Atividades experimentais: possibilidades para o aprendizado nas aulas de matemática / Experimental activities: possibilities for learning in mathematics classes

Anderson Oliveira da Silva, Geisson Rodriques de Miranda, Igor Marinho Feitosa, Jucimara Felix dos Santos de Souza, Jeruzalem Martins de Sá, Max Manoel Lima de Souza, Rogério de Sousa Gomes, Vilmar Costa Silva

Abstract


As possibilidades para o professor recém-formados são vastas e atraentes, quando esse professor é finalmente vinculado à uma instituição de ensino espera-se que o mesmo possa desenvolver seu trabalho de maneira satisfatória e significativa com os alunos. Partindo desta perspectiva, este artigo vem apresentar uma possibilidade de diferenciar seu planejamento inserindo nele as concepções que englobam a tendência de materiais manipuláveis para o ensino de conteúdos de geometria. E seu desenvolvimento apontamos a necessidade do professor se vestir da característica de pesquisador, a participação do aluno como agente construtor do próprio conhecimento, abordamos a maneira que os livros didáticos tratam da sequência dos conteúdos, apresentamos então um relato de experiencia propondo o uso de materiais manipuláveis para o estudo de conteúdos geométricos para o Ensino Médio e concluímos que os alunos da Escola Estadual de Tempo Integral Maria da Gloria participam ativamente das aulas quando são colocados para agir, uma vez que eles participaram das aulas de práticas experimentais de matemática.


Keywords


professor, planejamento, geometria.

References


BUENO, Vilma Candida. Modelagem Matemática: quatro maneiras de compreendê-la. Minas Gerais: Universidade Federal de Ouro Preto, 2011.

CABRAL, Sabrina Alves Boldrini. Desenvolvendo o Pensamento Argumentivo Geométrico: Construindo práticas Investigativas. 2017

CABRAL, Sabrina Alves Boldrini; GAZIRE, Eliane Scheid. Uma análise do Pensamento Argumentativo Geométrico com Atividades de Provas Experimentais. Revista do Instituto de Ciências Humanas, v. 15, n. 21, p. 19-35, 2019.

DE ARAÚJO, Mauro Sérgio Teixeira; DOS SANTOS ABIB, Maria Lúcia Vital. Atividades experimentais no ensino de física: diferentes enfoques, diferentes finalidades. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 25, n. 2, 2003.

GIL, Antônio Carlos. Como Elaborar Projeto de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002. 175 p.

GUMIERI ,Francielly Aparecida. TREVISO Vanessa Cristina. A importância do lúdico para o desenvolvimento da criança: o brincar como ferramenta de aprendizagem na Educação Infantil. Cadernos de Educação: Ensino e Sociedade, Bebedouro-SP, 3 (1), 2016.

TROIAN, Thiélide Verônica da Silva Pavanelli; SANTOS, Eliane Vasoncelos. LIMA, Sidnéia Rosa de. Proposta Didática Para O Ensino De Geometria Espacial Reutilizando Materiais: Uma Ação Do Projeto Observatório Da Educação. Revista Online de Extensão e Cultura Realização. V.2 n.4 2015.

HEINEN, Camila Aparecida et al. Atividades experimentais e modelagem matemática: uma prática realizada com alunos do ensino médio politécnico. Revista Caderno Pedagógico, v. 13, n. 1, 2016.

JANUARIO, Gilberto. Materiais manipuláveis: uma experiência com alunos da educação de jovens e adultos. 2010. Disponível em:

/Artigo_Gilberto_01.pdf>. Acesso em: 02 jun. 2020.

LIMA, Kelson Araújo. Laboratório portátil para o ensino de matemática: Um instrumento de apoio ao trabalho do professor. 2018. 43 f. TCC (Graduação) - Curso de Matemática, Universidade Federal do Tocantins, Araguaína, 2018. Cap. 4.

OLIVEIRA, Maria Marly de. Como fazer pesquisa qualitativa. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2010. 232 p.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-087