A relação da hipersensibilidade dentinária e o estilo de vida – revisão da literatura / The relation of dentinary hypersensitivity and lifestyle - literature review

Taiane Cristina dos Santos Castilho, Adriane de Souza Mendonça, Cristiane Comapa Rabelo, Raísa Castelo

Abstract


A hipersensibilidade dentinária é caracterizada por dor aguda de curta duração, afetada pela exposição da dentina, resultante de vários estímulos (térmicos, químicos, táteis e osmóticos) sem envolvimento bacteriano. A hipersensibilidade dentinária pode ser desencadeada pelo consumo excessivo de bebidas ácidas, escovação inadequada, idade, doenças gengivais e periodontais, estresse, trincas dentárias por bruxismo, práticas esportivas e certas profissões que expõem os trabalhadores a produtos químicos que corroem o esmalte e o cemento do dente. O objetivo deste trabalho é investigar estudos existentes em artigos sobre a relação entre hipersensibilidade dentinária e estilo de vida, buscando correlacionar hábitos alimentares e ocupacionais entre atletas profissionais, amadores de esportes, estudantes e pessoas com transtornos alimentares. O estilo de vida também pode ser um fator de risco; muitos hábitos considerados saudáveis no estilo de vida atual são realmente potencializadores para o desenvolvimento da hipersensibilidade dentinária. Como comer frutas cítricas, molhos, vinagre e refrigerantes. O consumo de frutas ácidas, bebidas energéticas ácidas e bebidas com baixo teor de açúcar leva ao aumento da hipersensibilidade dentinária. A hipersensibilidade dentinária pode causar desconforto oral, causando danos psicossociais à vida do indivíduo, levando a restrições alimentares e sociais e comprometendo seu bem-estar geral. Conclui-se que este trabalho é uma contribuição essencial, no sentido de orientar os profissionais a intervir nos fatores que levam ao aparecimento e agravamento destas condições ao nível individual, nas diferentes causas de hipersensibilidade dentinária e nas condições que realmente impactam na vida das pessoas.

Keywords


Hipersensibilidade Dentinária, Estilo de Vida, Saúde Bucal.

References


AHMASSEBI, J. F.; BANIHANI, A. Impact of soft drinks to health and economy: a critical review. Eur Arch Paediatr Dent., United Kingdom, v.1, p. 109-117, fev. 2020.

ALMEIDA, J. P. V. B. M. Erosão dentária em enólogos: revisão de literatura. Dissertação (Mestrado Integrado em Medicina Dentária) - Faculdade de Medicina Dentária. Universidade de Lisboa, Portugal, p. 32. 2020.

ALVARENGA, G. F. Lesões cervicais não cariosas e hipersensibilidade da dentina. Revista Odontológica do Hospital de Aeronáutica de Canoas., Rio Grande do Sul, v. 1, n. 002, p. 47-54, set. 2020.

ANTONELLI, J. R.; SELTZER, R. Oral and Physical Manifestations of Anorexia and Bulimia Nervosa. Tex Dent J., Austin, v.33, n.9, p. 528-535, set. 2016.

CARVALHO, R. K. D. H. C.; SILVA, T. R. D. S.; SANTOS, J. V.; HILÁRIO, J. S.; COSTA, J. V. P.; FILHO, C. H. A. D. V.; LEMOS, J. P. M.; ALVES, M. I. D. M. A influência da dieta na erosão dental: revisão de literatura. Brazilian Journal of Healh Review., Curitiba, v. 4, n. 3, p. 13424-13432, may/jun. 2021.

CARVALHO, T. P.; GABRI, L. M.; MATTOS, V. G. G.; SANTOS, M. M.; BARRETO, L. P. D. Hipersensibilidade dentinária associada a lesões cervicais não cariosas: revisão de literatura. Rev Nav Odontol., Rio de Janeiro, v.47, n.2, p. 68-76, out. 2020.

FREITAS, B. L. S.; PINTO, M. S.; OLIVEIRA, E. S.; DOUGLAS-DE-OLIVEIRA, D. W.; GALVÃO, E. L.; GONÇALVES, P. F.; FLECHA, O. D.; FILHO, P. M. O. Escalas para avaliação da dor na hipersensibilidade dentinária cervical – um estudo comparativo. Cadernos Saúde Coletiva., Rio de Janeiro, v. 28, p. 271-277, jun. 2020.

GILLAM, D. G. A New Perspective on Dentine Hypersensitivity – Guidelines for General Dental Practice. Dent Update., United Kingdom, v.44, n.1, p. 39-42, Jan. 2017.

KANZOW, P. et al. Etiology and pathogenesis of dental erosion. Berlin, Germany: v.47, n.4, Quintessence international, 2016.

