A inteligência emocional e sua influência na formação da aprendizagem escolar: análise das concepções dos educadores da rede municipal de João Alfredo-Pe / Emotional intelligence and its influence in the formation of school learning: analysis of the concepts of John Alfredo Pe

Maria das Graças Silva, Mayra Aliete Oliveira Negromonte, Andréa Gomes de Souza Lemos Cordeiro, Diogenes José Gusmão Coutinho

Abstract


O presente estudo retrata a Inteligência Emocional e sua importância para a aprendizagem em um contexto escolar. Tendo como objetivo geral identificar a ação do educador no processo de mediação da Inteligência Emocional no contexto da sala de aula. Optou-se por uma abordagem qualitativa buscando compreender a intervenção e conheciementos do educador sobre a temática. Para a coleta de dados optou-se por um questionário semiestruturado com cinco questões que abordam o conceito e a mediação docente sobre a Inteligência emocional. A pesquisa contou com a coleboração de dez educadores que  expuzeram suas concepções. A inteligência emocional vem sendo cada vez mais necessária em uma sociedade que prima cada dia por conhecimento e que dispõe de informações em tempo real. O universo educacional deve enfocar através das prática pedagógica meios de estimular a interação social  visando a melhoria da qualidade de aprendizagem e bem estar dos discentes. Os educadores assim, são o alvo da pesquisa, pois são eles que fazem a mediação e interferem diretamente na realização das práticas em sala de aula.


Keywords


Inteligência Emocional; Educador, Aprendizagem, Escola.

References


GOLEMAN, D. Inteligência emocional: a teoria revolucionária que define o que é ser inteligente. Rio de Janeiro: Objetiva, 2012.

_________, D, Ph.D. Trabalhando com a inteligência emocional. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

LIBÂNEO, J. C. Os métodos de ensino. São Paulo: Cortez, 1994.

MILLOT, C. Freud antipedagogo. Rio de Janeiro: Zahar. 1995.

MINAYO, M. C. O desafio do conhecimento. São Paulo/Rio de Janeiro: HUCITEC-ABRASCO, 1994.

MORAIS, Artur Gomes de. Se a escrita alfabética é um sistema notacional e não um código), que implicações têm para a alfabetização. Belo Horizonte: Autêntica, 2005

.

PORTO, Olívia. Psicopedagogia institucional: teoria, prática e assessoramento psicopedagógico. 2 ed., Rio de Janeiro: Wak Ed., 2007.

SILVA, Daniela Regina da. Psicologia da Educação e Aprendizagem. Associação Educacional Leonardo da Vinci (ASSELI). Indaial: ASSELVI, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-346

Refbacks

  • There are currently no refbacks.