Atuação do farmacêutico bioquímico no setor laboratorial em tempo de pandemia da COVID-19/ Performance of the biochemical pharmacist in the laboratory sector during the COVID-19 pandemic

Leticia Christielle Ferreira da Silva, Aline de Almeida Benchaya

Abstract


Este artigo tem como objetivo geral analisar atuação do farmacêutico bioquímico no setor laboratorial em tempo de pandemia da Covid-19. Em termos específicos objetiva descrever a rotina laboratorial de análises clínicas para o diagnóstico da Covid-19 em tempo de pandemia; identificar os desafios que os farmacêuticos bioquímicos encontraram para o enfrentamento no setor laboratorial em tempo de pandemia da Covid-19; e apontar a necessidade de intensificar as práticas de biossegurança no laboratório coordenas pelo farmacêutico bioquímico.  Para alcançar os objetivos propostos a metodologia deste estudo se pautou numa abordagem de natureza qualitativa, com fins descritivos e exploratórios, por meio de uma pesquisa bibliográfica, onde as fontes elencadas foram retiradas de livros, artigos, publicações científicas, plataformas de revistas cientificas na internet. Os resultados deste estudo evidenciaram que, em meio a pandemia Covid-19, que vem assolando o mundo, ceifando vidas de milhares e milhares de pessoas, esteve presente com marcante atuação o exército de profissionais de saúde, linha de frente ao enfrentamento da pandemia, dentre os quais, e, não menos importante, o farmacêutico bioquímico, com atuação relevante no que concerne ao diagnóstico da doença.


Keywords


Farmacêutico bioquímico; Diagnóstico laboratorial; Pandemia Covid 19.

References


ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Biossegurança e Gerenciamento de Resíduos - Atualizações. Brasília: Ministério da Saúde. 2019.

ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Testes para Covid-19: perguntas e respostas. Novo Coronavírus, Brasil. 2020.

ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (2020). Covid-19. Coronavírus. Disponível em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br Acesso em 20/12/2020.

BATSCHAUER, APB; JOVITA, HW. Hemostasia e Covid-19: fisiopatologia, exames laboratoriais e terapia anticoagulante RBAC.;52(2):138-42.2020.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Portaria nº 2.349, de 14 de setembro de 2017. Aprova a Classificação de Risco dos Agentes Biológicos elaborada em 2017, pela Comissão de Biossegurança em Saúde, 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Coronavírus: o que você precisa saber e como prevenir o contágio. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/ Acesso em:20/12/2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria MS/GM no 188, de 3 de fevereiro de 2020. Declara Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) em decorrência da Infecção Humana pelo novo Coronavírus (2019-nCoV). Diário Oficial da União. 13 fev; seção1. 2020.

BUREAU, B. Aspectos de biossegurança e biossegurança do SARSCoV-2. Disponível em: https://www.bureaubiosecurity.nl/en/news/biosafety-andbiosecurity-aspects-of-sars-cov-2 Acesso em: 20/12/2020.

DIAS, V; BARQUETTE, F; BELLO, AR. Padronização da qualidade: alinhando melhorias contínuas nos laboratórios de análises clínicas. RCBAC, vol 49, n. 2, p. 164-169. 2017.

DIAS, V; CARNEIRO, M; VIDAL, C; CORRADI, M; BRANDÃO, D; CUNHA, C. Orientações sobre Diagnóstico, Tratamento e Isolamento de Pacientes com Covid-19. J. Infect. Control, 2020.

FLEURY, MK. A Covid-19 e o laboratório de hematologia: uma revisão da literatura recente. RBAC. 52(2):131-7. 2020.

GERALDO, A; MARTINELLO, F. A relação entre o sistema sanguíneo ABO e a Covid-19: uma revisão sistemática. RBAC. 2020;52(2):143-8, 2020.

GIL, AC. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas. 2017.

GONÇALVES, K. M. A importância do controle de qualidade no laboratório de análises clínicas: uma revisão bibliográfica. Uberlândia: UFU, 2020.

LIPPI, G; PLEBANI, M. Resiliência dos laboratórios clínicos durante a pandemia de coronavírus 2019 (Covid-19). Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, v. 56.2020.

OMS. Organização Mundial da Saúde. Orientações de biossegurança de laboratório relacionadas para o novo coronavírus. Disponível em: https://www.who.int/eportuguese/countries/bra/pt/ Acesso em 20/12/2020.

MARTINELLO, F. Biossegurança laboratorial na pandemia do SARS-CoV-2. RBAC;52(2):108. 2020.

MENEZES, ME; LIMA, LM; MARTINELLO, F. Diagnóstico laboratorial do SARS-CoV-2 por transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase em tempo real (RT-PCR). RBAC.52(2):122-30. 2020.

MICHELON, CM; PICCININI, A. Presença de RNA do SARS-CoV-2 em fezes de pacientes com Covid-19 RBAC. 52(2):168. 2020.

NOGUEIRA, JMR; SILVA, LOP. Diagnóstico laboratorial da Covid-19 no Brasil. RBAC.52(2):117-21.2020.

OLIVEIRA, JN. O Laboratório de Análises Clínicas na Pandemia Covid-19. Revista Port Farmacoter.12:56-60.2020.

RAMOS, LR.; OLIVEIRA, MV; SOUZA, CL. Pre-analytical variables evaluation in laboratory tests of patients attended at the Vitória da Conquista Central laboratory, Bahia, Brazil. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial.2020.

SANCANARI, SN; NOGUEIRA, JMR. A arquitetura laboratorial e a proteção dos profissionais de saúde em tempos de Covid-19. RBAC. 52(2):186-91.2020.

SILVA, JPB. Avaliação do impacto de laboratórios de análises clínicas de hospitais de urgência e emergência do município de Belém-PA na saúde. Revista de Ciências Farmaceuticas Básica e Aplicada, vol 35, n. 1.2020.

SILVA, LOP; NOGUEIRA, JMR. Corrida pela vacina em tempos de pandemia: a necessidade da imunização contra a Covid-19. RBAC. 52(2):149-53, 2020.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PATOLOGIA CLÍNICA LABORATORIAL. Métodos Laboratoriais para Diagnóstico da Infecção pelo SARS-CoV-2. Disponível em: http://www.sbpc.org.br/wpcontent/uploads/2020/04/MetodosLaboratoriaisDiagnosticoSARS-CoV-2.pdf. Acesso em: 20/12/2020.

SOUZA, MO. Não conformidades em laboratórios clínicos de Macapá, Amapá, Brasil, com base na RDC nº 302/2005/Anvisa. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, vol 56.2020.

TERRÃO, JLJ. Papel do laboratório clínico na pandemia de Coronavírus. RBAC. 52(2):194-5.2020.

VERGARA, SC. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. 16.ed. São Paulo: Atlas, 2016.

VICENZI, FJ. O farmacêutico bioquímico e seu papel na assistência farmacêutica. Paraná: CRF.2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n11-339

Refbacks

  • There are currently no refbacks.