Intervenção fisioterapêutica no trauma medular ocasionado por acidentes de trânsito / Physiotherapy intervention in spinal cord trauma by traffic accidents

Wallacy Costa de Sá, Fernando Duarte Cabral, Leonardo Squinello Veneziano Nogueira, Rodrigo Sebastião Cruvinel Cabral

Abstract


Esse estudo possui por intencionalidade contribuir para reflexões voltadas sobre a Fisioterapia neurofuncional, no trauma medular ocasionado por acidentes de trânsito, onde sua área de concentração abarca a Lesão Medular e reabilitação. O  Objetivo desse trabalho culminou em: Destacar a importância que há na intervenção fisioterapêutica no trauma medular, ocasionado por acidentes de trânsito.  A metodologia dessa pesquisa é a de cunho bibliográfico, com critério de seleção onde foram selecionados importantes trabalhos, por meio de palavras chave, onde o critério de exclusão foi dado através da compatibilidade dos objetivos e com o tema requerido, levando-se em consideração que todos os trabalhos utilizados, ofertaram a base teórica, para essa revisão bibliográfica.: Ao término desse estudo pode-se concluir que após uma pessoa ser acometida por um trauma medular, ocasionado por acidente de trânsito, faz-se de suma importância que esse indivíduo se valha do processo de reabilitação pós-trauma, tendo-se assim, acompanhamento de recuperação física e motora de um fisioterapeuta, pois esse profissional abarca técnicas de tratamento atualizadas, eficientes e funcionais.


Keywords


fisioterapia, trauma medular, acidente de trânsito, reabilitação.

References


ALENCAR, F. R. et al., Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva e tatame, na reaquisição de funções na lesão medular. Rev Neurocienc. v. 19, n. 3, p. 512-518. 2010.

BACCHIERI, G; BARROS, A. J. D. Acidentes de trânsito no Brasil de 1998 a 2010: muitas mudanças e poucos resultados. Rev Saúde Pública, São Paulo, 45(5): 949- 946, 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Diretrizes de Atenção à Pessoa com Lesão Medular / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas e Departamento de Atenção Especializada. – Brasília : Ministério da Saúde, 2013.

BEHRMAN, A. L.; BOWDEN, M. G.; PREETI, M. N. Neuroplasti city aft er spinal cord injury and training: an emerging paradigm shift in rehabilitati on and walking recovery. Physical Therapy, [S.l.], v. 86, n. 10, p. 1406-1425, 2006.

CAMPOS, M. F et al., Epidemiologia do traumatismo da coluna vertebral. Rev Col Bras Cir. 2008;35(2):88-93.

CAFER, C. L et al., Diagnóstico de enfermagem e proposta de intervenções para pacientes com lesão medular. Acta Paulista Enfermagem, 18 (4) : 347-53,2005.

CZERWONKA, Mariana. Dados preliminares mostram queda no número de mortes no trânsito brasileiro em 2020. Portal do trânsito e mobilidade. 2021. Disponível em: https://www.portaldotransito.com.br/noticias/dados-preliminares-mostram-queda-no-numero-de-mortes-no-transito-brasileiro-em-2020/. Acesso em: 22 de mar. 2022.

FERREIRA, L. L.; MARINO, L. H. C.; CAVENAGHI, S. Atuação Fisioterapêutica na Lesão Medular em Unidade de Terapia Intensiva: Atualização de Literatura. Rev Neurocienc. v.20, n.4, p.612-617. 2012.

GONZALEZ, Nena: MATTOS, Sheyla Mattos. Lesão medular. Instituto Novo Ser. 2021. Disponível em: http://www.novoser.org.br/espacao_informacao_lm.html. Acesso em: 22 de mar. 2022.

HOFFMAN, L. R; FIELD-FOTE, E. C. Corti cal reorganizati on following bimanual training and somatosensory sti mulati on in an individual with cervical spinal cord injury: a case report. Physical Therapy, [S.l], v. 87, n. 2, p. 1-16, 2007.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Comissão Nacional de Classificação. 2019. Disponível em: https://cnae.ibge.gov.br/en/component/content/article/95-7a12/7a12-vamos-conhecer-o-brasil/nosso-povo/16066-pessoas-com-deficiencia.html#:~:text=São%20mais%20de%2045%20milhões,e%2019%20teriam%20deficiência%20visual. Acesso em: 22 de mar. 2022.

JUVENAL, E. A.O; SAVORDELLI, C. L. A eficácia do cicloergômetro no condicionamento cardiovascular em pacientes com lesão medular. Rev Soc Bras Clin Med. 2016, v.14, n.3, p:151-5.

MARIN-LEON, Leticia et al., Tendência dos acidentes de trânsito em Campinas, São Paulo, Brasil: importância crescente dos motociclistas. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 28, n.1, p.39-51, jan. 2012. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-

X2012000100005&lng=en&nrm=iso. Acesso em 10 de Mar. 2022.

MEDINA, G. S.; BORATO, C. A.; OLIVEIRA, J. F. Reabilitação física no lesado medular: estudo de caso. Rev Científica da Faminas. v.8, n.3, p. 85-92. 2012.

OPAS. Organização Pan-Americanda de Saúde. OMS lança Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2021-2030. 2021. Disponível em: https://www.paho.org/pt/noticias/28-10-2021-oms-lanca-decada-acao-pela-seguranca-no-transito-2021-2030. Acesso em: 20 de mar. 2022.

O’SULLIVAN, S. B.; SCHMITZ, T. J. Fisioterapia: avaliação e tratamento. 4. ed. Barueri: Manole, 2004.

SECAD. Reabilitação pós-trauma de trânsito: uma demanda social. Artmed Panamericada de Fisioterapia. 2018. Disponível em: https://secad.artmed.com.br/blog/fisioterapia/reabilitacao-pos-trauma-de-transito-demanda-social/. Acesso em: 21 de mar. 2022.

SOARES, Rass. Modelo de suporte à decisão aplicado ao atendimento das vítimas de acidentes de trânsito na cidade de João Pessoa. [Dissertação de Mestrado]. João Pessoa: Universidade Federal da Paraíba; 2012. 112p.

TIMOTHY, R. T.; GARRETT, L. R.; CEPELA, D. J. Classifications In Brief: American Spinal Injury Association (ASIA) Impairment Scale. Revista Clinical Orthopaedics Related Research, v. 475, n. 5, p. 1499-1504, 2017.

VASCO, C. C; FRANCO, M. H. C. Indivíduos Paraplégicos e o Significado Construído para a Lesão Medular em suas Vidas. Psicologia: Ciência e Profissão. 2017, v. 37, n.1,p: 119-131.

VASCONCELOS, E. C; RIBEIRO, M. Caracterização clínica e das situações de fratura da coluna vertebral no município de Ribeirão Preto, propostas para um programa de prevenção do trauma raquimedular. Coluna/Columna. 2011;10(1):40-3.

ZIMMERMANN, Camila. O lado oculto dos acidentes de trânsito. Monografia apresentada como requisito para a obtenção do título de Psicólogo da Universidade Católica Dom Bosco: Campo Grande, 2008. Disponível em: http://newpsi.bvs- psi.org.br/tcc/CamilaZimmermann.pdf. Acesso em 11 de Mar. 2022.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-399