Práticas de educação popular em Roraima: formações da campanha da fraternidade no contexto da pandemia / Popular education practices in Roraima: formation of the fraternity campaign in the context of the pandemic

Maria de Nazaré da Silva Nunes, Eduardo Gomes da Silva Filho

Abstract


A campanha da fraternidade é uma ação evangelizadora proposta pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), acontece no Brasil desde 1964, tendo como objetivo trabalhar nas comunidades/igrejas temas diferenciados voltados para as garantias dos direitos sociais, considerando o princípio da dignidade da pessoa humana. Sendo assim, este estudo dedica-se à escrita sobre as práticas de educação popular em Roraima, desenvolvidas pelas pastorais da igreja católica. Entre as suas práticas, destacam-se às formações e capacitações realizadas no contexto da campanha da fraternidade. Soma-se a isso, as articulações e formações da campanha da fraternidade da Diocese de Roraima no contexto pandêmico. Como parte destas ações, apontar-se-á à importância da educação popular e a suas formas. Utilizou-se como método uma revisão de literatura, a partir do fichamento e análise de livros específicos acerca da participação popular e educação popular, além de documentos da Igreja Católica que deram embasamento à prática da equipe de formação da campanha da fraternidade da Diocese de Roraima. As discussões dos resultados foram pautadas em tópicos da participação popular na CF/88, além de questões inerentes à educação popular no Brasil e no Estado de Roraima, com base nas ações das práticas da equipe de formação da Diocese.


Keywords


educação popular, campanha da fraternidade, formação.

References


AVRITZER, Leonardo. Participatory institutions in democratic Brazil. Baltimore: The John Hopkins University Press, 2009.

BRANDÃO, C. R. “Educação Popular no Brasil”. In: Gadotti, M. (org.). Alfabetizar e conscientizar: Paulo Freire, 50 anos de Angicos. São Paulo: Editora Instituto Paulo Freire, 2014.

BRANDÃO, C. R. A história do menino que lia o mundo. São Paulo: Expressão Popular, 2014.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 1990.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 9 ed., Rio de Janeiro. Editora Paz e Terra. 1981.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

GOHN, Maria da Gloria. O Protagonismo da Sociedade Civil. Movimentos Sociais, ongs e redes solidarias. 2. Ed. São Paulo, Cortez, 2008.

IGREJA CATÓLICA. (2005). Compêndio de Doutrina Social da Igreja. São Paulo: Paulinas.

IGREJA CATÓLICA. (2010). Exortação Apostólica Verbum Domini. 2010. São Paulo: Edições CNBB.

JUNIOR, Francisco de Aquino. Pastoral Social: Dimensão Sociestrutural da Caridade Cristã. Brasília: Edições CNBB, 2016.

NAPOLITANO, Matos. História do regime milita brasileiro, São Paulo, Contexto 2014.

NUTUSCH, Igor. 2 de março de 1963: é promulgado o Estatuto do Trabalhador Rural, que estendeu ao ambiente do campo os direitos dos trabalhadores urbanos. Democracia e Mundo do Trabalho. Disponível em: https://www.dmtemdebate.com.br/2-de-marco-de-1963-e-promulgado-o-estatuto-do-trabalhador-rural-que-estendeu-ao-ambiente-do-campo-os-direitos-dos-trabalhadores-urbanos/. Acesso em: 20 de jun de 2021.

PALUDO, Conceição. Educação popular. 2012. In: CALDART, Roseli Salete (org.) et al. Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro, São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Expressão Popular, 2012.

PAULA, Juscimar Maria de. Tristeza do Jeca: Diálogo, Consciência e Libertação. Uma análise sobre a ótica da Educação Popular (1950-1961). Dissertação de Mestrado – Universidade Federal de Uberlândia. Programa de Pós-Graduação em Educação. Minas Gerais, 2014. 140 p.

PICCIN, Marcos Botton; BETTO, Janaina. Educação popular, movimentos sociais e educação do campo [recurso eletrônico], 1. ed. – Santa Maria, RS: UFSM, NTE, 2018. Disponível em: https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/358/2019/06/educacao-popular-com-isbn.pdf. Acesso em: 20 de jun de 2021.

PINI, Francisca Rodrigues de Oliveira. Educação popular e os seus diferentes espaços: educação social de rua, prisional, campo. 2019 Disponível em: < http://www.proceedings.scielo.br/pdf/cips/n4v1/32.pdf>. Acesso em: 31 maio de 2021.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-117