Inadaptações na fronteira da informalidade: favelas e conjuntos / Misadaptations at the edge of informality: slums and settlements

Tales Lobosco

Abstract


A favela não deve ser entendida apenas como um núcleo de concentração da pobreza urbana, seu modo de produzir o espaço, baseado em determinações e condicionantes localmente elaboradas, flexibilizando o padrão formal de modo a possibilitar e maximizar suas possibilidades de existência no espaço urbano da cidade. Esta condição define um espaço com práticas e representações espaciais específicas que são frequentemente ignoradas nos processos de urbanização desenvolvidos nas favelas brasileiras. O que defendemos neste artigo é que esta inobservância é, em grande parte, responsável pela inadaptabilidade entre as propostas elaboradas e as práticas urbanas destas populações, situação que provoca, em última instância, resultados desapontadores nestas intervenções.


Keywords


favela, produção do espaço, modernidade, urbanização.

References


CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Petropolis: Ed. Vozes, 1994.

DEFFNER, Veronika. Geografia da desigualdade social: uma perspectiva de geografia urbana crítica apresentada a partir do exemplo da produção social da favela em Salvador-BA. GeoTextos, Salvador, vol. 6, no 2, p. 115-137, 2010.

FISKE, John. Popular forces and the culture of everyday life. Southern Review, vol. 21, no 3, p. 288-306, Novembro 1988.

FRIDMAN, Luis Carlos. A globalização e o desejo de segurança. In: SILVA, Itamar (Org.). Rio: a democracia vista de baixo. Rio de Janeiro: Ibase, 2004. p. 17-24.

GEERTZ, Clifford. Nova luz sobre a antropologia. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. São Paulo: Editora UNESP, 1991.

KOWARICK, Lúcio. Viver em risco: sobre a vulnerabilidade socioeconômica e civil. São Paulo: Editora 34, 2009.

LEFEBVRE, Henri. La production de l’espace. Paris: Anthropos, 2000.

LUHMANN, Niklas. Trust and power. Chichester: Wiley, 1979.

LUHMANN, Niklas. Risk: a sociological theory. New Brunswick: Transaction Publishers, 2008.

MARTINS, José de Souza. Exclusão social e a nova desigualdade. São Paulo: Paulus, 1997.

PARSONS, Talcott. The social system. Londres: Routledge, 1991.

SETTON, Maria da Graça. A teoria do habitus em Pierre Bourdieu: uma leitura contemporânea. Revista Brasileira de Educação, no 20, p. 60-70, Maio-Agosto 2002.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-220