Avaliação da superfície de pavimentos flexíveis pelos métodos do IGG e LVC: na BR 222 (Trecho Forquilha- Fortaleza) / Evaluation of flexible floor surface by IGG and LVC methods: on BR 222 (Forquilha-Fortaleza Section)

José Levi Chaves de Sousa, José de Carlos Batista, Sarah Denise Vasconcelos Bastos, Navilta Veras do Nascimento, Priscilla Frota Barcelos, Saulo Passos Ramos, Francisca Lilian Cruz Brasileiro

Abstract


A avaliação da superfície de pavimentos realizada através da análise dos defeitos encontrados é um instrumento fundamental na elaboração de projetos com vistas a sua conservação e recuperação, bem como uma alternativa que garante a adequada aplicação de recursos financeiros em serviços de manutenção de pavimentos.  O objetido do estudo é avaliar a condição de superfície, por meio dos métodos de Índice de Gravidade Global (IGG) e Levantamento Visual Contínuo (LVC), na BR 222, Trecho Forquilha – Fortaleza. Os resultados da pesquisa evidenciaram que os trechos analisados variam de bom a péssimo, tanto nos métodos LVC quanto no IGG.


Keywords


avaliação de pavimentos, igg, lvc, recuperação de rodovias.

References


Balbo, J. T. (2007). Pavimentação asfáltica: materiais, projetos e restauração. São Paulo: Oficina de Textos, 2007.

Bernucci, L. B. et al. (2010). Pavimentação Asfáltica: formação básica para engenheiros. Rio de Janeiro: Abeda.

Confederação Nacional do Transporte. (2020). Pesquisa CNT Rodovias. Relatório gerencial.

Departamento Nacional de Infraestraestrutura de Transporte. (2003). DNIT NORMA 008/2003 - PRO. Levantamento visual contínuo para avaliação da superfície de pavimentos flexíveis e semirrígidos: Procedimento. Rio de Janeiro: IPR.

Lakatos, E. M., & Marconi, M. A. (2003). Técnicas de Pesquisa (3 ed.). São Paulo: Atlas.

Locatelli, S. C., & de Jesus, A. B. D. S. (2020). A influência dos recursos tecnológicos e o desenvolvimento da ciência na atuação do engenheiro. Á[email protected] Acadêmica de Formação de Professores, 4(6).

Marcon, A. F. (1996). Contribuição ao Desenvolvimento de um Sistema de Gerência de Pavimentos para a Malha Rodoviária Estadual de Santa Catarina. Tese de Doutorado, Instituto tecnológico da Aeronáutica, São José dos Campos.

Pinto, S., & Preussler, E. (2002). Pavimentação rodoviária: Conceitos fundamentais sobre pavimento flexíveis (2 ed.). Rio de Janeiro: Salomão Pinto.

Salviatto, V. H. et al. (2020). Índice de avaliação da condição de pavimentos flexíveis urbanos. Revista de Engenharia e Tecnologia, 12(2).




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-250