A editoria de interior do Estado como elemento de reivindicação e promoção dos municípios interioranos gaúchos: análise do correio do povo na década de 1950 / The editorial staff of interior of the State as an element of claim and promotion of the inland municipalities of Rio Grande do Sul: an analysis of the correio do povo in the 1950

Beatriz Corrêa Pires Dornelles, Cândida Schaedler

Abstract


Nesta pesquisa, objetivamos compreender como os correspondentes do Correio do Povo, no interior do Rio Grande do Sul, utilizavam as páginas do jornal para reivindicar melhorias e promoverem seus municípios, na década de 1950. Na referida década, o Correio do Povo também era um dos principais jornais do Brasil. Buscamos perceber de que modo os jornalistas construíam a imagem das cidades afastadas de Porto Alegre, quais os valores-notícia priorizados, bem como entender quem eram os correspondentes no interior e a linguagem com que redigiam as notícias, que diferia, sobremaneira, do restante do jornal. Notamos que as manchetes da editoria eram guiadas, sobretudo, pelos valores-notícia de relevância, notabilidade, progresso e conflito ou controvérsia.


Keywords


correio do povo, história do jornalismo, interior, noticiabilidade.

References


BARBOSA, Marialva. História cultural da imprensa: Brasil – 1900-2000. 2. ed. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

BELLOMO, Harry Rodrigues. A revolução de 1930: eclosão. In: FLORES, Hilda A. Hübner. Correio do Povo – 100 anos. Porto Alegre: Nova Dimensão/Círculo de Pesquisas Literárias, 1994.

GALTUNG, Johan; RUGE, Mari Holmboe. A estrutura do noticiário estrangeiro: a apresentação das crises do Congo, Cuba e Chipre em quatro jornais estrangeiros. In: TRAQUINA, Nelson (Org.). Jornalismo: questões, teorias e “estórias”. 2. ed. Lisboa: Vega, 1999. p. 61-73.

GALVANI, Walter. Um século de poder: os bastidores da Caldas Júnior. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1994.

GROTH, Otto. O poder cultural desconhecido: fundamentos da ciência dos jornais. Petrópolis: Vozes, 2011.

RIBEIRO, Ana Paulo Goulart. Jornalismo, literatura e política: a modernização da imprensa carioca nos anos 1950. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, n. 31, 2003, p. 147-160. Disponível em:

http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2186. Acesso em: 1 maio 2017.

RIBEIRO, Ana Paulo Goulart. Clientelismo, corrupção e publicidade: como sobreviviam as empresas jornalísticas no Rio de Janeiro dos anos 1950? Ciberlegenda, Niterói, n. 8, 2002, p. 1-15. Disponível em:

http://www.ciberlegenda.uff.br/index.php/revista/article/view/336/217. Acesso em: 1 fev. 2022.

SILVA, Gislene. Para pensar critérios de noticiabilidade. Estudos em Jornalismo e Mídia, Florianópolis, v. 2, n. 1, jan./jun. 2005, p. 95-107. Disponível em:

https://periodicos.ufsc.br/index.php/jornalismo/article/viewFile/2091/1830. Acesso em: 27 mar. 2022.

SODRÉ, Nelson Werneck. História da imprensa no Brasil. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2011. TRAQUINA, Nelson. Teorias do Jornalismo. v. 2. Florianópolis: Insular, 2005.

WOLF, Mauro. Teorias das comunicações de massa. Martins Fontes: São Paulo, 2003.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-064