Uso do laser de baixa potência e ozônio no tratamento de lesão por pressão pós Covid: um relato de caso / Use of low-power laser and ozone in the treatment of post Covid pressure injury: a case report

Roberta Salles Orosco Nunes, Michael Wilian da Costa Cabanha, Susan dos Santos Araújo Ribeiro Valadare, Edivania Anacleto Pinheiro Simões

Abstract


O tratamento de feridas é reconhecido como um procedimento que requer qualificação profissional, pois a partir da escolha da terapia a ser utilizada que a regeneração ou cicatrização ocorrerá de forma satisfatória, sendo o laser e o ozônio métodos terapêuticos inovadores disponíveis atualmente. Objetivo: Descrever os resultados da terapia combinada com laser e ozônio no tratamento de lesão por pressão em uma paciente pós covid atendida em um hospital de reabilitação. Material e Métodos: Trata-se de um estudo de abordagem descritiva do tipo relato de caso, realizado em um hospital de reabilitação no município de Campo Grande- MS. A amostra foi composta por uma cliente internada no setor de cuidados continuados e integrados hospital para reabilitação motora e de uma lesão situada na região glútea. Em cada atendimento a lesão era mensurada utilizando-se para isso uma régua de folha sulfite de 30 cm. As aplicações da laserterapia e ozônio eram feitas no quarto da cliente, de maneira a manter sua privacidade, na técnica pontual e subcutânea, respectivamente. Resultados e Discussão: Paciente sexo feminino, 40 anos, mantendo lesão em região de glúteos apresentava lesão por pressão grau IV, medindo 19 cm x 13 cm com túnel bilateral medindo 12 cm. Durante a internação foram realizadas um total de dez sessões de laser e a aplicação de ozônio ocorreu em dois períodos distintos utilizando-se da via subcutânea. Após a alta a paciente realizou retornos no hospital uma vez na semana para avaliação da lesão, sendo realizado sessões de laser e coberturas. Na última documentação fotográfica da lesão para esta pesquisa a ferida encontrava-se com 1,5 cm x 1 cm de dimensão, sem profundidade. Conclusão: O uso de novas tecnologias é de suma importância para o tratamento de feridas, sendo possível inferir a eficácia do tratamento com laser e ozônio, ainda que esse último tenha sido utilizado com tratamento coadjuvante.


Keywords


enfermagem em reabilitação, cicatrização de feridas, covid-19.

References


ANDRADE, A.L.A. Revisão bibliográfica sobre ozonoterapia tópica no tratamento de úlceras em membros inferiores. 2019. 19f. TCC (graduação em Fisioterapia). Universidade Federal de Uberlândia - UFU. 2019. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/25522/3/Revis%C3%A3oBibliogr%C3%A1ficaSobre.pdf. Acesso em: 20 jan. 2022.

ANDRADE, C.C.D et al. Costs of topical treatment of pressure ulcer patients. Revista da Escola de Enfermagem da USP. [Online], v.50, n.2, p.282-298, 2016. Disponível em:http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S008062342016000200295&script=sci_abstract. Acesso em: 20 jan. 2022.

BAVARESCO, T. et al. Terapia de baixa potência na cicatrização de feridas. Revista de enfermagem UFPE, [Online], v.13, n.1, p.216-226, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/235938/31158. Acesso em: 15 jan. 2022.

BERNARDES, L.O.; JURADO, S.R. Efeitos da laserterapia no tratamento de lesões por pressão: uma revisão sistemática. Revista Cuidarte, [Online], v.9, n.3, p.2423-2434, 2018. Disponível em: http://www.scielo.org.co/pdf/cuid/v9n3/2216-0973-cuid-9-3-2423.pdf. Acesso em: 11 fev. 2022.

BORGHARDT, A.T. et al. Úlcera por pressão em pacientes críticos: incidência e fatores associados. Revista Brasileira de Enfermagem, [Online], v.69, n.3, p.460-467, 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v69n3/0034-7167-reben-69-03-0460.pdf. Acesso em: 05 fev. 2022.

CHEN C. et al. Phototherapy for treating pressure ulcers. Cochrane Database of Systematic Reviews. [Online], v.11, n. 7, p. 1-42, 2014. Disponível em: https://www.cochranelibrary.com/cdsr/doi/10.1002/14651858.CD009224.pub2/full#CD009224-sec1-0004. Acesso em: 08 jan. 2022.

CONSTANTE, S.A.R.; OLIVEIRA, V.C. Lesão por pressão: uma revisão de literatura. Psicologia e Saúde em Debate, [Online], v.4, n.2, p.95-114, 2018. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/326502319_Lesao_por_pressao_Uma_rerevis_de_Literatura. Acesso em: 20 jan. 2022.

CONSTANTIN, A.G. et al. Incidência de lesão por pressão em unidade de terapia intensive para adultos. Brazilian Journal of Enterostomal Therapy, [Online], v.16, especial, p.1-9, 2018. Disponível em: https://www.revistaestima.com.br/estima/article/download/454/pdf_1/1228#:~:text=Conclui%2Dse%20que%20a%20incid%C3%AAncia,fatores%20de%20risco%20intr%C3%ADnsecos%20ao. Acesso em: 20 jan. 2022.

