Cognição social, habilidades sociais e funções executivas na infância: algumas considerações teórico-conceituais / Social cognition, social skills and executive functions in childhood: some theoretical-conceptual considerations

Elton André Silva de Castro, Leonardo Vandré dos Santos Siqueira

Abstract


Este artigo pretende desenvolver algumas considerações teórico-conceituais, resultante de revisão bibliográfica não sistemática, que venham fundamentar possíveis ações de investigação e intervenção, subsidiando práticas de pesquisa e extensão, com crianças pré-escolares e os profissionais que lidem com elas em contextos institucionais de educação formal e informal. Tratar dos processos de cognição social exige focalizar o modo como os sujeitos processam informações emocionais e sociais nos campos de interação social. Habilidades de processamento de informações que envolvem decodificação e interpretação de significações sociais conduzem os sujeitos à configuração de representações dos seus outros sociais com quem estabelecem relações intersubjetivas. As experiências, semioticamente mediadas, tornam os sujeitos humanos capazes de construir conhecimentos sobre a experiência social (MECCA, DIAS, BERBERIAN, 2016) e estes conhecimentos ou saberes conduzem seus modos de ação no cotidiano. Estes modos de lidar podem ser compreendidos como um conjunto de habilidades sociais que situam os sujeitos em contextos de interação social, produzindo ou fomentando relações sociais mais produtivas e satisfatórias. No desenvolvimento destas considerações abordam-se as chamadas funções executivas, bases neuropsicológicas fundamentais para a execução de ações comportamentais consequentes às demandas sociais de responsividade social e participação social eficiente. Por fim, justifica-se e recomenda-se que os estudos e a experimentação destes temas e suas configurações empírico-comportamentais criam as condições para reconhecer na primeira infância o instante para a promoção da saúde psicológica e a prevenção de possíveis precursores psicopatológicos.


Keywords


infância, cognição social, empatia, cooperação, resolução de problemas



DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-148