O trabalho como princípio educativo e o estágio como prática profissional dos alunos do ensino médio integrado do IFRN: uma análise documental / Work as an educational principle and internship as a professional practice of IFRN integrated high school students: a documentary analysis

Dayane Mary Soares da Costa, Ana Paula Dantas Ferreira, Marcos Antônio de Oliveira

Abstract


O trabalho como princípio educativo é a base norteadora da educação humana-integral e o estágio viabiliza a concretização desse princípio. A presente pesquisa objetiva a análise dos documentos oficias do Instituto Federal de Educação do Rio Grande do Norte para entender a influencia do trabalho como principio educativo nos estágios desenvolvidos pelos alunos da instituição. Para tanto, será feita uma revisão bibliográfica, análise da legislação que trata da Educação Profissional e do Estágio no Brasil, bem como dos documentos institucionais do IFRN referentes à prática profissional do estágio. Conclui-se que, tanto os documentos oficiais, quanto os relatórios de conclusão de estágio desenvolvidos pelos alunos do curso técnico integrado apresentam o alinhamento do estágio com o trabalho como princípio educativo.

 

 


Keywords


Instituto. Trabalho. Estágio. Princípio. Educativo.

References


ANTUNES, R. A dialética do trabalho: escritos de Marx e Engels. São Paulo: Expressão Popular, 2013.

ARAÚJO, L. J. B. D. O. Estágio Curricular na Naytec Assessoria Contábil: suporte técnico na área de manutenção. Natal/RN, 2016. Disponível em: Acesso em: 13 dez. 2017.

BRASIL. Parecer CNE/CEB nº 35/2003. Normas para a organização e realização de estágio de alunos do Ensino Médio e da Educação Profissional. Brasília/DF: 2003. Disponível em: Acesso em: 12 nov. 2017.

______. Resolução CNE/CEB nº 06/2012. Estabelece Diretrizes Nacionais para a organização e a realização de Estágio de alunos da Educação profissional e do Ensino Médio, inclusive nas modalidades de Educação Especial e Educação de Jovens e Adultos. Brasília/DF: 2012.

CIAVATTA, M. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. Trabalho Necessário, v.3, n.3, 2005. Disponível em: Acesso em: 20 nov. 2017.

CIAVATTA, M. et al. A pesquisa histórica em trabalho e educação. Brasília/DF: EDUA, 2010.

COLOMBO, I. M.; BALLÃO, C. M. Histórico e aplicação da legislação do Estágio no Brasil. Educar em Revista, Curitiba/PR, Brasil, n. 53, p. 171-186, jul./set. 2014.

FREINET, C. A educação do trabalho. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

FRIGOTTO, G. Educação e a crise do capitalismo real. São Paulo: Cortez Editora, 2003. 5. ed.

IFRN. Projeto político-pedagógico do IFRN: uma construção coletiva: documento-base. Natal: Editora do IFRN, 2012. Disponível em: Acesso em 08. dez.2017.

______. Resolução nº 13/2015-CONSUP. Aprova a Regulamentação da Prática Profissional Discente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte. Natal/RN, 2015.

______.Plano de Desenvolvimento Institucional 2014-2018. Natal/RN, 2016. Disponível em: Acesso em: 08 dez. 2017.

______. Aspectos sobre a conclusão de curso dos egressos do IFRN: Formação acadêmica e Prática Profissional. Natal, 2017. Disponível em: Acesso em: 08. dez.2017.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã. Martins Fontes: São Paulo, 2001. Disponível em: < https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/2547009/mod_resource/content/1/MARX%2C%20Karl.%20A%20ideologia%20alem%C3%A3.pdf>.Acesso:15 nov. 2017.

MEDEIROS, A. L. A forja e a pena: técnica e humanismo na trajetória da Escola de Aprendizes e Artífices de Natal à Escola Técnica Federal do Rio Grande do Norte. Editora do IFRN: Natal/RN, 2011.

MEKSENAS, P. Sociologia da educação: introdução ao estudo da escola no processo de transformação social. Edições Loyola: São Paulo, 1998.

MOREIRA, E. V. Teoria da qualidade total como política educacional do capital. In: CIAVATTA, M. et al. A pesquisa histórica em trabalho e educação. EDUA: Brasília/DF, 2010.

MOURA, D. H. Educação básica e educação profissional e tecnológica: dualidade histórica e perspectiva de integração. Holos, Natal, v.2, p.1-27, 2007. Disponível em: Acesso em: 11 dez.2017.

PARO, V. H. Escritos sobre educação. São Paulo: Xamã, 2001.

RAMOS, M. N. Concepção do Ensino médio integrado. Disponível em: < https://tecnicadmiwj.files.wordpress.com/2008/09/texto-concepcao-do-ensino-medio-integrado-marise-ramos1.pdf> Acesso em: 09 dez. 2017.

RICETTI, M. A.; MAYER, R. Estágio. Curitiba/PR. Base Editorial, 2010.

SAVIANI, D. O choque teórico da Politecnia. Trab. educ. saúde [online]. 2003, vol.1, n.1, pp.131-152. ISSN 1981-7746. Disponível em: Acesso em: 20 nov. 2017.

________.Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista

Brasileira de Educação. Campinas, v. 12, n. 32, p. 152-180, jan./abr. 2007. Disponível em: Acesso em: 10 dez. 2017.

SILVA, J. G. da. A reconstrução dos caminhos da educação profissional em Manaus (1856-1877): refletindo sobre a criação da casa dos educandos artífices. In: CIAVATTA, M. et al. A pesquisa histórica em trabalho e educação. EDUA: Brasília, DF, 2010.

SOUZA, F.C.S. et al. Dialogia, São Paulo, n.24, p.25-37, jul./dez.2016. Disponível em : Acesso em: 20 nov. 2017.

VIEIRA, A. K.O. Estágio curricular em manutenção e suporte técnico de informática na Digitell. Natal/RN, 2016. Disponível em < http://memoria.ifrn.edu.br/handle/1044/786> Acesso em: 14 de dez. 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-316

Refbacks

  • There are currently no refbacks.