A literatura no ensino fundamental na base nacional comum curricular: uma reflexão crítica / Literature in fundamental education in the curricular common national base: a critical reflection

Eldio Pinto da Silva

Abstract


A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) busca retratar a construção de um conjunto orgânico e progressivo das aprendizagens essenciais da educação, daí essa Base deve refletir os currículos dos Estados, Municípios e do Distrito Federal. No que se refere a Literatura, a BNCC destaca que o Ensino Fundamental - Anos iniciais - deve se basear nas “experiências com a literatura infantil, propostas pelo educador, mediador entre os textos e as crianças, contribuem para o desenvolvimento do gosto pela leitura...” (BRASIL, 2017, p. 40). O texto de 2017 não destaca o termo “literatura” como perspectiva da língua, passando a chamar de eixo Educação literária e colocando com estreita relação com o eixo Leitura. Percebe-se que há uma reflexão na formação do leitor literário, mas no documento citado, o ensino de literatura não recebeu a importância que lhe é devida, apontando que o objetivo da Língua Portuguesa é garantir acesso aos conhecimentos linguísticos. Neste trabalho, far-se-á uma reflexão sobre a Literatura no Ensino Fundamental de acordo com a BNCC (2017), destacando o eixo Educação literária e o campo artístico-literário (BNCC-2018).

A Literatura ou o ensino de literatura não se destaca como um foco do ensino da Língua Portuguesa no Ensino Fundamental, mas aponta como uma competência específica. Na BNCC (2017) orienta-se o acompanhamento do letramento e o texto se refere como uma prática de linguagem. Nesse sentido, há que se fazer uma reflexão de que a literatura devia ser enfatizada, uma vez que a Língua Portuguesa não deve se referir a conhecimentos linguísticos, mas também literários. Daí a necessidade de refletir que o conhecimento literário favorece o conhecimento linguístico. A literatura contribui com o desenvolvimento crítico e para isso é importante que o professor tenha uma formação não somente linguística, mas também literária. Desse modo, é possível perceber que a BNCC não dá o devido destaque à literatura no ensino de línguas.

Quando se tem contato com a Literatura, ou seja, com os textos literários, o ser humano constrói não somente conhecimentos linguísticos, mas também de mundo, elabora hipóteses, recria a fantasia, e se submete a uma relação íntima com a escrita. Daí se fazer uma reflexão da Literatura, do eixo da Educação literária, que ressalta “Não se trata, pois, no eixo Educação literária, de ensinar literatura, mas de promover o contato com a literatura para a formação do leitor literário, capaz de apreender e apreciar o que há de singular em um texto”. (BRASIL, 2017, p. 65). A reflexão do contexto da literatura, ou seja, do que chamam de Educação literária, pretende-se fazer uma análise crítica da BNCC no que se refere a literatura como representação da língua. Desta forma, pode-se refletir que a BNCC (2017) estabelece “Para que a função utilitária da literatura – e da arte em geral – possa dar lugar à sua dimensão humanizadora, transformadora e mobilizadora, é preciso supor – e, portanto, garantir a formação de – um leitor-fruidor...”. Nisto, há que se discutir criticamente a perspectiva da Literatura no contexto curricular do Ensino Fundamental.

 

 


Keywords


Base Nacional Comum Curricular. Ensino Fundamental. Literatura. Educação literária.

References


BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2017.

______. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2018.

______. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa/ Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

CANDIDO, Antonio. A literatura e formação do homem. In: Textos de Intervenção. São Paulo: Duas Cidade/Editora 34, 2002, p. 77-92.

______. O direito à literatura. In: Vários escritos. 4ª ed. São Paulo: Duas Cidades, 2004, p. 169-191.

COMPANGNON, Antoine. O demônio da teoria. São Paulo: Editora UFMG, 2001.

COSSON, Rildo. Letramento literário: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2014.

VIEIRA, Alice. O prazer do texto: perspectivas para o ensino da literatura. São Paulo: Ática, 1988.

ZILBERMAN, Regina. Teoria da Literatura I. 2 ed. Curitiba, PR: IESDE Brasil, 2008.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-336

Refbacks

  • There are currently no refbacks.