Uso do canabidiol como terapia alternativa para tratamento de epilepsia: revisão sistemática / Uso do canabidiol como terapia alternativa para tratamento de epilepsia: revisão sistemática

Alcindo Marques da Rocha Júnior, Crisflanny Silva Paixão, Laiza Bianca dos Santos Figueira, Luelem Jardim Amâncio, Anne Cristine Gomes de Almeida

Abstract


INTRODUÇÃO: A epilepsia é uma doença neurológica, caracterizada por episódios espontâneos breves ou prolongados de atividade neuronal exagerada devido a uma condição de hiperexcitabilidade e hipersincronia neuronal, que afeta aproximadamente, 70 milhões de pessoas em todo o mundo. Diante disso, a indústria farmacêutica tem buscado outras soluções, e para tanto diversos estudos foram realizados com a maconha (Cannabis sativa). OBJETIVO: Avaliar os efeitos e a eficácia do canabidiol de diferentes esquemas de tratamento, para o uso alternativo na redução de frequência de crises epilépticas, para melhoria do quadro clínico e da qualidade de vida de pacientes com epilepsia. MÉTODOS: Estudo de revisão sistemática, utilizando as palavras-chave “Canabidiol”, “Epilepsia”, “Cannabis sativa”, “Uso Terapêutico”, “Anticonvulsivantes” e “Convulsões”. O período analisado foi entre 2011 e 2021. Foram aplicados os critérios PRISMA e incluídos artigos originais de pesquisa de ensaios clínicos, estudos observacionais, relatos e séries de casos em inglês, espanhol ou português, sendo os principais bancos de dados a Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), PubMed (National Library of Medicine), SCIELO (Biblioteca Eletrônica Cientifica Online). RESULTADOS: Foram identificados 352 trabalhos, dos quais 338 foram excluídos e 14 selecionados para análise. O presente estudo tem como objetivo geral avaliar os efeitos do canabidiol (CDB) para o uso alternativo do tratamento da epilepsia, especialmente a do tipo refratária que devido a sua condição de difícil controle resulta em grande perda de qualidade de vida para o paciente. Os estudos clínicos pesquisados evidenciam que a maioria dos pacientes com epilepsia refratária que utilizaram o canabidiol (CDB) em monoterapia ou tratamento complementar apresentaram melhora total ou parcial. Outro ponto que merece destaque é o fato de que o uso do canabidiol (CDB) não provocou efeitos colaterais e tóxicos, e, portanto, seu uso prolongado mostrou-se seguro, uma vez que os pacientes não apresentaram intolerância ou dependência. CONCLUSÃO: As pesquisas bibliográficas realizadas para compor este estudo, mostraram que o canabidiol possui grande potencial terapêutico, capaz de reduzir de maneira significativa as crises convulsivas de pacientes com Síndrome de Lennox-Gastaut, Síndrome de Dravet e epilépticos farmacoresistentes, que são duramente afetados pelos graves efeitos das convulsões e os tratamentos medicamentosos disponíveis possuem baixa eficácia para esse grupo de pacientes.


Keywords


canabidiol, epilepsia, cannabis sativa, uso terapêutico, anticonvulsivantes, convulsões.

References


ALENCAR, Bruna de Moura, et al. Utilização terapêutica adjuvante do canabidiol como opção de tratamento da epilepsia. Revista Saúde em Foco. Edição nº 13, 2021. Disponível em: < https://portal.unisepe.com.br > Acesso em: 24/09/2021.

ALMEIDA, Leonilde Silva de. Uso do canabidiol no tratamento da epilepsia. Faculdade Araguaia Ciências Biológicas. Goiânia, 2017. Disponível em: Acesso em: 24/09/2021.

BELGO, Bruna Letícia da Silva, et al. Canabidiol e epilepsia - O uso do canabidiol para tratamento de crises epiléticas, BrazilianJournalofDevelopment. Vol 7, Nº 3, 2021. Disponível em: Acesso em: 23/09/2021.

BRADLEY et al. Neurology in Clinical Practice. Ed Elsevier, Fifthedition, 2004 In: POSENATO, N. O temperamento em pacientes com epilepsia temporal mesial refratária: análise qualitativa e impacto de varáveis epileptiformes. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre 2012. Disponível em: Acesso em 20/11/2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Relatório de recomendação: Canabidiol 200mg/ml para o tratamento de crianças e adolescentes com epilepsia refratária a medicamentos antiepilépticos. Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde – Conitec. Nº 246. Fevereiro, 2021. Disponível em: Acesso em: 23/09/2021.

BRUCKI, Sonia M. D. JURNO, Mauro Eduardo. Canabinoides e seu uso em neurologia– Academia Brasileira de Neurologia. Arq. Neuro-Psiquiatr. nº 73. 2015. Disponível em: Acesso em: 12/11/2021.

