Patologias no concreto armado em elementos de projetos estruturais: uma revisão / Pathologies in reinforced concrete in elements of structural projects: a review

Maria Eduarda de Almeida Silva, Elzelis Muller da Silva, Danielly da Silva Quaresma, Lucas Mateus Coelho Nunes, Inaray de Sousa Passos, Débora Reis Cordeiro, Ágata Maise de Jesus Caldas, Maria Eduarda Assunção Ogorodnik

Abstract


Embora os avanços tecnológicos na área da engenharia civil tenham avançado , muitas estruturas apresentam um desempenho não satisfatório, devido a erros de projeto, má qualidade dos materiais, falta de manutenção e dentre muitos outros fatores que contribuem para a degradação da estrutura. Portanto, o presente estudo apresenta as patologias no concreto armado que ocorrem nos principais grandes elementos de projeto estrutural como as fundações, as lajes, as vigas e os pilares.  Geralmente as manifestações patológicas apresentam características comuns que permitem aos especialistas determinar a origem que conduziram ao surgimento, a causa e as consequências para a estrutura caso não haja intervenção corretiva.  Através de revisão bibliográfica o estudo apresenta as seguintes patologias, a corrosão, as fissuras, o concreto segregado ou mal vibrado e o desgaste superficial do concreto,  bem como sua origem, causa, e seus tipos .Além disso, apresenta os tratamentos para reforçar estruturas que apresentam patologias, de modo a trazer segurança e durabilidade à estrutura. Também ressalta-se a importância da prevenção e manutenção das estruturas , sob fiscalização eficiente  e do controle de qualidade de todas as áreas envolvidas nos projetos de construção civil, ou seja, todas as áreas do processo de construção pautadas na viabilidade social, econômica e ambiental.


Keywords


manifestações patológicas, concreto armado, elementos estruturais.

References


Arivabene, A. C. (2015). Patologias em estruturas de concreto armado: Estudo de caso. Revista Especialize On-line IPOG, Goiânia, 3(10), 1-22.

Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT. NBR 6118 de 2003. Projeto de estruturas de concreto – Procedimento. Rio de Janeiro, ABNT, 2003.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS Edificações Habitacionais, NBR 15575-5 disponível em : acesso em: 12 de Out. 2019.

Bastos, P. S. S. (2014). Estruturas de concreto armado. Recuperado de wwwp.feb.unesp.br/pbastos

Bastos, P. S. S. (2015). Lajes de concreto. Recuperado de http://wwwp.feb.unesp.br/pbastos/concreto1/Lajes.pdf

Fioriti, C. F.; Christófani, M.; Tsutsumoto, N. & Okimoto, F. (2017). Um Estudo das Manifestações Patológicas em Vigas e Lajes de Concreto: Edificações da FCT/UNESP. Revista de Engenharia e Pesquisa Aplicada, 2(3), 20-27, 28.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES. Patologias do concreto – Especificação de Serviço. NORMA DNIT 090/2006 – ES.

GENTIL, Vicente. CORROSÃO. 4ª edição. Rio de Janeiro: Editora LTC, 2003.

Felix, E. F., Balabuch, T. J. R., Posterlli, M. C., Possan, E., & Carrazedo, R. (2018). Análise da vida útil de estruturas de concreto armado sob corrosão uniforme por meio de um modelo com RNA acoplado ao MEF. Revista ALCONPAT, 8(1), 1-15.

Gonçalves, E. A. B. (2015). Estudo de patologias e suas causas nas estruturas de concreto armado de obras de edificações. Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na engenharia civil. Rio de Janeiro.

Gonzales, F., Oliveira, D., & Amarante, M. (2020). Patologias na construção civil. Revista Pesquisa e Ação, 6(1), 128-139. Recuperado de https://revistas.brazcubas.br/index.php/pesquisa/article/view/910.

LINS, E. J. M. et al. Patologias das construções em concreto armado: estudo de caso do edifício histórico da escola Politécnica de Pernambuco Reinforced concrete construction pathologies: case study on the historical building of the Polytechnic School of Pernambuco. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 8, p. 77146-77163, 2021.

Lopes, L.S. (2019). Patologia da construção em concreto armado e as resoluções dos problemas de manutenção. Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, 10(1), 23-33.

