Relato de caso: abordagem fisioterápica de treino de força em criança com paralisia cerebral / Case report: physiotherapeutic approach to strength training in children with cerebral palsy

Thales José Duarte Macambira, Taynah Ribeiro Frota de Brito, Alexandre Saboia Augusto Borges Filho, Alexandre Sá Pinto da Nóbrega Lucena, Aline de Souza Pereira, Julyana Almeida Maia

Abstract


Introdução: A Paralisia Cerebral (PC) pode ser definida como uma má-formação cerebral ou lesão cerebral não progressiva. Situação esta que causará uma série de distúrbios do Sistema Nervoso Central (SNC), mudanças de movimento, má postura e disfunção motora, resultando em restrições nas atividades da vida diária. Objetivo: este relato de caso tem como objetivo dissertar uma abordagem de treino de força em um paciente com paralisia cerebral.  Metodologia: Trata-se de um relato de caso realizado através de um atendimento a uma criança com PC em um centro especializado em reabilitação. Este atendimento aconteceu na disciplina de Saúde da Criança e do adolescente II, no período de Agosto a outubro de 2021 no NAMI (Núcleo de Atenção Médica Integrada). Resultado e Discussão: Criança em idade escolar adquiriu paralisia cerebral após uma cirurgia cardíaca realizada aos 3 anos de idade tendo como consequência disfunções motoras em membros inferiores e superiores. O acompanhamento fisioterápico foi iniciado logo após o diagnóstico de PC. Atualmente seu GMFCS é IV. Conclusão: A paciente está evoluindo gradativamente, sendo assim, o tratamento realizado é benéfico ao seu desenvolvimento.

 


Keywords


paralisia cerebral, treino de força, criança, fisioterapia.

References


ALEXIA DE SOUZA COSTA ÁVILA; CRISTIANO ANDRADE QUINTÃO COELHO ROCHA. Atuação fisioterapêutica em paciente com PC com tetraparesia espástica assimétrica: um estudo de caso. Revista Científica da Faminas, 2014. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2022.

CURY, V. C. R.; MANCINI, M. C.; MELO, A. P.; FONSECA, S. T.; SAMPAIO, R. F.; TIRADO, M. G. A. Efeitos do uso de órtese na mobilidade funcional de crianças com paralisia cerebral. Brazilian Journal of Physical Therapy, v. 10, p. 67–74, 2006.

DIETTRICH, T. L.; PETRY, G.; STRASSBURGER, S. Z. REABILITAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM PACIENTE COM PARALISIA CEREBRAL: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA. Salão do Conhecimento, v. 7, n. 7, 18 out. 2021. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2022.

FARIAS, B. H. L.; PENHA, C. da S.; MARQUES, P. C.; SOBREIRA, F. A.; TELES, N. H. C.; SILVA, G. P. F. da; COLARES, P. G. B.; MAIA, J. A. Classificação da função motora grossa em crianças com paralisia cerebral assistidas por um centro especializado de reabilitação / Ground motor function classifications in children with cerebral paralysis assisted by a specialized rehabilitation center. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 4, p. 18385–18392, 8 abr. 2020.

FIRÃO, C. B. [UNESP. Treino de marcha em crianças com paralisia cerebral: revisão integrativa. 7 jun. 2021. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2022.

FURTADO, S. R. C.; VAZ, D. V.; MOURA, L. B. de; PINTO, T. P. da S.; MANCINI, M. C. Fortalecimento muscular em adolescentes com paralisia cerebral: avaliação de dois protocolos em desenho experimental de caso único. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, v. 15, p. 67–80, mar. 2015.

JAN STEPHEN TECKLIN. Fisioterapia Pediátrica. 5. ed. Barueri: Editora Manole, [s.d.]

MAIA, J. A.; ARAUJO, B. P.; CHAVES, F. M. H.; MATOS, B. M. R.; LIMA, B. P.; FARIAS, B. H. L.; FILHO, P. E. B. M.; COLARES, P. G. B. Avaliação da habilidade manual de crianças com paralisia cerebral/Evaluation of manual ability of children with cerebral palsy. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 2, p. 11959–11967, 8 fev. 2021.

MELLO, E. M. C. de L. Efeitos do uso de um simulador de equitação terapêutica no equilíbrio e força muscular respiratória de crianças com paralisia cerebral. 11 fev. 2019. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2022.

OLIVEIRA, L. dos S. de; GOLIN, M. O. Técnica para redução do tônus e alongamento muscular passivo: efeitos na amplitude de movimento de crianças com paralisia cerebral espástica. ABCS Health Sciences, v. 42, n. 1, 26 abr. 2017. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2022.

OLIVEIRA, P. C. de; FANTATO, W. G.; PRIEDOLS, A. M. A.; SPRESSÃO, D. R. M. S.; AUDI, M. Perfil das crianças com paralisia cerebral atendidas na clínica escola de fisioterapia da universidade de marília / profile of children with cerebral palsy answered in clinical physical therapy school marília university. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 3, p. 21465–21472, 2 mar. 2021.

PEIXOTO, M. V. da S. Epidemiologia da paralisia cerebral em crianças e adolescentes e associação com a vulnerabilidade em saúde. 18 dez. 2018. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2022.

PEREIRA, H. Paralisia cerebral. Residência Pediátrica, v. 8, n. 0, p. 49–55, 2018.

ROSA, A. C. A.; DE MATOS, M. R. CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL DE INDIVÍDUOS COM PARALISIA CEREBRAL DE ACORDO COM A ESCALA DE AVALIAÇÃO GMFCS. Revista Univap, v. 22, n. 40, p. 360, 19 jan. 2017.

SILVA, A. B. F. da. A eficácia do alongamento no torcicolo muscular congénito: uma revisão da literatura. 2020. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2022.

VALÉRIA CRISTINA R. CURY; MARIA DE B. BRANDÃO. Reabilitação em paralisia cerebral. Rio de Janeiro: MedBook Editora, 2011.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-338