Classificação de risco odontológico para gestantes: uma proposta baseada em evidências na Amazônia Ocidental / Dental classification for pregnant women: an evidence-based proposal in the Western Amazon

Josy D’ Antony Kym Vasconcelos Sousa Santos Oliveira, Cleson Oliveira de Moura, Daiana Evangelista Rodrigues Fernandes, Rosely Valéria Rodrigues, Gustav Guimarães, Maria Rosa Felix de Sousa Gomide Guimarães, Gladiston William Lobo Rodrigues

Abstract


O período gestacional é composto por uma gama de alterações na vida da mulher. As alterações bucais mais prevalentes são a cárie e as doenças periodontais que podem afetar a condição sistêmica dos indivíduos e induzir o nascimento de bebês pré-termo e baixo peso ao nascer. O que justifica a importância do acompanhamento do cirurgião-dentista durante o pré-natal. Propor pré-natal odontológico, por meio da classificação de risco individual, numa Unidade de Saúde da Família, da cidade de Porto Velho, RO. As participantes do estudo foram todas as gestantes que realizam acompanhamento pré-natal, maiores de 18 anos (n=45). Foi realizada aplicação de um questionário sociodemográfico, avaliação da condição de saúde bucal através do Índice de dentes Cariados, Perdidos e Obturados (CPO-D) e índice Periodontal Comunitário (CPI). Posteriormente, foi realizada estratificação de risco para estabelecer protocolo de atendimento. As gestantes foram agrupadas em 3 grupos (baixo, médio e alto risco). observou-se que o CPO-D médio das gestantes foi de 6,3, enquanto que 64,4% apresentaram alguma alteração periodontal (CPI>1), sendo a gengivite mais prevalente em todas as faixas etárias. A classificação de risco permite priorizar o atendimento às gestantes com maior risco de cárie e doença periodontal. A prevalência de cárie e doença periodontal é alta nas gestantes do cenário estudado. A utilização de ferramentas de classificação de risco é fundamental para o fortalecimento da equidade, organização e qualificação da assistência à gestante.


Keywords


atenção primária em saúde, cuidado pré-natal, recém-nascido de baixo peso, índice cpo. índice periodontal.

References


ALVES, R.T. et al. Perfil Epidemiológico e Atitudinal de Saúde Bucal de Gestantes Usuárias do Serviço Público de Juiz de Fora, MG. Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada, v.10, n. 3, p. 413-421, 2010. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=63717313013 Acesso em 03 nov. 2020.

BATISTA, T.R.M; VASCONCELOS, M.G.; VASCONCELOS, R.G. Fisiopatologia da cárie dentária: Entendendo o processo carioso. Revista Salusvita, v. 39, n.1, p. 169-187, 2020. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1140438?src=similardocs Acesso em: 22 nov. 2021.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal. Brasília. DF; 2004. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_brasil_sorridente.htm Acesso em: 06 ago. 2020.

__________. MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Caderno de Atenção Básica nº 17. Saúde Bucal. Brasília, DF; 2008. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_bucal.pdf Acesso em: 06 ago. 2020.

__________. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a política nacional de atenção básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da atenção básica, no âmbito do sistema único de saúde (SUS). Diário Oficial da União. Brasília, DF,2017. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html Acesso em: 10 ago 2020.

__________ . MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Atenção à Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. SB Brasil 2010: Pesquisa Nacional de Saúde Bucal: resultados principais. Brasília, 2012. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pesquisa_nacional_saude_bucal.pdf Acesso em: 20 out. 2020.

__________ . MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica. Área Técnica de Saúde Bucal. Projeto SB Brasil 2000: condições de saúde bucal da população brasileira no ano de 2000: manual do examinador. Brasília, 2001. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/condSB_man_exam.pdf Acesso em: 20 out. 2020.

__________ . MINISTÉRIO DA SAÚDE. Prontuário eletrônico da Atenção Básica (e-SUS AB) - Município de Porto Velho- Unidade de Saúde da Família Aponiã- Atendimento odontológicos às gestantes equipe Crato e Ouro Preto [recurso eletrônico]. Rondônia, 2020.

__________ . MINISTÉRIO DA SAÚDE. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Nota técnica nº 04/2020. Dispõe sobre Orientações para serviços de saúde: medidas de prevenção e controle que devem ser adotadas durante a assistência aos casos suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo Coronavírus. Disponível em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/centraisdeconteudo/publicacoes/servicosdesaude/notas-tecnicas/nota-tecnica-gvims_ggtes_anvisa-04_2020-25-02-para-o-site.pdf Acesso em: 12 mai 2021.