FERNÁNDEZ, J.L.C. et al. Presentación de un caso de pie diabético neuro-infeccioso tratado con ozonoterapia. Revista CENIC Ciencias Biológicas, v. 46, n. 2, p. 195-202, 2015. Disponível em: https://revista.cnic.cu/index.php/RevBiol/article/view/89. Acesso em: 15 jan. 2022.

FERREIRA, A.G. Aplicação do laser de baixa intensidade no processo de cicatrização de ferida cirúrgica: padronização dos parâmetros dosimétricos. 2016. 110 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica. Universidade Federal de Minas Gerais,. 2016. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/BUBDAC3LL8/1/vers_o_final_disserta__o_aline_gomes_afonso_ferreira__1_.pdf. Acesso em: 11 fev. 2022.

FERREIRA, A.M. et al. Conhecimento e prática de acadêmicos de enfermagem sobre cuidados com portadores de feridas. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 17, n. 2, p. 211-219, 2013. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/ean/v17n2/v17n2a02.pdf. Acesso em: 05 fev. 2022.

LEMOS, C.S. et al. Práticas integrativas e complementares em saúde no tratamento de feridas crônicas: revisão integrativa da literatura. Aquichan, [Online], v. 18, p. 327-342, 2018. Disponível em: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1657-59972018000300327&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 05 jan. 2022.

LIMA, A. F. et al. Direct cost of dressings for pressure ulcers in hospitalized patients. Revista Brasileira de Enfermagem, [Online], v.69, n.2, p.269-275, 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v69n2/en_0034-7167-reben-69-02-0290.pdf. Acesso em: 20 jan. 2022.

MACHADO R.S, VIANA S., SBRUZZI G. Low-level laser therapy in the treatment of pressure ulcers: systematic review. Lasers in Medical Science, [Online], v.32, n.4, p.937-944, 2017. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28116536/. Acesso em: 20 jan. 2022.

MANSILLA, P.D.Q.D.G. et al. Os Benefícios da Utilização Adequada do Laserterapia de Baixa Frequência em Lesões Cutâneas. Anuário de Fisioterapia, [Online], [S.I], 2017. Disponível em: https://repositorio.pgsskroton.com/handle/123456789/13605. Acesso em: 11 fev. 2022.

MARCHESINI, B.F.; RIBEIRO, S.B. Efeito da ozonioterapia na cicatrização de feridas. Fisioterapia Brasileira, [Online], v.21, n.3, p.281-288, 2020. Disponível em. https://convergenceseditorial.com.br/index.php/fisioterapiabrasil/article/view/2931/pdf. Acesso em: 20 jan. 2022.

MENDONÇA, P.K. et al. Prevenção de lesão por pressão: Ações prescritas por enfermeiros de centros de terapia intensiva. Texto Contexto Enfermagem. [Online], v.2, n.4, p.1-10, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v27n4/0104-0707-tce-27-04-e4610017.pdf. Acesso em: 11 jan. 2022.

NPIAP. National Pressure Injury Advisory Panel. Staging For Darkly Pigmented Skin. 2020. Disponível em: https://npiap.com/store/ViewProduct.aspx?id=16084665.

OLIVEIRA, F.P et al. Nursing interventions and outcomes classifications in patients with wounds: cross-mapping. Revista Gaúcha de Enfermagem. [Online], v.37, n.2, p.1-9, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v37n2/0102-6933-rgenf-1983-144720160255033.pdf. Acesso em: 20 jan. 2022.

SEVERO, P.C.S.; MÜLLER, F.; CARVALHO, J.S.M. Ozonioterapia: Suas diversas aplicações clínicas e perspectivas para o tratamento da úlcera venosa. Seminário de tecnologias aplicadas a educação e Saúde, 2019. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/staes. Acesso em: 20 jan. 2022.

VAGHARDOOST, R. et al. Effect of low-level laser therapy on the healing process of donor site in patients with grade 3 burn ulcer after skin graft surgery (a randomized clinical trial). Lasers Medical Science, [Online], v.33, 603–607, 2018. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s10103-017-2430-4. Acesso em: 05 jan. 2022.

VIEIRA, M.B, ORTIZ, D.A. Aplicação do laser ALGaInP de 660 nm em úlcera de pressão grau 3: Relato de Caso. Congrega Urcamp, [Online], v.11, [S.I], p.576-585, 2010. Disponível em: http://revista.urcamp.tche.br/index.php/rcjpgp/issue/viewIssue/76/68. Acesso em: 05 jan. 2022.

WHO. World Health Organization. Organização Pan Americana de Saúde. Aliança Mundial para Segurança do Paciente, 2017. Disponível em: http://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=931&Itemid=1. Acesso em: 20 jan. 2022.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-019