Gestão, Interação e Processos de Aprendizagem: O Lúdico e as Novas Tecnologias no Processo Educacional / Management, Interaction and Learning Processes: The Playfulness and the New Technologies in the Educational Process

Andrea Gomes de Souza Lemos Cordeiro

Abstract


Os jogos e brincadeiras sempre estiveram presentes na vida das crianças, contribuindo para o seu processo de desenvolvimento. A tentativa de homogeneizar a aprendizagem e o prazer nas escolas muitas vezes não acontece, por, desconsiderar o universo infantil e suas formas de conceber o mundo adulto através do lúdico. Dessa forma, buscou-se o significado, as possibilidades e controvérsias dos jogos e brincadeiras infantis, a partir de diferentes estudos e também compreender que, na atualidade, o uso inteligente das novas tecnologias (Internet, uso do celular, por exemplo) na educação é justamente aquele que tenta provocar mudanças na abordagem pedagógica vigente no sentido de cooperar com o professor para tornar mais eficiente o método de transmissão de conhecimento.


Keywords


Gestão. Novas tecnologias. Aprendizagem.

References


ANTUNES, C. (2001) Jogos para a estimulação das múltiplas inteligências. 9ª Ed. Petrópolis: Vozes.

BOAVENTURA, Edivaldo M. Metodologia da pesquisa: monografía, dissertação, tese. São Paulo: Atlas, 2004. 160 p.

BRASIL, MEC – SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros Curriculares Nacionais da Educação Infantil.Brasília: MEC/SEMT, 2002

CARDOSO, G. A mídia na sociedade em rede. Rio de Janeiro, FGV, 2007. CASTELLS, Manuel. A era da informação: economia, sociedade e cultura. In: A Sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2002. v. 2.

CARVALHO, R. As tecnologias no cotidiano escolar: possibilidades de articular o trabalho pedagógico aos recursos tecnológicos. 1993. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1442-8.pdf. Acesso em: 22 jul. 2019.

CARVALHO, Elma Júlia Gonçalves de Carvalho. Gestão escolar: da centralização à descentralização. Cadernos de Pesquisa em Educação - PPGE/UFES 39 Vitória, ES. a. 9, v. 18, n. 36, , jul./dez. 2012. p. 33-53.

FREIRE, Paulo. apud Yogi . Pedagogia da autonomia. Saberes necessários à prática educativa. São Paulo. Paz e Terra. 2003.

GARCIA, F. W. A importância do uso das tecnologias no processo de ensino-aprendizagem. Revista Educação a Distância, Batatais, v. 3, n. 1, p. 25-48, jan./dez. 2013.

HARGREAVES, Andy. O ensino na sociedade de conhecimento: educação na era da insegurança. Porto Alegre: Artmed, 2004.

LEOPOLDO, Luís Paulo- Novas Tecnologias na Educação: Reflexões sobre a prática. Formação docente e novas tecnologias. LEOPOLDO, Luís Paulo Mercado (org.).- Maceió: Edufal, 2002. Cap. 1 Leopoldo, Luís Paulo/ Formação docente e novas tecnologias. 2002

LEVINE, Mel. Educação individualizada : o livro que pais e educadores precisam ler. Rio de Janeiro : Campus, 2003. 343p.

LÜCK, Heloísa. Dimensões de gestão escolar e suas competências. Heloísa Lück. – Curitiba: Editora Positivo, 2009. 143 p.

MALUF, Ângela Cristina Munhoz. Brincar: paz e aprendizado. 2º edição. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

MORAM. J.M: Novos desafios na educação – a internet na educação presencial e virtual. UFPel, Pelotas, 2001. Disponível em:>www.eca.usp.br/prof/moran/Acesso em:23 jul.2019.

PIAGET, J. O desenvolvimento do pensamento: equilibração das estruturas cognitivas. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1997.

RIBAS, D. A docência no Ensino Superior e as novas tecnologias. Revista Eletrônica Latu Sensu, ano 3, n. 1, mar. 2008.

RIBEIRO, Suely de Souza. A Importância do Lúdico no Processo de Ensino-Aprendizagem no Desenvolvimento da Infância. 2013. Disponível em: https://psicologado.com/atuacao/psicologia-escolar/a-importancia-do-ludico-no-processo-de-ensino-aprendizagem-no-desenvolvimento-da-infancia Acesso em 18 jul.2019.

SANCHO, Juana A. Tecnologia: Um Modo de Transformar o Mundo Carregado de Ambivalência. In: SANCHO, J.M. (Org.). Para Uma Tecnologia Educacional. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

TUBINO, Lidiane Dias. O lúdico na sala d aula: problematizações da prática docente na 4ª série do Ensino Fundamental. Trabalho e Conclusão Apresentado ao curso de Pedagogia da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2010.

VYGOTSKY, Lev Semenovich. A formação social da mente. 5 ed. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

WAJSKOP, Gizela. Birncar na Pré-escola. 2 ed. São Paulo: Cortez Editora, 1997.

YAMAZAKI, R. M. O.; YAMAZAKI, S. C.; ZANON, A. M. Elaboração de um jogo pedagógico numa perspectiva bachelardiana para aprendizagem do conceito de gene. Revista Metáfora Educacional, n.13, p.3-20, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-304

Refbacks

  • There are currently no refbacks.