CAMILLO, B.S., et al. Ações de educação em saúde na atenção primária a gestantes e puérperas: revisão integrativa. Revista de enfermagem da UFPE, v.10, n.6, p. 4894-4901, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11270 Acesso em: 06 set. 2021.

CARDOSO, E.M.; REIS, C. MANZANARES-CÉSPEDES, M.C. Periodontite crônica, citocinas inflamatórias e inter-relação com outras doenças crônicas. Postagrad Med, v.130, n.1, p.98-104. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29065749/ Acesso em: 23 de nov, 2020.

ÇETINER, D.; et al.The role of visfatin levels in crevicular gingival fluid as a potential biomarker in the relationship between obesity and periodontal disease. Journal of Applied Oral Science: revista FOB; v. 27, 2019.Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31365708/ Acesso em: 06 set.2020.

CHAVEZ, G.M. et al. Acesso, acessibilidade e demanda na estratégia saúde da família. Escola Anna Nery, v. 24, n. 4, 2020. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452020000400219&lng=pt&nrm=iso Acesso em: 15 set. 2020.

COSTA, N. B., SILVA, E. M. Prevalência da Doença Periodontal em Gestantes De Uma Unidade Básica De Saúde Em Natal/Rn. Revista Ciência Plural, v. 6, n. 1, p. 71-86, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/18702 Acesso em: 03 nov. 2021.

COUTO, F.M. Avaliação da condição de saúde bucal e impacto na qualidade de vida relacionada à saúde bucal de gestantes adolescentes e adultas jovens. Dissertação (Mestrado em Clínica Odontológica). Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-946892 Acesso em 25 out. 2021.

CURY, E.Z. et al. Relação entre periodontite e parâmetros lipídicos: revisão de literatura.Revista Saúde, v 10, n.3, p.94-101,2016. Disponível em: http://revistas.ung.br/index.php/saude/article/view/2411 Acesso em: 03 set. 2020.

DEGASPERI, J.U.; DIAS, A.J.W.; BOLETA-CERANTO, D.C.F. Oral and systemic changes resulting from pregnancy and the importance of medical and dental prenatal care to reduce pregnancy complications. Research, Society and Development,, v. 10, n. 3, 2021. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/12976. Acesso em: 23 nov. 2021.

FAUSTO, H.V.C. et al. Classificação de risco individual em saúde bucal para organização do atendimento odontológico. Revista de APS, v. 23, n. 2, 1-15, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/view/16741 Acesso em: 18 out. 2021.

FRANKE, C. M.; IANISKI, V. B.; HAAS, L.C.S. O atendimento compartilhado na perspectiva da atuação multiprofissional na atenção primária à saúde. Revista Contexto & Saúde, v. 18, n. 35, p. 111–115, 2018.Disponível em: https://revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoesaude/article/view/7081 Acesso em 18 out. 2021.

FARIAS, J.M de. et al. Efeito do tratamento periodontal de suporte no nascimento de bebês prematuros ou de baixo peso em mulheres grávidas com doença periodontal. Arquivos Catarinenses de Medicina, v.44, n.2, 2015. Disponível em: http://www.acm.org.br/acm/seer/index.php/arquivos/article/view/24 Acesso em 20 nov 2020.

FERREIRA, S.M.S.P. et al. Pré-natal odontológico: acessibilidade e ações ofertadas pela atenção básica de Vitória da Conquista-BA. Revista da faculdade de odontologia de Lins, v.26, n.2, p.3-16, 2016. Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/Fol/article/view/2815 Acesso em 08 ago. 2020.

FREIRE, M.C.M.; PATTUSSI, M.P. Tipos de estudos. IN: ESTRELA, C. Metodologia científica. Ciência, ensino e pesquisa. 3ª ed. Porto Alegre: Artes Médicas, p.109-127, 2018.

GEORDANY, R.O.V.E., et al. Tensão entre o modelo biomédico e a estratégia saúde da família: A visão dos trabalhadores de saúde. Revista APS, v.20, n.1, p. 98-106, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/view/15786/8246 Acesso em 07 set.2021.

GONÇALVES K. F, et al. Utilização de serviço de saúde bucal no pré-natal na atenção primária à saúde: dados do PMAQ-AB. Ciência e Saúde Coletiva, v.25, n.2, 2020 Disponível em: https://www.scielosp.org/article/csc/2020.v25n2/519-532/pt/ Acesso em: 18 ago 2020.

