Simulação de Produção de Sedimentos em uma Bacia Hidrográfica caracterizada pela expansão da cana-de-açúcar/ Sediment Yield Simulation in a Watershed characterized by the expansion of sugarcane

Agmon Moreira Rocha, Jener Fernando Leite de Moraes, Isabella Clerici De Maria

Abstract


Este trabalho apresenta resultados referentes à produção de sedimentos da Bacia Hidrográfica do Ribeirão do Pinhal, inserida no município de Limeira, São Paulo, sob 3 cenários de uso e ocupação do solo, simulados através do modelo hidrológico SWAT. A bacia total foi dividida em 5 sub-bacias de acordo com o uso predominantes. Foram realizados ajustes em parâmetros da base de dados de solos e culturas do SWAT, para adequá-la a realidade brasileira. Foram utilizados dados climatológicos de 8 anos (2007-2014) para esta modelagem. As diferentes produções de sedimento de cada cenário puderam ser notadas em função da mudança do uso em cada um deles. O cenário 2 apresentou a menor produção de sedimentos (7,74Mg.ha-1). O cenário 1 apresentou 8,37Mg.ha-1 e o 3 8,58Mg.ha-1. Quanto aos usos, os que mais geraram sedimentos, em ordem decrescente, foram: Pastagem, Cultura Anual, Citros, Cana-de-açúcar e Vegetação Natural. Quanto as sub-bacias, a número 2 teve a maior produção de sedimentos (~10 Mg.ha-1), enquanto a sub-bacia 5, a menor (5,51Mg.ha-1). O SWAT foi considerado eficiente para simular a produção de sedimentos por cenários e por uso, combinando-se diferentes dados temáticos e tabulares quando realizados os ajustes necessários em sua base de dado nativa.


Keywords


ArcSWAT, ArcGIS, simulação de cenários, produção de sedimento

References


ARNOLD, J. G., KINIRY, J. R., SRINIVASAN, R., WILLIAMS, J. R., HANEY, E. B., & NEITSCH, S.L. (2012). Soil & Water Assessment Tool: Input/output documentation. Texas Water Resources Institute, TR-439 (2012).

BERTOL, I.; SCHICK , J.; BATISTELA , O. Razão de perdas de solo e fator c para milho e aveia em rotação com outras culturas em três tipos de preparo de solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, n2, p:545-552, 2002.

BERTONI, J.; LOMBARDI NETO, F. Conservação do solo. 4 ed. São Paulo: Ícone, 1990. 355 p.

BICUDO, C. E. M. Reconstrução paleolimnológica da Represa Guarapiranga e diagnóstico da qualidade atual da água e dos sedimentos de mananciais da RMSP com vistas ao gerenciamento do abastecimento. Projeto do Instituto de Botânica de São Paulo. Processo FAPESP: 2009/53898-9. 2010.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia Fluvial: o canal fluvial. 2ed. São Paulo: Edgard Blücher, 1981.

CRUZ, B.S. Diagnóstico Ambiental da Bacia hidrográfica do rio Uberaba-MG. Campinas, 2003. 180p. Tese (Doutorado) – FEAGRI/UNICAMP

DE MARIA, I.C. & LOMBARDI NETO, F. Razão de perdas de solo e fator C para sistemas de manejo da cultura do milho. R. Bras. Ci. Solo, 21:263-270, 1997.

FENGLER, F.H.; MORAES, J.F.L.; PECHE FILHO, A.; STORINO, M.; RIBEIRO, A.I.. Qualidade ambiental dos fragmentos florestais na bacia hidrográfica do rio Jundiaí-Mirim entre 1972 e 2013. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Paraíba, v. 19, no. 4, p. 402-408, 2015.

FREITAS, E. P., MORAES, J. F. L., PECHE FILHO, Afonso, STORINO, M. Indicadores ambientais para áreas de preservação permanente. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Online). , v.17, p.443 - 449, 2013.

GASSMAN, P. W. The Soil and Water Assessment Tool: Historical Development, Applications, and Future Research Directions. American Society of Agricultural and Biological Engineers. Vol. 50(4): 1211-1250, 2007.

