Adoecimento docente e sofrimento psíquico em tempos de Pandemia de Covid 19 / Teacher Illness and psychic suffering in times of the Covid 19 Pandemic

Paulo Cesar Moreira, Daniele Lopes Oliveira, Heloisy Lopes Oliveira, Terezinha das Graças Laudares, Stephânia de Oliveira Laudares Moreira, Augusto Cesar Malta Laudares Moreira, Mateus Paulus Ribeiro de Moraes Maciel, Júlio Roquete Cardoso, Eduardo Pires di Oliveira

Abstract


O trabalho pretende discutir o adoecimento docente e o sofrimento psíquico causado pelas condições de trabalho. Para tanto foi realizada uma revisão bibliográfica sobre o assunto e um levantamento de dados publicados pela Organização Mundial de Saúde (OMS, 2017), Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE, 2018), OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, 2019), a fim de discutir as condições adversas que têm culminado nas patologias que afastam, impossibilitam ou prejudicam o trabalho docente a fim de colaborar para a construção de políticas públicas eficazes que melhorem as condições do trabalho docente.


Keywords


illness, work, psychological distress, public policies and health.

References


ARAÚJO, L. M. B. F.; SOUSA, R. R. O Adoecimento Psíquico de Professores da Rede Pública Estadual: Perspectiva dos Docentes. XXXVI Encontro da ANPAD. Rio de Janeiro. 2013.

BARROS, M. E.; ZORZAL, D. C.; ALMEIDA, F. S.; IGLESIAS, R. Z.; ABREU, V. G. V. Saúde e trabalho docente: a escola como produtora de novas formas de vida. Trabalho, Educação e Saúde, 5(1), p.103-123. 2007.

CODO, W. Educação: carinho e trabalho. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO - CNTE. Retrato da escola: relatório de pesquisa sobre a situação dos trabalhadores (as) da educação básica. Brasília, DF, 2018. v. 2. Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2019.

DIAS, E. C. (Org.). Ministério da Saúde do Brasil. Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil. Doenças relacionadas ao trabalho: manual de procedimentos para os serviços. Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil Brasília: Ministério da Saúde do Brasil, 2001. 580 p.

DIEHL, L.; MARIN, A. H. Adoecimento mental em professores brasileiros: revisão sistemática da literatura. Est. Inter. Psicol. vol.7 n. 2 Londrina dez. 2016.

ESTEVE, J. M. Mudanças sociais e função docente. In: NÓVOA, A. Profissão professor. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2014. p. 93-124.

ESTEVE, J. M. O mal estar docente: a sala de aula e a saúde dos professores. Bauru: Edusc, 1999.

GASPARINO, S. M.; BARRETO, S. M.; ASSUNÇÃO, A. A. O professor, as condições de trabalho e os efeitos sobre sua saúde. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 189-199, 2005.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo, Editora Atlas, 2002.

GOUVÊA, L. A. V. N. As condições de trabalho e o adoecimento de professores na agenda de uma entidade sindical. Saúde Debate: Rio de Janeiro, v. 40, n. 111, p. 206-219, Out-Dez 2016.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. RELATÓRIO NACIONAL - INEP. Pesquisa internacional sobre ensino e aprendizagem: Talis 2018: primeira parte. Brasília: Inep, 2019. Disponível em: http://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pesquisa_talis/resultados/2018/relatorio_nacional_talis2018.pdf. Acesso em 19 de dezembro de 2019.

INTERNATIONAL STRESS MANAGEMENT ASSOCIATION - SMA. Disponível em https: http://www.ismabrasil.com.br. Acesso em 22 de outubro de 2019.

MASLACH, C.; LEITER, M. P. Trabalho: fonte de prazer ou desgaste. Campinas: Papirus, 1997.

NÓVOA, A. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 166, p. 1106-1133, 2017.

OLIVEIRA, E. C.; SANTOS, V. M. Adoecimento mental docente em tempos de pandemia. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v.7, n.4, p. 39193-39199 apr 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. OMS, 2017. Disponível em https://www.who.int/publications/pt/. Acesso em 22 de outubro de 2019.

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - OCDE. 2019. Disponível em: http://www.oecd.org/latin-america/countries/brazil/brasil.htm. Acesso em 12 de dezembro de 2019.

PENTEADO, R. Z. Autonomia do professor: uma perspectiva interdisciplinar para a cultura do cuidado docente. Educação Temática Digital, Campinas, v. 20, n. 1, p. 234-254, 2018.

PEREIRA, E. F. et al. Qualidade de vida e saúde dos professores de educação básica: discussão do tema e revisão de investigações. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 17, n. 2, p. 100-107, 2009.

PINO JUSTE, M. La salud ocupacional de los docentes no universitarios y su desgaste profesional. In: CANTÓN MAYO, I.; TARDIF, M. Identidad profesional docente. Madrid: Narsea, 2018. p. 183-197.

REIS, E. J. F. B.; ARAÚJO, T. M.; CARVALHO, F. M.; BARBALHO, L.; SILVA, M. O. Docência e exaustão emocional. Educação e Sociedade, v. 27. n. 94, p.229-253 2006.

REIS, E. J. F. B.; ARAÚJO, T. M.; CARVALHO, F. M.; BARBALHO, L.; SILVA, M. O. Docência e exaustão emocional. Educação & Sociedade, v. 27. N. 94, p.229-253, 2006.

ROCHA, K. B; SARRIEIRA, J. C. Saúde percebida em professores universitários: gênero, religião e condições de trabalho. Revista Semestral da Associação de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE), v. 10. N. 2, p.187-196, 2006.

SILVEIRA, K. A. et al. Estresse e enfrentamento em professores: uma análise da literatura. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 30, n. 4, p.15-36, 2014.

SINDICATO DOS PROFESSORES DO DISTRITO FEDERAL - SINPRO-DF. 2017. Disponível em: https://www.sinprodf.org.br. Acesso em 12 de dezembro de 2019.

SINDICATO DOS PROFESSORES DO ESTADO DE GOIÁS - SINPRO GOIÁS. 2019. Disponível em: https://sinprogoias.org.br. Acesso em 12 de dezembro de 2019.

SOUZA, A. M.; LEITE, M. P. Condições de trabalho e rep na saúde dos professores da educação básica no Brasil. Educação e Sociedade, Campinas, v. 32, n. 117, p. 1105-1121, 2011.

TAVARES, E. D.; ALVES, F. A.; GARBIN, L S.; SILVESTRE, M. L. C.; PACHECO, R. D. Projeto de qualidade de vida: combate ao estresse do professor. 2007. Disponível em http://www.unicamp.br/fef/espec/hotsite/gqve/TCC_GustavoElmaLuciaCi madon.pdf. Acesso em 21/abril/2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-060