CARVALHO, Cristiane Ribeiro, et al. Canabinoides e Epilepsia: potencial terapêutico do canabidiol, Vittalle – Revista de Ciências da Saúde v. 29 n.1, 2017, p. 54-63. Disponível em: Acesso em: 24/09/2021.

CARVALHO, Lucas Azevedo Nogueira, et al. Revisão sistemática sobre os efeitos do canabidiol na epilepsia infantil. BrazilianJournalofDevelopment. Vol 7, Nº 6, 2021. Disponível em: Acesso em: 24/09/2021.

CAVICHIA, Angela Márcia. CARVALHO, Vanessa da Silva. RAMOS, Kelys. Uso do canabidiol em pacientes epilépticos. Revista Científica do Centro Universitário de Jales (Unijales), ISSN: 1980-8925. 2017. Disponível em: Acesso em: 23/09/2021.

DEVINSKY O, Cross JH, Laux L, Marsh E, Miller I, Nabbout R, et al. Trial of cannabidiol for drug-resistant seizures in the Dravet Syndrome. N Engl J Med 2017; 376:2011–20. DOI: 10.1056/NEJMoa1611618. Disponível em: . Acesso em: 21 de março de 2022.

DEVINSKY O, Patel AD, Cross JH, Villanueva V, Wirrell EC, Privitera M, et al. Effect of cannabidiol on drop seizures in the Lennox-Gastaut Syndrome. N Engl J Med2018;378:1888–97. DOI: 10.1056/NEJMoa1714631. Disponível em: Acesso em : 21 de março de 2022.

DEVINSKY, Orrin, MD. Anup D. Patel, MD, Elizabeth A. et al. Ensaio de segurança randomizado e variado de dose de canabidiolna síndrome de Dravet. 2018.

DEVINSKY, Orrin, Rima nabbout, Ian Miller, et al. Tratamento de canabidiol a longo prazo em pacientes com síndrome de Dravet: Um ensaio de extensão com rótulo aberto, 2018.

ESPINOSA-JOVEL, Camilo. Cannabinoids in epilepsy: clinical efficacy and pharmacological considerations. Neurologia (Engl Ed). 2021. Disponível em: Acesso em: 12/11/2021.

GLOSS, David; VICKREY, Barbara. Cannabinoids for epilepsy. Cochrane Database Of Systematic Reviews, [S.L.], v. 5, n. 8, p. 327-329, 5 mar. 2014. Wiley. Acesso em: 24/11/2021

GOUVEIA, Lucas Dantas Gomes, et al. Uso e eficácia de cannabidiol em pacientes com epilepsia: Uma revisão sistemática. BrazilianJournalof Health Review. Vol 4, Nº 2. 2021. Disponível em: Acesso em: 23/09/2021.

HONÓRIO, K. M; et al., Aspectos Terapêuticos de compostos da planta Cannabis sativa. Revista Química Nova, São Paulo – SP. v. 29, n. 2, p.318-325, abril 2006. Disponível em: Acesso em: 22/11/2021.

KERSTIN, Daniel G., Jan S., et al., Efect of Cannabidiol on InterictalEpileptiform Activity and Sleep Architecture in Children with Intractable Epilepsy: A Prospective Open Label Study. CNS Drugs 2021; 35(11):1207-1215. DOI: 10.1007/s40263-021-00867-0. Disponivel em: Acesso em: 25 de março de 2022.

LIMA, Gabriela Santana dos Santos. NEGREIROS, Gabriely Sousa. Uso clínico do canabidiol em pacientes pediátricos com epilepsia. Universidade São Judas- Curso de Graduação em Farmácia. São Paulo, 2021. Disponível em: Acesso em: 24/09/2021.

MANREZA, Maria Luiza Giraldes de. YACUBIAN, Elza Márcia Targas. Eficácia e segurança do levetiracetam como terapia adjunta na epilepsia focal refratária.Arq. Neuro-Psiquiatr. nº79. 2021. Disponível em: Acesso em: 10/11/2021.

MILLER I, Scheffer IE, Gunning B, Sanchez-Carpintero R, Gil-Nagel A, Perry MS, et al. Dose-ranging effect of adjunctive oral cannabidiolvs placebo on convulsive seizure frequency in Dravet Syndrome: A randomized clinical trial. JAMA Neurol 2020;77(5):613–21. Doi:10.1001/jamaneurol.2020.0073. Disponível em: Acesso em: 21 de março 2022.

MITELPUNKT, Alexis; Uri Kramer; Moran HausmanKedem, et al. A segurança, tolerabilidade e eficácia do PTL-101, uma formulação oral de canabidiol, em epilepsia pediátrica intratável: A fase II, estudo aberto, de centro único, 2019.