GOVINDARAJU, P. Doença periodontal materna e parte prematuro: um estudo caso-controle. Journal of Indian Society of Periodontology, v.19, n.5, p. 512-515, 2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4645536/ Acesso em: 23 de nov 2020.

HUI ZI, M.Y. et al. Mecanismos envolvidos na associação entre periodontite e complicações na gravidez. Frontiers em saúde pública, 2015. Disponível em: https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fpubh.2014.00290/full Acesso em 27 nov, 2020.

IBGE. Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociai. Estimativas da população em julho de 2021. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ro/porto-velho/panorama. Acesso em: 08 set. 2021

KOBAYASHI, H.M., et al. Family risk as adjunct for organizing the demand for oral health servisse in the Family health strategy. Revista de odontotologia da UNESP, v.44, n.2, p. 85-91, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rounesp/a/5JGR4v6DR6vts7FHMfgVKkS/?lang=en# Acesso em: 02 out. 2021.

MARIANO, E. et al. Grupos operativos como dispositivo na promoção da saúde. Psicologia, Saúde & Doenças, v22, n.1, p.314-325, 2021. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Regiane-Macuch/publication/351382041_The_operative_group_technique_applied_for_health_promotion/links/6102b0df0c2bfa282a0d3b91/The-operative-group-technique-applied-for-health-promotion.pdf Acesso em: 26 ago. 2021.

MENEZES, K. K. P., AVELINO, P. R. Grupos operativos na Atenção Primária à Saúde como prática de discussão e educação: uma revisão. Caderno de Saúde Coletiva, v.24, p.124-130,2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cadsc/a/KZh3BmhLfqFRM7GYqp8ZXSc/?format=pdf〈=pt Acesso em: 20 ago. 2021.

MUSSKOPF, M. L. et al. Qualidade de vida relacionada à saúde bucal em gestantes: um ensaio clínico randomizado. Brazilian Oral Research, v.32, n.2, p. 1-10, 2018. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-83242018000100201&lng=en&nrm=iso Acesso em: 12 ago.2020.

MOURA, C.O. et al. Prevalência de cárie em adolescentes gestantes relacionada ao conhecimento sobre saúde bucal em Porto Velho-RO. Saber Científico, v.1, n.1, p.1-17, 2010. Disponível em: http://periodicos.saolucas.edu.br/index.php/resc/article/view/1147 Acesso em 02 nov.2021.

NETO, E.T.S., et al. Acesso à assistência odontológica no acompanhamento pré-natal. Ciência e Saúde Coletiva, v. 17, n. 11, p. 3057-68, 2012. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100022&lng=pt&nrm=iso Acesso em: 25 ago. 2020.

NETO, J.P., et al. Relação entre classificação de risco utilizadas para organização da demanda em saúde bucal em um município de pequeno porte de São Paulo, Brasil. Ciência e Saúde Coletiva, v.22, n.6, 2017. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/csc/2017.v22n6/1905-1911/# Acesso em: 09 ago. 2021.

NEVES, M., GIORDINI, J.M.A., HUGO, F.N., Atenção primária à saúde bucal no Brasil: processo de trabalho das equipes de saúde bucal.Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro; v.24, n.5, p. 1810-20, 2019. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/csc/2019.v24n5/1809-1820/pt/# Acesso em: 18 ago 2020.

NUBESH, S.K.; et al.Qualitative assessment of red blood cell parameters for signs of anemia in patients with chronic periodontitis.Journal of International Society of Preventive & Community Dentistry, v.5, n.6, p.476-481,2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4697232/ Acesso em: 04 set. 2020.

OLIVEIRA, M.C.R. Relato de experiência do atendimento compartilhado e multiprofissional da equipe de Saúde Bucal no pré-natal e puerpério. Monografia de especialização (residência em Saúde da Família). Fundação Estatal de Saúde da Família. Fundação Oswaldo Cruz, 2017. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/37567 Acesso em 25 de out. 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Levantamento epidemiológico básico de saúde bucal: manual de instruções. 3Ş ed. São Paulo: Editora Santos; 1991.

PORTO, E.C.L. et al. Periodontite materna e baixo peso ao nascer: revisão sistemática e metanálise. Ciência e Saúde coletiva, v.26, n.3, 2021. Disponível: https://www.scielosp.org/article/csc/2021.v26suppl3/5383-5392/ Acesso: 23 nov. 2021.