KINA, I.; AZEVEDO. T.; PINHEIRO, F. Hipersensibilidade dentinária relacionada a lesões cervicais não-cariosas. Ciência Atual - Revista Científica Multidisciplinar do Centro Universitário São José., Rio de Janeiro, v. 13, n.1, p.1-9, 2019.

LAMEIRÃO, P. E. M. Erosão dentária na adolescência. Dissertação (Mestrado em Medicina Dentária) - Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade Fernando Pessoa, Portugal, p. 51. 2016.

LIMA, J. J. B; NASCIMENTO, A. R. F.; NASCIMENTO, V. R. P.; OLIVEIRA, I. L. M. Hipersensibilidade dentinária, etiologia, diagnóstico e tratamento. Odontologia Clínico-Cientifica., Recife, v. 20, n. 2, p. 46 - 51, jun. 2021.

LIU, X. X.; TENENBAUM, H. C.; WILDER, R. S; QUOCK, R.; HEWLETT, E. R.; REN, Y. F. Pathogenesis, diagnosis and management of dentin hypersensitivity: an evidence-based overview for dental practitioners. BMC Oral Health., London, v. 6, n.1, aug. 2020.

MACIEL, C. A. Comportamentos alimentares e erosão dentária em atletas. Dissertação (Mestrado Integrado em Medicina Dentária) - Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade Fernando Pessoa, Portugal, p. 29. 2017.

MARTO, C. M.; BAPTISTA, P. A.; NUNES, T.; PIMENTA, M.; ABRANTES, A. M.; PIRES, A. S.; CARRILLHO, E. Evaluation of the efficacy of dentin hypersensitivity treatments-A systematic review and followup analysis. Journal of oral rehabilitation., United Kingdom, v. 46, n. 10, p.952-990, jun. 2019.

MORETTO, M. J.; PEDRA, F. P. G.; CARVALHO, M. O.; SILVA, J. P. P.; FERNANDES, S. L. EROSÃO DENTÁRIA PROVOCADA POR BEBIDAS ÁCIDAS. Revista Saúde Multidisciplinar., Goiás, v. 4, n. 1, mar. 2017.

MOURA, G. F. Estabilidade de oclusão tubular de diferentes agentes obliteradores para tratamento de hipersensibilidade dentinária. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, doi: http://doi.org/10.14393/ufu.di, Uberlândia, p. 67. 2016.

MOURA, G. F.; ZEOLA, L. F.; SOUSA, S. C.; GUEDES, F. R.; SOARES, P. V. Four-Session Protocol Effectiveness in Reducing Cervical Dentin Hypersensitivity: A 24-Week Randomized Clinical Trial. Photobiomodulation, Photomedicine, and Laser Surgery., United States of América - USA, v. 37, n. 2, p. 117-123, feb. 2019.

OLIVEIRA, D. W. D.; PAIVA, S. M.; COTA, L. O. Etiologia, epidemiologia e tratamento da hipersensibilidade dentinária: uma revisão de literatura. Braz J Periodontol., Belo Horizonte, v. 27, n. 04, dez. 2017.

OLIVEIRA, D. W. D. Hipersensibilidade dentinária e qualidade de vida relacionada à saúde bucal: adaptação e validação do dheq-15, sobre o impacto do tratamento. Tese (Doutorado em Odontologia) - Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, p. 122. 2018.

OLIVEIRA, L. M. C. Rugosidade da cerâmica odontológica mediada por ácido clorídrico – revisão integrativa. Dissertação (Mestrado em Pesquisa em Saúde) - Centro Universitário CEMASC, Maceió, p. 54. 2019.

OLIVEIRA, S. M. L.; BRITO, R. S.; OLIVEIRA, L. L.; RABELO, Z. H.; ESTELLITA, M. C. A. Utilização e eficácia do laser ND:YAG no tratamento da hipersensibilidade dentinária: uma revisão de literatura. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 4, p.16872-16890, apr. 2020.

ORTOLANI, A. T. Hipersensibilidade Dentinária: Uma Abordagem Contemporânea. Dissertação (Mestrado Integrado em Medicina Dentária) - Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade Fernando Pessoa, Portugal, p.27. 2017

RIBEIRO, P. J. T.; ARAÚJO, A. M. P. D.; MAFRA, R. P.; VASCONCELOS, M. G.; VASCONCELOS, R. G. Mecanismos de ação dos recursos terapêuticos disponíveis para o tratamento da hipersensibilidade dentinária cervical. Odontologia Clínico-Científica., Recife, v. 15, n. 02, p. 83-90, abr-jun. 2016.

