Performances culturais e o ensino de música: currículo, concepções, práxis e performance no contexto escolar em Goiás / Cultural performances and the teaching of music: curriculum, conceptions, praxis and performance in the school context in Goiás

Aline Folly Faria

Abstract


Esta é uma pesquisa em andamento no curso de Doutorado em Performances Culturais / UFG e pretende promover diálogos entre duas áreas importantes. A área da Educação Musical com seu amplo campo de pesquisas e as Performances Culturais, uma área emergente, que pode contribuir com diálogos e embasamento teórico consistente. Este estudo pretende levantar relações de entrelaçamentos entre Ensino de Música e Performances Culturais, ampliando o campo de pesquisa das duas áreas. Levantar problemáticas sobre o documento da Matriz Curricular de Música do estado de Goiás, para que possamos propor uma reorganização o documento, atualizando seu suporte teórico. Com isso, fortalecer e reestruturar a formação continuada de professores, promovendo estudos e diálogos com as Performances, com o intuito de que os educadores se reconheçam como sujeitos Criadores de Cultura (FREIRE, 2005).


Keywords


performances culturais, ensino de música, matriz curricular de música.

References


ALARCÃO, I. Professor-investigador: Que sentido? Que formação? In B. P. Campos (Ed.), Formação Profissional de Professores no Ensino Superior Porto: Porto Editora. (1, 21-31), 2001.

BAUMAN, Richard; BRIGGS Charles L. Poética e Performance como perspectivas críticas sobre a linguagem e a vida social. ILHA Revista de Antropologia 19:5988, 1990.

________________. Fundamentos da Performance. Trad. David Harrad e Ana M. Collares. Na Sociedade e Estado, vol 29 n. 3, 2014.

BOURDIEU, P.; PASSERON, J. C. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Rio de Janeiro: Liv. Francisco Alves Editora, 1982.

_____________. Razões práticas: Sobre a Teoria da ação / Pierre Bourdieu: Tradução: Mariza Correa - Campinas, SP: Papirus. 1996. ISBN: 85-308-0393-0.

BRESLER, Liora. Metodologias qualitativas de investigação musical. Revista Música, Psicologia e Educação, Porto, nº 2, p.5-30, 2000.

CAMARGO, Robson. Milton Singer e as Performances Culturais: um conceito interdisciplinar e uma metodologia de análise. Revista KARPA 6, Journal of Theatricalities and Visual Culture California State University - Los Angeles, 2013. ISSN: 1937-8572

http://web.calstatela.edu/misc/karpa/KARPA6.1/Site%20Folder/robson1.html

____________________. Per-Formance E Performance Art: superar as velhas traições In CAMARGO, R. (org) et All. Performances da Cultura: Ensaios e Diálogos. Goiânia, Kelps, 2015 Pgs 19-30. Apresentado no III Colóquio Antropologias em Performance, UFSC 2015, organizado pelo GESTO, Grupo de Estudos em Oralidade e Performance, do PPG em Antropologia Social da UFSC (http://www.gestoufsc.net84.net).

CAVALCANTI, Maria Laura Viveiros de Castro. Drama, Ritual e Performance em Victor Turner. Sociologia&Antropologia / Rio de Janeiro, v.03.06: 411–440, novembro, 2013.

http://revistappgsa.ifcs.ufrj.br/wp-content/uploads/2015/05/4-ano03n06_maria-laura-viveiros-de-castro-cavalcantii.pdf Acesso em: 21/11/2016.

CORTESÃO Luiza; STOER, Stephen. Investigação-acção e a produção de conhecimento no âmbito de uma formação de professores para a educação inter/multicultural. Educação, Sociedade e Culturas. Nº 7, 1997. 7-28.

Acesso em 26/11/2016. http://www.fpce.up.pt/ciie/revistaesc/ESC7/7-1-cortesao.pdf

DAWSEY, John C. Dewey, Dilthey e Drama: um ensaio da Antropologia da experiência (primeira parte), de Victor Turner. Tradução: Herbert Rodrigues. Cadernos de campo n. 13: 177-185, 2005.

_________, John C. Sismologia da Performance: Ritual, Drama e Play. Publicado em Revista de Antropologia, v. 50, n. 2, p. 527-570, 2007.

_________, John C. Schechner, teatro e antropologia. Cadernos de Campo, São Paulo, n. 20, p. 1 – 360, 2011.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs - capitalismo e esquizofrenia, vol. 1 / Gilles v.l Deleuze, Félix Guattari; Tradução de Aurélio Guerra Neto e Célia Pinto Costa. —Rio de janeiro : Ed. 34, 1995 94 p. (Coleção TRANS).