Martins, J. F. A., & Fioriti, C. F. (2016). Investigação de manifestações patológicas em sistemas estruturais de concreto armado: Estudo de caso em edificação pública. Revista Brasileira de Iniciação Científica, 3(4).

Marsico, M. L; Medeiros, R.; Delatorre, V.; Costella, M. F. & Jacoski, C. A. (2017). Aplicação de BIM na compatibilização de projetos de edificações. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering. 7(17), 19-41.

Martelli, A. et al. (2020). Análise de metodologias para execução de pesquisas tecnológicas. Brazilian Applied Science Review, 4(2), 468-477.

Mello, G. N. A.; Ferreira, B. E.; Macedo, M. R. B.; Oliveira, C. S.; Assis, M. X. S. & Matos, L. G. (2018). Análise de uma Estrutura de Concreto Armado e proposição de reforço para correção de falhas estruturais: Estudo de Caso. Revista Principal, 43, 140-151.

Milititsky, J.; Consoli, C. & Schnaid, F. (2015). Patologia das fundações. São Paulo: Oficina de Textos.

MEIRA, G. R. (2017). Corrosão de Armaduras em estruturas de concreto: fundamentos, diagnóstico e prevenção. IFPB. João Pessoa.

Neville, A. M. (2016). Propriedades do Concreto-5ª Edição. Bookman Editora.

OLIVEIRA, D. F.. Levantamento de causas de patologias na construção civil. Trabalho de conclusão de curso, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: . Acesso em: 13 maio 2017.

Oliveira, T. S., & Cardoso, A. C. S. (2018). Deformação Lenta das Estruturas de Concreto Armado e suas Manifestações Patológicas. Revista de Engenharia e Tecnologia, 10(2), páginas-160.

Parada, J.; Oliveira, A.; Alvez, A.; Gual Filho, H. M.; Silva, R. S. & Nayala (2018). Cartilha de Execução de pilares Recuperado de http://repositorio.aee.edu.br/bitstream/aee/1567/1/CARTILHA_Angela_Antonio_Humberto_Rafaella.pdf

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J. & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. 1 Ed. UAB/NTE/UFSM. Recuperado de: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_MetodologiaPesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Ribeiro, R. J. C. & Oliveira, D. R. C. (2018). The collapse of Real Class building. Revista ibracon de estruturas e materiais, 11, 357-388.

Santos, C. R. B.; Silva, D. L.; Nascimento, I. M. S. (2017). Incidência de manifestações patológicas em edificações residenciais na região metropolitana do Recife. Revista de Engenharia e Pesquisa Aplicada, 2(3).

SANTOS, M. R. G., Deterioração das estruturas de concreto armado – estudo de caso. 2012. 122f. Monografia (Curso de Especialização em Construção Civil) Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais, 2012. Disponível em:. Acesso em: 16 out. 2019.

Sartor, A. S. (2017). Identificação das patologias internas de um edifício residencial do município de Alegrete/RS. Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na engenharia civil. Alegrete.

Silva, A. C. R. & Barbosa, N. (2016). Patologia em concreto armado no município de piranguinho. In: Congresso de iniciação científica da fepi, 7. Anais. Itajubá.

Souza, H. O.; Oyakawa, M. & Batista, A. M. (2014). Fatores que propiciam aparecimento de fissuras nas lajes maciças e edifícios de interesse social. Revista Eletrônica In Sustentabilidade, Inovação & Empreendedorismo Tecnológico, 1(2), 156-196.

Souza, L. G. (2018). Estudo comparativo de sistemas estruturais – estudo de caso. Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na engenharia civil. João Pessoa.

TRINDADE, D.S. PATOLOGIAS EM ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO. 2015. 88f.TC. Disponível em: Acesso em: 16 de Out. 2019.

ZANZARINE. José Carlos 2016 ANÁLISE DAS CAUSAS E RECUPERAÇÃO DE FISSURAS EM EDIFICAÇÃO RESIDENCIAL EM ALVENARIA ESTRUTURAL – ESTUDO DE CASO disponível em: acesso em: 15 de Out. 2019.

Witzke, F. B.; Correia, S. L. & Medeiros-Junior, R. A. (2019). Abrasão superficial de concretos contendo cinza volante em substituição parcial ao cimento portland. Revista Técnico-Científica do Crea-PR, edição especial. , 1-12.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-067