RIBEIRO, R. A. O.; FILHO, P. C. L.; TEIXEIRA, G. M.; NASCIMENTO, A. B. L. Etiologia, diagnóstico e tratamento da Hipersensibilidade Dentinária. Odontologia Clínico Científica., Recife, v.16, n.4, p. 259-264, out-dez. 2017.

ROCHA, A. O.; AQUINO, T. S.; LIMA, T. O.; ROGRIGUES, P. C. M.; ANJOS, L. M.; OLIVEITA, T. M. R. A utilização da laserterapia para o controle da hipersensibilidade Dentinária. Revista Eletrônica Acervo Odontológico., São Paulo, v.2, p. 3907, set. 2020.

RODRIGUES, H. C. Hipersensibilidade Dentinária. Dissertação (Mestrado Integrado em Medicina Dentária) - Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade Fernando Pessoa, Portugal, p. 38. 2017.

RODRÍGUEZ, P. C.; SÁNCHEZ-SÁNCHEZ, L. C.; FERNÁNDEZ-GARCÍA, R.; SÁNCHEZ-SÁNCHEZ, J.; GARCÍA-MONTES, J. M. Disordered Eating Attitudes, Anxiety, Self-Esteem and Perfectionism in Young Athletes and Non-Athletes. Int J Environ Res Public Health., Suiça, v.16, n.18, sept. 2020.

ROSTEN, A.; NEWTON, T. The impact of bulimia nervosa on oral health: A review of the literature. Br Dent J. Ribeirão Preto, v. 223, n.7, p. 533-539, nov. 2017.

SANTANA, N. M. S.; SILVA, D. R.; PAIVA, P. R. R.; CARDOSO, A. M. R.; SILVA, A.C. B. Prevalência de erosão dentária e fatores associados em uma população de escolares. Revista de Odontologia da Unesp., Araraquara – SP, v.47, n.3, p. 155-160, jun. 2018.

SANTIAGO, F.; RODRIGUES, T. W.; FREITAS, D. V. P. A influência da dieta no desgaste dentário erosivo: revisão de literatura. Revista saúde multidisciplinar., Goiás, v. 9, n. 1, p. 52-57, mar. 2021.

SANTOS, J. C. M. M. Desgaste erosivo dentário. Dissertação (Mestrado Integrado em Medicina Dentária) - Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade Fernando Pessoa, Portugal, p. 37. 2017.

SANTOS, O. V. D.; SOARES, S. D.; VIEIRA, E. L. S.; LISBOA, L. R. C.; PINTO, D. M. L.; MACIEL, A. C. C.; NASCIMENTO, F. D. C. A. D. Consumo excessivo de bebidas potencialmente erosivas: implicações a saúde pública. Brazilian Journal of Health Review., Curitiba, v. 2, n. 4, p. 2554-2571, jul-aug. 2019.

SOARES, P. V.; GRIPPO, J. O. Lesões Cervicais Não Cariosas e Hipersensibilidade Dentinária Cervical: etiologia, diagnóstico e tratamento. 1 edição. São Paulo: Editora Quintessence, 2017.

SOARES, P. V.; MACHADO, A. C. Hipersensibilidade Dentinária: Guia Clínico. 1 edição. São Paulo: Editora Quintessence, 2019.

SOUZA, B. C. Erosão dentária em paciente atleta: artigo de revisão. Rev. Bras. Odontol., Rio de Janeiro, v. 74, n. 2, p. 155-161, abr-jun. 2017.

SOUZA, P. G. Análise da composição química do fluido crevicular gengival em dentes com hipersensibilidade dentinária através das espectroscopias ATR-FTIR e Raman. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Faculdade de Odontologia – FOUFU, Universidade Federal de Uberlândia, p. 58. 2018.

TREMEA, G.; PATUSSI, A. S.; CONDE, S. R. Relação entre o consumo de alimentos ácidos com a erosão dentária. Rev. Ciênc. Saúde., São Luís, v. 18, n. 1, p. 32-36, jan-jun. 2016.

TOLENTINO, A. B. Prevalência de LCNC, HD e fatores de riscos associados ao estilo de vida de atletas. Dissertação (Mestrado em Ciências Odontológicas) – Faculdade de Odontologia de São Paulo, Universidade de São Paulo, p. 118. 2016.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. A glossary of terms for community health care and services for older persons. WHO Centre for Health Development, Ageing and Health Technical Report, v. 5. 2004.

ZADO, L.N; PILATTI, G. L. HIPERSENSIBILIDADE DENTINÁRIA – RECENTES AVANÇOS E TRATAMENTOS- REVISÃO DE LITERATURA. Braz J Periodontol., Belo Horizonte, v. 26, n. 2, p. 28-33, jun. 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n11-435

Refbacks

  • There are currently no refbacks.