Aleitamento materno, perspectivas e uso das mídias sociais como estratégia de promoção / Breastfeeding, perspectives and use of social media as a promotion strategy

Iara Maria Rodrigues Couto, Bárbara Medeiros Araújo de Moura, Karen Lúcia Ferreira Santos Porto, Larissa Emanuela Fernandes Marinho, Leonardo Henrique Seabra de Melo Pereira, Lilian Kelly Sena dos Santos, Melissa Dutra Santana, Rafael Arthur Leal de Souza Lima, Victor Serrate Capucce, Flávio Aparecido Terassini, Amanda Soares de Medeiros

Abstract


Promover o aleitamento materno por meio de mídias sociais, ofertando informação de qualidade acerca de benefícios, dificuldades e o manejo correto durante a amamentação. Trata-se de um estudo epidemiológico de caráter intervencionista, mediante revisão integrativa da literatura. O público-alvo é o de gestantes e nutrizes que possuem acesso a mídias sociais. A base bibliográfica utilizada é a da Biblioteca Eletrônica Científica Online (SciElo) a partir do descritor breastfeeding. Com o produto da revisão bibliográfica, criou-se um e-book educativo que aborda de forma objetiva os benefícios e medidas adequadas para a amamentação. O ebook foi hospedado no site de registro www.projetoamamentar.com.br e os dados de acesso foram colhidos pela ferramenta Bit.ly e Instagram, durante o período de um mês. Durante a divulgação do e-book, foram feitos 259 downloads, o perfil criado no Instagram somou 503 seguidores (78,3% mulheres), as publicações totalizaram 360 curtidas (79,17% mulheres), foram obtidas 7.419 visualizações com stories de divulgação nos perfis dos autores, com média de 247 visualizações por story. A intervenção educativa focada em gestantes e nutrizes, mesmo que breve, por meio das as redes socias, foi capaz de romper as dificuldades do acesso à informação, possibilitando debates, diálogos e informação a grande diversidade de grupos.


Keywords


aleitamento materno, mídias sociais, promoção em saúde.

References


ALVES JS, et al. Guidance on breastfeeding in primary health care and the association with exclusive breastfeeding. Ciencia e Saude Coletiva, v. 23, n. 4, p. 1077–1088, 2018.

AMARAL SA, et al. Intenção de amamentar, duração do aleitamento materno e motivos para o desmame: um estudo de coorte, Pelotas, RS, 2014. Epidemiologia e Serviços de Saúde, vol. 29, n.1, 2020.

BARBOSA GEF, et al. Dificuldades iniciais com a técnica de aleitamento materno e o impacto na duração do aleitamento materno exclusivo. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, Recife, v.18, n.3, jul./set. 2018.

CABRAL CS, et al. Inserção de um grupo virtual na rede social de apoio ao aleitamento materno exclusivo de mulheres após a alta hospitalar. Interface- Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, vol. 24, abr.2020.

CARVALHO CA, et al. Fatores sociodemográficos, perinatais e comportamentais associados aos tipos de leite consumidos por crianças menores de seis meses: coorte de nascimento. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.11, n.11, p. 3699 - 3310, nov. 2017.

DINIZ CMM, et al. Contributions of mobile applications on the breastfeeding practice: Integrative review. ACTA Paulista de Enfermagem, v. 32, n. 5, p. 571–577, 2019.

GRAÇA LCC, et al. Contributos da intervenção de enfermagem de cuidados de saúde primários para a promoção do aleitamento materno. Rev. Latino-AM. Enfermagem, São Paulo, v.19, n.2, 2011.

LOPES WC, et al. Alimentação de crianças nos primeiros dois anos de vida. Revista Paulista de Pediatria, vol. 36, n.2, 2018.

NÓBREGA VCF, et. al. As redes sociais de apoio para o Aleitamento Materno: uma pesquisa-ação. Saúde debate, vol. 43 n.121, 2019.

ROCHA IS, et al. Influência da autoconfiança materna sobre o aleitamento materno exclusivo aos seis meses de idade: uma revisão sistemática. Ciência & Saúde Coletiva, vol. 23, n. 11, 2018.

ROLLINS N, et al. Por que investir e o que será necessário para melhorar as práticas de amamentação? Epidemiol. serv. saúde, p. 25–44, 2016.

SCHULZ SM, et al. Influência da educação em saúde na autoeficácia em amamentar: estudo quase experimental. Revista Baiana de Enfermagem, Salvador, v. 34, p. 1-11, 2020.

SILVA AC, et al. Tecnologias em aleitamento materno: revisão integrativa. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v. 29, n. 3, p. 439–446, 2016.

Organização Mundial da Saúde. Alimentação infantil. Disponível em: http://www.who.int/maternal_child_adolescent/topics/child/nutrition/breastfeeding/en/. Acesso em: 30 de mar. 2021.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-176