GOLDENFUM, J. A. Pequenas bacias hidrográficas: Conceitos básicos. In: PAIVA, J. B. D.; PAIVA, E.M.C.D. (ed.). Hidrologia aplicada à gestão de pequenas Bacias Hidrográficas. Porto Alegre: ABRH, 2001. p.3-14.

LEPSCH, I.F.; BELLINAZZI JR, R. Manual para levantamento utilitário do meio físico-classificação de terras no sistema de capacidade de uso. Sociedade brasileira de ciência do solo, 1983 - 175 p.

MACHADO, R. E.; VETTORAZZI, C. A.; CRUCIANI, D. E. Simulação de escoamento em uma microbacia hidrográfica utilizando técnicas de modelagem e geoprocessamento. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v.8, n.1, p.147-155, 2003.

MOTA, S.; AQUINO, M. D. Gestão Ambiental. In CAMPOS, Nilson; STUDART, Ticiana (Orgs). Gestão de Águas: princípios e práticas. ABRH, Porto Alegre, 2001.

NEITSCH, S. L., ARNOLD, J. G., KINIRY, J. R., SRINIVASAN, R., AND WILLIAMS, J. R.: Soil and Water Assessment Tool Input/Output File Documentation Version 2009, Grassland, Soil and Water Research Laboratory, Agricultural Research Service and Blackland Research Center, Texas Agricultural Experiment Station, College Station, Texas, 2010.

NEITSCH, S. L., ARNOLD, J. G., KINIRY, J. R., AND WILLIAMS, J. R.: Soil and Water Assessment Tool Theoretical Documentation Version 2009, Grassland, Soil and Water Research Laboratory, Agricultural Research Service and Blackland Research Center, Texas Agricultural Experiment Station, College Station, Texas, 2011

OLIVEIRA, J. B.; SOSA, S. M. Sistema de Classificacion de Ia Aplitude Agroecologica de Ia Tierra (S.C.A.A.T.) para Ia Region Oriental del Paraguay. 1° aproximacion. Assuncion, Paraguay: UNA.FCA.CIF.GTZ. 1995. 77p.

PORTO, M.F. A e PORTO, R.L.L. Gestão de bacias hidrográficas. Estudos Avançados, São Paulo, v. 22, n. 63, p. 43-60, 2008.

RESENDE, M.; CURI, N.; REZENDE, S. B.; CORRÊA, G. F. Pedologia: Base para distinção de ambientes. 5.ed. Lavras: UFLA, 2007. 322p.

RIGHETTO, A. M. Hidrologia e recursos hídricos. São Carlos: EESC/USP, 1998. 840p.

SRINIVASAN, R.; ARNOLD, J.G. Integration of a basin-scale water quality model with GIS. Water Res. Bull, v.30, p. 453-462, 1994.

TELLES, TIAGO SANTOS; GUIMARAES, MARIA DE FÁTIMA; DECHEN, SONIA CARMELA FALCI. The costs of soil erosion. Rev. Bras. Ciênc. Solo, Viçosa , v. 35, n. 2, p. 287-298, Apr. 2011 .

TUCCI, C. E. M. Modelos hidrológicos. 2 ed. Porto Alegre. Ed. UFRGS, 669p, 2005.

TUNDISI, J. G.; MATSUMURA-TUNDISI, T. Limnologia. São Paulo: oficina de textos, 2008. 631p.

WATSON, D. J. Comparative physiological studies on growth of field crops: I. Variation in net assimilation rate and leaf area between species and varieties, and within and between years. Annals of Botany, v. 11, p. 41-76, 1947.

WINCHELL, M.F.; JACKSON, S.H.; WADLEY, A.M. & SRINIVASAN, R. Extension and validation of a geographic information system-based method for calculating the Revised Universal Soil Loss Equation length-slope factor for erosion risk assessments in large watersheds. J. Soil Water Conserve., 63:105-111, 2008




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-299

Refbacks

  • There are currently no refbacks.