DEWEY, J. Experiência e educação. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1952.

_________. Arte como experiência. Tradução Vera Ribeiro. – São Paulo: Martins Fontes, 2010.

ELLIOTT, J. Building Educational Theory througg Action Research. In S. Noffke, & B. Somekh, Handbook of Educational Action Research (pp. 28-38). London: SAGE, 2010.

FRANÇA, C. C. Do discurso utópico ao deliberativo: fundamentos, currículo e formação docente para o ensino de música na escola regular. Revista da ABEM, Porto Alegre, n. 15, p. 67-79, set. 2006.

file:///D:/Usuários/Cliente/Desktop/DOUT%20%20BIBLIOGRAFIA/EDUCAÇÃO%20MUSICAL/revista15_artigo7.pdf Acesso em: 20/11/2016.

FREIRE, Paulo. Educação como Prática da Liberdade. Exemplar 1405. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

___________. Pedagogia do oprimido. 46ª ed. - Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

___________. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática docente / Paulo Freire. 52ª ed. – Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

Gallo, Sílvio. Deleuze & a Educação. - Belo Horizonte: Autêntica, 2003

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas / Clifford Geertz. - l.ed., IS.reimpr. - Rio de Janeiro : LTC, 2008.

GOIÁS. Secretaria de Educação. Currículo em debate: Matrizes Curricul ares. Caderno 5. Goiânia: SEDUC, 2009a.

GRABAUSKA, Claiton José; DE BASTOS, Fábio da Purificação. Investigação-ação educacional: possibilidades críticas e emancipatórias na prática educativa. (s/d). Campus Universitário, Bairro de Camobi Santa Maria, RS, Brasil.

HALL, Stuart. A Identidade Cultural na Pós-Modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

HENTSCHKE, Liane; DEL BEN, Luciana. Ensino de música: propostas para pensar e agir em sala de aula Org. Liane Hentschke e Luciana Del Ben. São Paulo: Moderna, 2003.

KLEBER, Magali. Qual currículo? Pensando espaços e possibilidades. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 8, 57-62, março, 2003.

file:///D:/Usu%C3%A1rios/Cliente/Desktop/DOUT%20%20BIBLIOGRAFIA/EDUCA%C3%87%C3%83O%20MUSICAL/417-1519-1-PB.pdf Acesso em 20/11/2016.

KHOURI, Mauro Michel El. Rizoma e Educação: Contribuições de Deleuze e Guattari. Fortaleza, Ceará. s/d. http://www.abrapso.org.br/siteprincipal/images/Anais_XVENABRAPSO/198.%20rizoma%20e%20educa%C7%C3o.pdf . Acesso 18/07/16.

KRAEMER, Rudolf-Dieter. Dimensões e funções do conhecimento pedagógico-musical. Tradução Jusamara Souza. Em Pauta v. 11, n. 16/17 – abril/novembro, 2000.

LANGDON, Esther Jean. Performance e sua Diversidade como Paradigma Analítico: A Contribuição da Abordagem de Bauman e Briggs. Revista Antropologia em primeira mão / Programa de Pós Graduação em Antropologia Social, Universidade Federal de Santa Catarina.— Florianópolis : UFSC / Programa de Pós Graduação em Antropologia Social. Trabalho apresentado na Mesa Redonda: Performance, Drama e Ritual – A Formação de um Campo e a Experiência Contemporânea, 31o Encontro Anual de ANPOCS, Caxambu, 2007

LIMA, Denise Maria de Oliveira. Campo do poder, segundo Pierre Bourdieu. Cógito, Salvador n.11; p. 14 -19. Outubro, 2010.

http://www.circulopsibahia.org.br/n11a03.pdf Acesso em: 21/11/2016.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizambeth. Teorias de Currículo: / Alice Casimiro Lopes, Elizabeth Macedo. – São Paulo: Cortez, 2011. Apoio: Faperj.

LOUREIRO, Alícia Maria Almeida. O Ensino da Música na Escola Fundamental: um estudo exploratório. Dissertação de Mestrado em Educação da PUC/Minas. Belo Horizonte, 2001.

http://server05.pucminas.br/teses/Educacao_LoureiroAM_1.pdf Acesso em: 20/11/2016.

MATEIRO, T.; SOUZA, J. (orgs). Práticas de ensinar música: legislação, observação, registro, orientação, espaços, formação. – Porto Alegre: Sulina, 2009.

MAXIMO-ESTEVES, L. Visão Panorâmica da Investigação-Acção. Porto: Porto Editora. 2008.

