Uso de anticoncepcionais orais combinados e o risco de tromboembolismo venoso: revisão sistemática / The use of combined oral contraceptives and the risk of venous thromboembolism: a systematic review

Cleisla Gato Pereira Correa, Kathleen Castro Barroso, Bruna Nayara de Barros Araújo

Abstract


INTRODUÇÃO: O tromboembolismo possui relação intrínseca com o uso frequente de anticoncepcional oral combinado, sendo os de terceira geração com maior probabilidade de risco quando comparados aos de 2° geração.

OBJETIVO: Avaliar o risco de tromboembolismo venoso profundo entre usuárias de contraceptivos hormonais orais.

MÉTODOS: Estudo de revisão sistemática, utilizando ferramentas de busca:  Acadêmica Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), United States National Library of Medicine National Institutes of Health (PubMed) e Scientific Electronic Library Online (Scielo Global). O período analisado foi de março de 2021 a setembro 2021. Foram aplicados os critérios do Prisma para redigir o relatório da revisão. Foram incluídos artigos observacionais, ensaios clínicos, relatos de caso, caso controle e estudo de coorte, português e inglês, entre anos de 2010 a 2021.

RESULTADOS: Dos 420 artigos identificados, foram selecionados 8 para a revisão. Os principais fatores de riscos desencadeados do TEV são trombofilia hereditária, o uso de AOCs de terceira geração, gravidez, trombose venosa e arterial, período pós-parto e o uso de COCs.  A idade média de mulheres que fazem uso de AOCs é de 42 anos.

CONCLUSÕES: Pode-se perceber que as mulheres citadas nos estudos adquiriam o tromboembolismo venoso por uso dos AOCs. Mulheres, tanto saudáveis como com outros fatores de riscos, combinados com o uso de AOCs, seja eles de terceira geração, ou com alta dose de EE, e alta dose de estrogênios, tem o risco aumentado de eventos trombóticos.

 


Keywords


Tromboembolia Venosa, anticoncepcional oral combinado, trombose venosa.

References


Brito, Milena Bastos, Nobre, Fernando e Vieira, Carolina Sales Contracepção hormonal e sistema cardiovascular. Arquivos Brasileiros de Cardiologia [online]. 2011, v. 96, n. 4 [Acessado 17 outubro 2021], pp. e81-e89. Disponível em: . Epub 25 Fev 2011. ISSN 1678-4170. https://doi.org/10.1590/S0066-782X2011005000022.

Deeksha Khialani, Wilem.Lijfering, Suzanne C. Cannegieter, Frist R. Rosendaal, Astrid Hyckam V. O efeito Conjunto de fatores de risco genéticos e Diferentes tipos de anticoncepcionais orais combinados no risco de trombose venosa. Sociedade Britânica de Hematologia.2020,191,90-97.

GAZZANA, M. Trombose mata um milhão de pessoas por ano. Setor Saúde. São Paulo, 2014. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2021.

HELLFRITZSCH, Maja et al. Embolia pulmonar relacionada a anticoncepcionais com risco de vida em uma menina de 14 anos com trombofilia hereditária. Am J Case Rep, [S. l.], ano 2015, v. 16, p. 667-669, 29 set. 2015. DOI 10.12659. Disponível em: http://www.amjcaserep.com/abstract/index/idArt/894721. Acesso em: 10 set. 2021.

Hugon-Rodin, Justine MD a, b, c ; Horellou, Marie-Hélène MD c, d ; Conard, Jacqueline MD c, d ; Flaujac, Claire MD d ; Gompel, Anne MD PhD b, c ; Plu-Bureau, Geneviève MD PhD a, b, c, d, * Primeiro tromboembolismo venoso e anticoncepcionais hormonais em jovens francesas, Medicina: agosto de 2017 - Volume 96 - Edição 34 - p e7734 doi: 10.1097 /MD.0000000000007734.

MORAIS, L. X; PEREIRA, L.; CARVALHO, I. F. Tromboembolismo venoso relacionado ao uso frequente anticoncepcionais orais combinados. FaSem, Goiânia, v. 8, n. 1, p. 91-125, jan- jul, 2019.

PADOVAN, F.; FREITAS, G. Anticoncepcional oral associado ao risco de trombose venosa profunda. Brasilian Jourmal of surgery and clinical research – BJSCR, Paraná, v. 9, n. 1, p. 73-77, dez. /fev, 2014.

PALACIOS, S. Ensaios multicêntricos de fase III sobre a eficácia anticoncepcional, tolerabilidade e segurança de uma nova pílula somente de drospirenona, Alemanha. 2019; 98:1549-1557

Parque Min- Jeong, Gyun-Ho Jeaon. Embolia Pulmonar em uma mulher saudável usando anticoncepcionais orais contendo desogestrel. Coréia, v.60;2017.

PFIZER (SP). Tromboembolismo Venoso (TEV). SP: Pfizer, 29 set. 2020. Disponível em: https://www.pfizer.com.br/sua-saude/seu-coracao/tromboembolismo-venoso-tev. Acesso em: 17 out. 2021.

Rahhal, A., Khir, F., Adam, M. et al. Os anticoncepcionais orais combinados de baixa dosagem induzem infarto do miocárdio trombótico da parede anterior: relato de caso. BMC Cardiovasc Disord 20, 182 (2020). https://doi.org/10.1186/s12872-020-01462-9

Roach REJ, Lijfering WM, Helmerhorst FM, Cannegieter SC, Rosendaal FR, van Hylckama Vlieg A. O risco de trombose venosa em mulheres com mais de 50 anos usando contracepção oral ou terapia hormonal pós-menopausa. J Thromb Haemost 2013; 11: 124–31.

Rott H. Thrombotic risks of oral contraceptives. Curr Opin Obstet Gynecol. 2012 Aug;24(4):235-40. doi: 10.1097/GCO.0b013e328355871d. PMID: 22729096.

SANTO, S. Tromboembolismo venoso mata mais que o cancro. Atlas da Saúde, Minas Gerais, 2019. Disponível em: . Acesso em: 25 mar. 2021.

SBACV - Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular. Trombose venosa profunda diagnóstico e tratamento, 2015. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2021.

SILVA, M. F. Tromboembolismo venoso e contraceptivos hormonais combinados. FEBRASGO, São Paulo, v. 4, n.1, nov, 2016.

SILVA, M. Epidemiologia de Tromboembolismo Venoso. Jornal Vascular Brasileiro, Porto Alegre- RS, v. 1, n. 2, p. 83-84, 2002.

Van Vlijmen EFW, Veeger NJGM, Middeldorp S, Hamulyak K, Prins MH, Kluin-Nelemans HC, Meijer K. O impacto de uma história familiar trombótica masculina ou feminina no aconselhamento contraceptivo: um estudo de coorte. J Thromb Haemost 2016; 14: 1741-8

Zermatten MG, Bertaggia Calderara

D, Aliotta A, Alberio L. Geração de trombina em uma mulher com fator V Leiden heterozigoto e combinação oral contraceptivos: um relato de caso. Res Pract Thromb Haemost. 2020; 4: 429–432. https://doi.org/10.1002/rth2.12318.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n11-424

Refbacks

  • There are currently no refbacks.