PORTO VELHO. Secretária Municipal de Saúde. Plano Municipal de Saúde de Porto Velho 2018-2021. Disponível em: https://semusa.portovelho.ro.gov.br/uploads/arquivos/2018/05/23266/1543936466pms-versao-oficial-pdf. Acesso em: 25 out. 2020.

RARES, I. S. et al. Condição periodontal em gestantes: análise do serviço público, serviço privado e trimestre gestacional. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, v. 20, n. 1, p. 29–36, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rbcs/article/view/27481. Acesso em: 11 out. 2021.

RECH, C.A., MANFIO, P. Avaliação da Saúde Bucal das gestantes atendidas no PSF Adirbal Corralo na cidade de Passo Fundo-RS. Journal of Oral Investigations, v.4,n.2, p. 04-10; 2015. Disponível em: https://seer.imed.edu.br/index.php/JOI/article/view/1015 Acesso em 05 out. 2021.

ROCHA, J.S. et al. Determinants of Dental Care Attendance during Pregnancy: A Systematic Review. Caries Research, v.52, p.139-152. 2018. Disponível em: https://www.karger.com/Article/FullText/481407# Acesso em 10 dez 2021.

SABINO, L.M.N., et al. Uso de tecnologia leve-dura nas práticas de enfermagem: análise de conceito. Aquichan, v.16, n.2, p. 230-239, 2016. Disponível em: http://www.scielo.org.co/pdf/aqui/v16n2/v16n2a10.pdf Acesso em: 09 nov. 2021.

SÃO PAULO (cidade). Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Diretrizes para a atenção em saúde bucal: crescendo e vivendo com saúde bucal; 2017. Disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/DIRETRIZESPARAAATENCAOEMSAUDEBUCALVersaoPreliminar03082017.pdf Acesso em 07 set. 2021.

SCARPARO, A. et al. Impacto da Política Nacional de Saúde Bucal – Programa Brasil Sorridente – sobre a provisão de serviços odontológicos no Estado do Rio de Janeiro. Caderno de saúde coletiva, v. 23, n. 4, p. 409-415, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-462X2015000400409&lng=en&nrm=iso Acesso em 03 set. 2020.

SANCHEZ, T. P.; BORCHARDT, D.; TRIBIS, L. Atendimento equânime à demanda espontânea odontológica através da caracterização e implantação da classificação de risco por cores, régua da dor e gestão longitudinal da clínica na Unidade Básica de Saúde Jardim das Palmas. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, v. 16, n. 43, p. 2756, 2021. Disponível em: https://www.rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/2756. Acesso em: 03 ago. 2021.

SERAPHIM, A.P.C.G. et al. Relationship among periodontal disease, insulin resistance, salivary cortisol, and stress levels during pregnancy. Brazilian Dental Journal, v.27, n.2, 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/bdj/a/xytsLKPsNGmYrkqkht3SjDG/abstract/?format=html〈=pt Acesso em 22 de mai 2021.

SILVA, H.E.C. et al. Effect of intra-pregnancy nonsurgical periodontal therapy on inflammatory biomarkers and adverse pregnancy outcomes: a systematic review with meta-analysis.Springer Link, v.6, p. 197, 2017. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1186/s13643-017-0587-3 Acesso em: 05 out. 2020.

SILVA, M.A.M. et al. Grupo Operativo com primigestas: uma estratégia de promoção à saúde. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v.31, n., p.1-11,2018. Disponível em: https://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/6406 Acesso em 10 out. 2021.

SILVA, A.R. et al. Acompanhamento Multidisciplinar de gestantes durante o período da pandemia. Revista Extensão em Foco. n.23, p. 70-85, 2021. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/extensao/article/view/80610 Acesso em 18 out. 2021.

STEFFENS, J.P., MARCANTONIO, R.A.C. Classificação das doenças e condições periodontias e peri-implantares 2018: guia prático e pontos-chave. Revista de odontologia da UNESP, n.4, v. 47,2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rounesp/a/F9F6gnVnNm6hFt6MBrJ6dHC/?lang=pt# Acesso em: 15 nov. 2020.

TRINDADE, S.C. et al. Condição bucal de gestantes e puérperas no município de Feira de Santana, em três diferentes períodos entre os anos de 2005 e 2015. Epidemiologia e Serviços de Saúde, n.3, v.27, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ress/a/MbMj5VmBzRm5h4QZmmQFsdb/?lang=pt&format=html# Acesso em 20 out. 2021.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-134