A filosofia e a espiritualidade em santo Agostinho: reflexões para a atualidade/ Philosophy and spirituality in saint August: reflections for currentity

Juliano Bernardino de Godoy

Abstract


Esse artigo parte trabalho parte do estudo da obra e da biografia de Santo Agostinho. Utlizamoscomo metodologia a revisão biblográfica através de livros, artigos e trabalhos acadêmicos em geral sobre o referido filósofo.  Esta pesquisa buscou como base situar o filósofo em seu contexto histórico com uma rápida análise de seus escritos filosóficos e cristãos, mostrando a união entre sua linha de pensamento e a espiritualidade cristã nascente no início do cristianismo. Fazer uma breve análise sobre a atualidade, onde o pensamento de Agostinho pode colaborar para a solução a de problemas filosóficos e espirituais

Keywords


Agostinianismo. Filosofia Antiga. Felicidade.

References


ABBAGNANO, N. Dicionário de Filosofia. Tradução de Alfredo Bosi. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

AGOSTINHO, S. Confissões. São Paulo: Folha de São Paulo, 2010.

AGOSTINHO, S. Mestre. Tradução de Antônio Soares Pinheiro. 3.ed. São Paulo: Landy Editora, 2006.

AGOSTINHO, S. Santo Agostinho: Confissões. Tradução de J. Oliveira Santos e A. Ambrósio de Pina. São Paulo: Nova Cultural, 1999.

BOFF, C. M. Santo Agostinho de Hipona e a pastoral da libertação. Revista Eclesiástica Brasileira (REB), Petrópolis, v. 43, n. 170, p. 292-318, 1983.

BROWN, P. Santo Agostinho: uma biografia. Rio de Janeiro: Record, 2005.

LIBERA, A. de. A Filosofia Medieval. Tradução de Nicolás Nyimi Campanário e Yone Maria de Campos Teixeira da Silva. 3.ed. São Paulo: Edições Loyola. 2011.

MCGRADE, A. S. (Org.). Filosofia Medieval. Tradução de André Oídes. São Paulo: Ideias & Letras, 2008.

MONDIN, B. Curso de Filosofia: os filósofos do Ocidente. Tradução Benôni Lemos. 15.ed. São Paulo: Paulus, 2008, vol. 1.

OPERA MUNDI. Hoje na História: 313 – Constantino promulga Édito de Milão. Disponível em: . Acesso em: 05 fev. 2019.

PESSANHA, J. A. M. Vida e Obra. In: AGOSTINHO, S. Santo Agostinho: Confissões. Tradução de J. Oliveira Santos e A. Ambrósio de Pina. São Paulo: Nova Cultural, 1999, p. 5-27.

PINHEIRO, A. S. Prefácio. In: AGOSTINHO, S. Mestre. Tradução de Antônio Soares Pinheiro. 3.ed. São Paulo: Landy Editora, 2006.

PINHEIRO, L. A. A atualidade de Santo Agostinho: uma perspectiva teológico-pastoral. Horizonte, Belo Horizonte, v. 7, n. 13, p. 115-126, dez. 2008. Disponível em: . Acesso em: 05 fev. 2019.

REALE, G.; ANTISERI, D. Santo Agostinho e o apogeu da Patrística. In: REALE, G.; ANTISERI, D. História da Filosofia: Patrística e Escolástica. Tradução de Ivo Storniolo. São Paulo: Paulus. 2003, vol. 2.

SANTOS, R. R. dos. A interioridade e a busca da felicidade em Santo Agostinho. Primeiros Escritos, São Paulo, n. 8, 2017. Disponível em: . Acesso em: 05 fev. 2019.

SOUZA, M. R.; MELO, J. J. P. A Educação em Santo Agostinho: Processo de Interiorização na busca pelo conhecimento. In: Anais do IX Congresso Nacional de Educação – EDUCERE e do III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia. Curitiba, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), de 26 a 29 de outubro de 2009. Curitiba, 2009, pp. 2456-2468. Disponível em: . Acesso em: 05 fev. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-293

Refbacks

  • There are currently no refbacks.