MESQUITA-PIRES, Cristina. A Investigação-acção como suporte ao desenvolvimento profissional docente. EDUSER: Revista de educação, Vol 2(2), 2010 Inovação, Investigação em Educação. Acesso em:13/11/2016.

file:///D:/Usu%C3%A1rios/Cliente/Desktop/DOUT%20-%20BIBLIOGRAFIA/METODOLOGIA/A%20Investiga%C3%A7%C3%A3o-ac%C3%A7%C3%A3o%20como%20suporte%20ao%20desenvolvimento.pdf

MORAES, Maria Cândida; TORRE, de La Saturnino. Sentipensar: fundamentos e estratégias para reencantar a educação / Maria Cândida Moraes, Saturnino de La Torre. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004.

MORAES, Ulisses Quadros de. Pierre Bourdieu: Campo, Habitus e Capital Simbólico - Um método de análise para as políticas públicas para a música popular e a produção musical em Curitiba (1971-1983). ANAIS V FÓRUM DE PESQUISA CIENTÍFICA EM ARTE Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Curitiba, 2006 - 2007. ISSN 1809-2616.

http://www.embap.pr.gov.br/arquivos/File/ulisses_moraes.pdf Acesso em: 21/11/2016.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Tradução de Eloá Jacobina. 9ª ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004.

_____________. Educação e complexidade: os sete saberes e outros ensaios. In: MORIN. Edgar; ALMEIDA, Maria da Conceição, CARVALHO, Edgar de Assis (orgs.) 4. Ed. São Paulo: Cortez: 2007.

NOGUEIRA, Monique Andries. A formação cultural do professor ou a arte da fuga. Monique Andries Nogueira. – Goiânia: Editora UFG, 2008, 152p.

PENNA, Maura. É este o ensino de arte que queremos? Uma análise das Propostas dos Parâmetros Curriculares Nacionais. Paraíba: Universitária, 2001.

file:///D:/Usu%C3%A1rios/Cliente/Downloads/129637505-PENNA-Maura-E-este-o-ensino-de-Artes-que-queremos-pdf.pdf Acesso em 20/11/2017.

____________. Música(s) e seu ensino. Porto Alegre: Sulina, 2008.

PETRONILIO, Paulo. As Palavras e as Coisas das Performances Culturais. 2015.

https://performancesculturais.emac.ufg.br/p/3719-artigos Acesso em: 16/10/2016.

SAES, Décio Azevedo Marques de. A ideologia docente em A reprodução, de Pierre Bourdieu e Jean-Claude Passeron. Educação & Linguagem ANO 10 Nº 16 106 -125, JUL.-DEZ. 2007.

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/article/viewFile/129/139 . Acesso em: 24/11/2016.

SACRISTÁN, J. Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Tradução de Ernani F. da Fonseca Rosa. 3ª ed. Porto Alegre: Art Med, 2000.

_____________________. Tendências Investigativas na Formação de Professores. Inter-Ação: Rev. Fac. Educ. UFG, 27 (2): 1-54, jul./dez. 2002.

https://www.revistas.ufg.br/interacao/article/viewFile/1697/1667 Acesso em 20/11/2017.

_____________________. Poderes instáveis em educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1999 apud NOGUEIRA, Monique Andries. A formação cultural do professor ou a arte da fuga. Monique Andries Nogueira. – Goiânia: Editora UFG, 2008, 152p.

SAVIANI, Dermeval. A educação musical no contexto da relação entre currículo e sociedade. Texto base da exposição feita na Mesa Redonda “Currículo e Sociedade” no IX Encontro Anual da Associação Brasileira de Educação Musical – ABEM, no dia 04/09/2000 em Belém-PA. http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/revis/revis01/reder2.html Acesso em: 27/10/16.

SILVA, Rubens Alves da. Entre “artes” e “ciências”: a noção de performance e drama no campo das ciências sociais. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 11, n. 24, p. 35-65, jul./dez. 2005.

http://www.scielo.br/pdf/ha/v11n24/a03v1124.pdf Acesso em:13/11/2016.

SCHECHNER, Richard. “O que é performance?”, em Performance studies: an introduccion, second edition. New York & London: Routledge, p. 28-51. SCHECHNER, Richard. 2006.

___________________. Performers e Espectadores: Transportados e Transformados. In Revista Moringa Artes do Espetáculo. Vol 2. N1, 2011. http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/moringa/article/viewFile/9993/5473

SOUZA, Jusamara. Aprender e ensinar música no cotidiano / org. por Jusamara Souza. - Porto Alegre: Sulina. 2009. 287p. (Co1eção Músicas) - 2" edição.

TURNER, Victor. "The Antropology of Performance". PAJ Publications, New York, 1987.

http://erikapaterson08.pbworks.com/f/Antrophology+of+performance%282%29.pdf Acesso em: 17/10/2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-138