Definição de cultura, símbolos e seu valor para o design do século XXI / Definition of culture, symbols and their value for 21st century design

Lais Helena G. Rodrigues, Virginia Pereira Cavalcante

Abstract


Este trabalho tem como intuito apontar algumas definições a cerca da construção do conceito de cultura, sua influencia e participação na dinâmica da sociedade atual, enfatizando a importância da figura do designer como um dos construtores da cultura material contemporânea. Ressalta ainda a necessidade de um estudo aprofundado da cultura imaterial do grupo em que o profissional está inserido para uma correta tradução do contexto social, elaborando, consequentemente, artefatos que possam representar de forma satisfatória a cultura daquele grupo de indivíduos. Utilizando-se dos fundamentos do design emocional visa, por fim, demonstrar a utilidade dos estudos da relação usuário-produto e seus níveis de interação como ferramenta para a elaboração e estudo da cultura material do século XXI.


Keywords


design emocional, cultura, contemporaneidade.

References


CUCHE, D. A noção de cultura nas ciências sociais. Bauru: Edusa, 1999;

DAMÁSIO, A. O erro de Descartes. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

GEERTZ, C. Interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978;

GURVITCH, G. Os símbolos sociais. In: La vocation actualle de la sociologle. Paris: Presses Universitaires de France, 1957;

KRISCHKE, D.L.; Lima, D.N.O; Machado, R.P. Antropologia e consumo: diálogos entre Brasil e Argentina. Porto Alegre: AGE, 2006.

KROEBER, A. O “superorganico” in Donald Pierson (org.) Estudos da organização social. São Paulo: Livraria Martins editora, 1949;

LARAIA, R. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Zahar, 1986;

LÉVI-STRAUSS, C. O pensamento selvagem. São Paulo: Editora nacional, 1976;

LINTON, R. O indivíduo, a cultura e a sociedade. Londres: Routledge & Kegan, 1952;

MONT’ALVÃO, C.; DAMAZIO, V. (Orgs.). Design, ergonomia e emoção. Riode Janeiro: Mauad X. FAPERJ, 2008;

NORMAN, D. A. Design emocional: porque adoramos (ou detestamos os objetos do dia-a-dia). Tradução de Ana Deiró. Rio de Janeiro: Rocco, 2008.

ONO, M. Design e cultura: sintonia essencial. Curitiba: Edição da autora, 2006.

SAHLINS, M. Cultura, razão e prática. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

ZNANIECKI, F. A noção de valor cultural. Nova York: Reinhart & Farrar, 1934.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-158