Parametrização da avaliação das pós-graduações stricto sensu, em proteção e defesa civil, existentes no Brasil entre 2005 e 2020, com base em quatro dimensões / Parameterization of the assessment of stricto sensu graduates, in civil protection and defense, existing in Brazil between 2005 and 2020, based on four dimensions

Alexandre Luís Belchior dos Santos, Márcia Motta Pimenta Velloso

Abstract


Este trabalho avalia a efetividade e o desempenho do processo de ensino e aprendizagem, utilizando a metodologia de educação por competências, na formação de profissionais, junto aos programas de pós-graduação stricto sensu, que abordam o tema proteção e defesa civil no Brasil. E buscou-se através de uma ampla pesquisa bibliográfica e documental, literaturas e legislações que abordam a teoria curricular, direcionada à educação profissional, identificando as competências no ensino superior, nas especializações e no stricto sensu. Devido ao crescente interesse pela noção de competência e a sua importância para a educação, procurou-se incluir nesta visão o campo profissional relacionado à segurança pública, voltado à formação de gestores e agentes de alto nível que trabalham a proteção e defesa civil, tendo como base a Política Nacional de proteção e Defesa Civil brasileira dentro de um contexto mundial. Portanto, para a determinação de desempenho foram desenvolvidas quatro dimensões para análise dos programas dos cursos de pós-graduação elencados neste artigo.


Keywords


educação por competências, educação superior, pós-graduação stricto sensu, proteção e defesa civil.

References


BELCHIOR SANTOS, A. L. Educação por competências nos cursos de pós-graduação stricto sensu em proteção e defesa civil, existentes no Brasil entre 2005 e 2020. Tese (Doutorado) – Facultad Interamericana de Ciencias Sociales, 2021.

BANCO MUNDIAL. Avaliação de Perdas e Danos: Inundações e Deslizamentos na Região Serrana do Rio de Janeiro - Janeiro de 2011. Relatório elaborado pelo Banco Mundial com apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Brasília, 2012.. Acesso em: 09 set. 2021.

BRASIL. Decreto nº 5376, de 17 de fevereiro de 2005. Dispõe sobre o Sistema Nacional de Defesa Civil - SINDEC e o Conselho Nacional de Defesa Civil, e dá outras providências.. . Brasília, DF, 17 fev. 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5376.htm. Acesso em: 09 out. 2021.

BRASIL. Instrução Normativa nº 36, de 04 de dezembro de 2020. Estabelece procedimentos e critérios para o reconhecimento federal e para declaração de situação de emergência ou estado de calamidade pública pelos municípios, estados e pelo Distrito Federal. Brasília, DF, 04 dez. 2020. Seção 1. Órgão: Ministério do Desenvolvimento Regional/Gabinete do Ministro. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/instrucao-normativa-n-36-de-4-de-dezembro-de-2020-292423788. Acesso em: 09 set. 2021.

BRASIL. Lei nº 12608, de 10 de abril de 2012. Institui a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil - PNPDEC; dispõe sobre o Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil - SINPDEC e o Conselho Nacional de Proteção e Defesa Civil - CONPDEC; autoriza a criação de sistema de informações e monitoramento de desastres; altera as Leis nºs 12.340, de 1º de dezembro de 2010, 10.257, de 10 de julho de 2001, 6.766, de 19 de dezembro de 1979, 8.239, de 4 de outubro de 1991, e 9.394, de 20 de dezembro de 1996; e dá outras providências.. . Brasília, DF, 10 abr. 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12608.htm. Acesso em: 09 set. 2021.

BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil – SEDEC. Departamento de Prevenção e Preparação. Noções Básicas em Proteção e Defesa Civil e em Gestão de Riscos: Livro Base. 1ª Edição, Brasília - DF, 2017.

CEPED UFSC (Brasil). Sistema Integrado de Informações Sobre Desastres (S2iD) (org.). Atlas Brasileiro: registros de 1991 a 2012. Brasília: CepedUFSC, 2021. 27 v. Disponível em: https://s2id.mi.gov.br/paginas/atlas/. Acesso em: 09 set. 2021.

CNPQ. Currículo Lattes: Alexandre Luís Belchior dos Santos. 2021. Disponível em: http://lattes.cnpq.br/6442571977328854. Acesso em: 10 set. 2021.

COSTA, Manoel Pereira da. Certezas e incertezas da educação profissional por competências. 2007. 162 f. Tese (Doutorado) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2007.

CRESWELL, John W..Projeto de Pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007. 248 p.

KUZUYABU, Marina. As origens do ensino por competências. 2018. Disponível em: https://revistaensinosuperior.com.br/experiencias-internacionais/. Acesso em: 01 jun. 2021

LONDE, L. de R.; SORIANO, E.; COUTINHO, M. P. Capacidades das instituições municipais de Proteção e Defesa Civil no Brasil: desafios e perspectivas. Revista do Departamento de Geografia, [S. l.], v. 30, p. 77-95, 2015. DOI: 10.11606/rdg.v30i0.98715. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rdg/article/view/98715. Acesso em: 09 set. 2021.

MASTACHE, A. Formar personas competentes. Desarrollo de competências tecnológicas y psicosociales. EdicionesNovedades Educativas. Buenos Aires, 2007.

SANTOS, Alexandre Evangelista; ROCHA, Isa de Oliveira. Em busca de uma gênese para a defesa civil no Brasil. Revista Brasileira de Planejamento e Desenvolvimento, [S.L.], v. 7, n. 1, p. 128, 2 mar. 2018. Universidade Tecnologica Federal do Parana (UTFPR). http://dx.doi.org/10.3895/rbpd.v7n1.5674.Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbpd/article/view/5674/4878. Acesso em: 09 set. 2021.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-305