJUNTO R.N.P. Fatores relacionados ao absenteísmo na equipe de enfermagem: uma revisão integrativa. Revista de Administração em Saúde. Vol. 17, Nº 69, Out. – Dez. 2017. Disponível em < http://dx.doi.org/10.23973/ras.69.67>. Acesso em 19/05/2021.

FERNANDES, G. C. P. S. Vigilância em saúde do trabalhador no Brasil: conceito e desafios. Revista Labor. v. 1, n. 18, p. 50-60, 31 dez. 2017. DOI: https://doi.org/10.29148/labor.v1i18.31594. Disponível em Acesso em 07/03/2021.

FORMENTON, A.; MINIEL, V.A.; LAUS, A.M. Absenteísmo por doença na equipe de enfermagem de uma operadora de plano de saúde. Revista Enfermagem UERJ. [S.l.], v. 22, n. 1, p. 42-49, jun. 2014. ISSN 0104-3552. Disponível em: . Acesso em: 22 dez. 2020.

HEYLMANN, N.R. et al. Absenteísmo entre profissionais de enfermagem: estudo num hospital universitário catarinense. Revista Uningá Review. v. 26, n. 2, maio 2016. ISSN 21782571.Disponível:. Acesso em: 20 dez. 2020.

LEMOS, D.S. et al. Absenteísmo-doença entre servidores públicos do setor saúde do Distrito Federal. Revista Brasileira Medicina Trabalho. 2018;16(3):336-45. DOI: 10.5327/Z1679443520180246. ]. Disponível em . Acesso 19/12/2020.

LIMA, Antônio de Ribeiro. Gestão de Pessoas, Saraiva, 2005, São Paulo.

LUCCA, S. R. DE; RODRIGUES, M.S.D. Absenteísmo dos profissionais de enfermagem de um hospital universitário do estado de São Paulo, Brasil. Revista Brasileira Medicina Trabalho. ;13(2), abr.-jun. 2015. Tab. ;13(2):76-82. Disponivel em . Acesso em 25/02/2021.

MANTOVANI, V.M. et al. Absenteísmo por enfermidade em profissionais de enfermagem. REME • Revista Mineira Enfermagem. 2015 jul/set; 19(3): 641-646. DOI: 10.5935/1415-2762.20150049. Acesso em 08/01/2021.

MARQUES, D.DE O. et al. O absenteísmo - doença da equipe de enfermagem de um hospital universitário. Revista Brasileira Enfermagem. 2015;68(5):594-600. Disponível: Acesso em 19/12/20.

MININEL, V.A. et al. Cargas de trabalho, processos de desgaste e absenteísmo-doença em enfermagem. Revista Latino-Am. Enfermagem. nov.-dez. 2013;21(6):1290-7 DOI: 10.1590/0104-1169.2992.2366. Disponível Acesso em 15/12/20.

OLIVEIRA, D.M. et al. Afastamento do trabalho por transtornos

mentais e comportamentais entre profissionais de enfermagem. Revista Cuidarte. 2019; 10(2): e631. DOI: http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v10i2.631. Disponivel . Acesso em 15/03/2021.

OLIVEIRA, R. D. DE et al. Afastamento do trabalho em profissionais de enfermagem por etiologias psicológicas. Revista Brasileira Promocão Saude. Fortaleza, 26(4): 554-562, out./dez., 2013. Disponível < http://bases.bireme.br/cgibin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS〈=p&nextAction=lnk&exprSearch=721783&indexSearch=ID>.Acesso em 19/03/2021.

ROCHA, F.P.; SAITO, C. A.; PINTO, T. C. N. O. Absenteísmo-doença entre profissionais de saúde de um hospital público estadual em São Paulo. Revista Brasileira Medicina Trabalho. 2019;17(3):355-62. Disponível . Acesso em 05/12/20.

ROSA, L. S. DA; CARDOSO, L. S.; CEZAR-VAZ, M. R. O processo de trabalho do Enfermeiro em Saúde do Trabalho: revisão integrativa. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento. , [S. l.] , v. 9, n. 8, págEe158985590, 2020. DOI: 10.33448 / rsd-v9i8.5590. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2021.

SANTANA, L. DE L. et al. Absenteísmo por transtornos mentais em trabalhadores de saúde em um hospital no sul do Brasil. Revista Gaúcha Enfermagem. 2016 mar;37(1):e53485. Disponível < https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S198314472016000100416&script=sci_abstract&tlng=pt#:~:text=Foram%20contabilizados%2055%20registros%20de,29%2C09%25%20dos%20registros>. Acesso em 25/02/2021.

TRINDADE, L. DE L. et al. Absenteísmo no ambiente da equipe de enfermagem hospitalar. Enfermagem Global. v. 13, n. 36, pág. 138-146, outubro de 2014. Disponível em . Acesso em 19 de março de 2021.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n11-312

Refbacks

  • There are currently no refbacks.