MONTEIRO, Tiago Pires Mendes. Uso Terapêutico do Canabidiol na Epilepsia – Revisão de Literatura. Centro Universitário de Brasília. Faculdade de Ciências da Educação e Saúde – FACES. Graduação em Biomedicina. Brasília: 2020. Disponível em: Acesso em: 24/09/2021.

PAIVA Jr., Walterley de Souza. FARIAS, Márcio Ribeiro. A eficácia terapêutica da Cannabis no tratamento da Epilepsia: Uma revisão sistemática. Vol 7, Nº 7, 2021. Disponível em: Acesso em: 24/09/2021.

PEREIRA, Fernanda de Almeida, et al. Efeitos do Canabidiol na frequência das crises epilépticas: Uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. 2018 Jan./Abr. p. 86-100. Disponível em: Acesso em: 24/09/2021.

PRIVITERA, Michael, HariBhathal, Mateus Wong, J. et al. Tempo para início do efeito do tratamento com canabidiol (CBD) na síndrome de Lennox–Gastaut, 2020.

REITHMEIER, Darren, Richard Tang-Wai, Blair Seifert, et al. O protocolo para o estudo do canabidiol em crianças com encefalopatia epiléptica refratária, 2018.

SANTOSA, Arnóbio Barros. SCHERFB, Jackelyne Roberta. MENDES, Rafael de Carvalho. Eficácia do canabidiol no tratamento de convulsões e doenças do sistema nervoso central: revisão sistemática, Acta Brasiliensis, p. 30-34, 2019. Disponível em: Acesso em: 10/10/2021.

SEIBEL, Dionei Ricardo. LIMBERGER, Jane Beatriz. Uso de canabidiol no tratamento de síndromes epilépticas resistentes a terapia convencional. DisciplinarumScientia. Série: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 18, n. 2, p. 363-380, 2017. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9686 > Acesso em:10/10/2021.

SHIMIRIT U, Moran H, Aviva FV, Uri Kramer. Cannabidiol-enriched oil in children and adults with treatment-resistant epilepsy-does tolerance exist?.Brain Dev. 2021 janeiro;43(1):89-96. DOI: 10.1016/j.braindev.2020.06.018. Disponível em: Acesso em: 20 de março de 2022

SILVA, Líria Marina Gomes da. ALENCAR, Raul Arrais de. GOMES Jr, Antonio Luiz. O potencial terapêutico e farmacológico do canabidiol. Research, SocietyandDevelopment, v. 9, n. 11, 2020. Disponível em: Acesso em: 23/09/2021.

STRICKLAND, Justin C., Heather J., Nicolas J., Schlienz, et al. Cross-sectional and longitudinal evaluation of cannabidiol (CBD) product use and health among people with epilepsy. J. Yebeh 2021; 122:108205. DOI: 10.1016/j.yebeh.2021.10820. Disponível em: Acesso em: 24 de março de 2022.

SWANSON, Laura C. AHMED, Raheel. Epilepsy Syndromes: Current Classifications and Future Directions Neurosurgery Clinics of North America. Volume 33, Issue 1, January 2022, pg. 113-134. PubMed. Disponível em: Acesso em: 10/11/2021.

SZAFLARSKI, Jerzy P., Elizabeth Martina Bebin, Gary Cutter, et al. O canabidiol melhora a frequência e a gravidade das convulsões e reduz os eventos adversos em uma perspectiva complementar estudo aberto, 2018.

TEDRUS, Glória Maria Almeida Souza. SANTOS, Lorena Murta dos Santos. MENEGHETTI, Fernanda. Idosos com epilepsia: queixa de memória e desempenho neuropsicológico objetivo. Arq. Neuro-Psiquiatr. nº 79. 2021. Disponível em: Acesso em: 10/11/2021.

THIELE, Elizabeth. Eric M., Maria M.B., et al., Cannabidiol in patients with Lennox‐Gastaut syndrome: Interim analysis of an open‐label extension study. Epilepsia published 2019; 60(3):419-428. DOI: 10.1111/epi.14670. Disponível em: Acesso em: 24 de março de 2022.

ULIEL-SIBONY, Shimrit; Moran Hausman-Kedem; Aviva Fattal-Valevsk; Uri Kramer. Óleo enriquecido com canabidiol em crianças e adultos com epilepsia resistente ao tratamento - existe tolerância? 2020.

WHELLES, James W.; Dennis Dlugos; Ian miller; et al. Farmacocinética e tolerabilidade de doses múltiplas de canabidiol sintético de grau farmacêutico em pacientes pediátricos com epilepsia resistente ao tratamento, 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n5-509