Vestido de noiva: um dia de “cinderela”. Análise da indumentária como artefato cultural em fotografias de casamentos / Wedding dress: a “cinderela” day. Analysis of clothing as a cultural artifact in wedding photographs

Solange Marilene Melchior do Prado, Marcia da Luz Leal

Abstract


De caráter bibliográfico e exploratório, o presente texto expõe um estudo de caso a partir da análise de fotografias de indumentárias (vestidos de noiva), como artefato cultural e patrimonial usado como referência, construído pelo ser humano. Manifesta uma interpretação das representações simbólicas destes vestidos e seu espetáculo feminino, exposto no decorrer da história. A pesquisa desenvolvida na disciplina de Memória, identidade e patrimônio cultural: diálogos e fronteiras, do Programa de doutoramento da Unioeste. Realizada por meio de entrevistas a mulheres do círculo de amizades da autora, que relatam suas memórias pessoais, e disponibilizam suas fotografias pessoais e do círculo de suas amizades da autora, sendo estas imagens situadas no campo da memória de família, cruzando ocorrências das histórias destas noivas. Acompanham as fotos um resumo biográfico e narrativo, realizado em entrevistas, que descrevem os aspectos pessoais e sociais do papel destas mulheres no seu tempo e lugar, a fim de apresentar a importância dessa memória eternizada na fotografia do dia do casamento. Outro objetivo importante da pesquisa é refletir sobre a relação da roupa com a memória, destacando o vestido de noiva do século XX, inserido em uma sociedade cristã. Os autores que embasam a pesquisa são: Mary Del Priori, Bordieu e Chartier. As fotografias das indumentárias nesse artigo, traduzem a eleição do gosto de uma época, reforçam uma memória que muitas, ao abrirem suas caixas, sentiram-se felizes em relembrar, destacando os detalhes deste dia de “Cinderela”, marcado em suas vidas, independentemente de ainda estarem felizes ou não.


Keywords


fotografias, noivas, indumentária, identidade.

References


ALENCAR, J. Senhora. Porto Alegre: L&PM, 2010.

ARIÈS, P. História social da criança e da família. São Paulo: LTC, 1981.

BRANDÃO, J. Dicionário mítico-etimológico da mitologia e da religião romana grega. Petrópolis: Vozes, 1993.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. In. O poder simbólico. 11. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007, p. 7 a 16

BOURDIEU, P. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 1998.

CANDAU, J. Memória e identidade. São Paulo: Contexto, 2014.

CHARTIER, R. O mundo como representação. In: CHARTIER, R. À beira da falésia: A história entre certezas e inquietudes. Porto Alegre: Ed. Universidade/ UFRGS, 2002.

CHARTIER, R. As práticas da Escrita. In: ARfES, Philippe e DUBY, George, Org. História da Vida Privada: da Renascença ao Século das Luzes. São Paulo: Companhia das Letras, 1991,

CRANE, D. A moda e seu papel social: Classe, gênero e identidade das roupas. São Paulo: SENAC, 2006.

DEL PRIORE, M. História das Mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto/Ed. Unesp, 1997.

DEL PRIORE, Mary. Histórias e conversas de mulher. 2ed. São Paulo: Planeta, 2013, 303p.

DEL PRIORE, M.; BASSANEZI, C. História das Mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto/Ed. UNESP, 1997.

FREYRE, G. Modos de homem e modas de mulher. Rio de Janeiro: Record, 1997.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC – Livros Técnicos AS, 1989.

HALL, S. Identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 1998.

HOBSBAWM, E. Introdução. In: HOBSBAWM, E.; RANGER, T. A invenção das tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984, p.9 -23

HOBSBAWM, E. Tempos interessantes: uma vida no século XX. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

MAUAD, A. M. Na mira do olhar - um exercício de análise da fotografia nas revistas ilustradas cariocas, na primeira metade do século XX. Anais do Museu Paulista, vol. 13, n.1, 2005. p.113 – 174.

PRADO, S. M. “Cinderelas de Cabelos Brancos” Diante do Espelho: um relato de experiência entre a vida social e a representação literária. In: Fleck, Gilmei Francisco. Literatura Infantojuvenil: Desafios para o Letramento Literário – pesquisas e experiências no âmbito escolar. Curitiba: CRV, 2017, p.163.

ROCHE, D. A cultura das aparências: uma história da Indumentária (séculos XVII-XVIII). São Paulo: Editora Senac, São Paulo, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-003