Inteligência Artificial nas Compras públicas: uma revisão sistemática da literatura / Artificial Intelligence in Public Procurement: a systematic review of the literature

Rosa Cristina Ferreira Bezerra, Ricardo Jorge da Cunha Costa Nogueira

Abstract


Com a crescente utilização das tecnologias disruptivas, que surgiram com o modelo da indústria 4.0, não só a indústria, mas os demais setores da economia estão utilizando cada vez mais sistemas baseados em inteligência artificial (AI) para diversas atividades em suas organizações. O setor público não poderia ser diferente, uma vez que a maioria dos países desenvolvidos possuem plataformas governamentais digitais, para oferecer à sociedade maior eficiência nas respostas às solicitações dos serviços públicos, é o chamado governo digital. No campo das aquisições públicas há um potencial enorme para o uso da AI, desde o uso de plataformas de atendimento ao cliente externo – público em geral e prestadores de serviço – até o cliente interno que são os próprios servidores públicos incumbidos de operacionalizar os processos de aquisições e contratações públicas. Logo, o enfoque da presente revisão são as publicações direta ou indiretamente ligadas ao tema, bem como aquelas que tem alguma correlação com serviço público em geral, com o fim respondermos à seguinte questão: Como a inteligência artificial tem sido aplicada nos sistemas de aquisições públicas?


Keywords


inteligência artificial, aprendizado de máquina, compras governamentais, compras públicas, sistemas governamentais.

References


ALLENDE-CID, H. Machine Learning: catalisador da ciência. Computação Brasil - Revista da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) -v39), p. 15–18, 2019.

ALMEIDA, K. R. DE; ZAGANELLI, M. V.; CÉLIA, M. Inteligência artificial: Reflexões sobre os marcos regulatórios emergentes em suas aplicações – O caso brasileiro e tendências internacionais. Derecho y Cambio Social, v. 62, n. 1/10/2020, p. 28–37, 2020.

ANALYTICS, I. INVESTIMENTO EM INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL DOS 10 PRINCIPAIS PAÍSES. Disponível em: . Acesso em: 4 jun. 2021.

ARAÚJO, G. B. P. DE; LEMOS, L. B. DE S. A Gestão de Compras Públicas: um Estudo de Caso da Central de Compras do Distrito Federal. Teoria e Prática em Administração, v. 10, n. 2, p. 124–137, 2020.

BARBOSA, A. A aplicação de inteligência artificial no poder público. Disponível em: . Acesso em: 26 maio. 2021.

COZMAN, F. G. Inteligência Artificial : uma utopia , uma distopia. Teccogs: Resvista Digital de Tecnologias Cognitivas, TIDD - PUC-SP, v. jan-jun, n. 17, p. 32–43, 2018.

DAMACENO, S. S.; VASCONCELOS, R. O. Inteligência artificial: uma breve abordagem sobre seu conceito real e o conhecimento popular. Ciências Exatas e tecnológicas, v. 5, n. 1, p. 11–16, 2018.

DESORDI, D.; BONA, C. DELLA. A inteligência artificial e a eficiência na administração pública. Revista de Direito, v. 12, n. 02, p. 01–22, 2020.

ENAP, E. N. DE A. P. Inteligência Artificial vai gerar a “ era da aceleração ”. Disponível em: . Acesso em: 26 maio. 2021.

FARIA, C. Inteligência Artificial E Machine Learning: Entenda As Diferenças. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2022.

FARIAS, R. A.; FILHO, J. F. R. MEMORIAN); AGUIAR, S. MA. B. LICITAÇÕES E CONTROLE NAS COMPRAS E CONTRATAÇÕES NAS ENTIDADES PÚBLICAS: PANORAMA NO BRASIL, ORGANISMOS INTERNACIONAIS, COMUNIDADE EUROPEIA E ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BRASIL E ESTADOS UNIDOS. Revista Gestão Pública: Prática e desafios, v. II, p. 75–103, 2011.

FENILI, R. A inteligência arti cial de um Brasil que licita no modo analógico. Disponível em: . Acesso em: 25 maio. 2021.

GOVERNO, F. Comprasnet 4.0. Disponível em: . Acesso em: 28 maio. 2021.

ITO, C.; DE SOUSA SANTOS, F. E-Procurement e Contratos inteligentes: desafios da modernização tecnológica da contratação pública no Brasil. International Journal of Digital Law, v. 1, n. 2, p. 55–69, 2020.

JÚNIOR, V. M. C. DO N.; MOURA, A. L. N. DE. a Administração Pública Brasileira a Caminho De Um Governo 4 . 0 Brazilian Public Administration on the Way of a. Congresso Internacional de Administração ADM 2020, 2020.

KENJI, B. Machine Learning para Leigos. Disponível em: . Acesso em: 24 abr. 2022.

KITCHENHAM, B.; CHARLES, S. Guidelines for performing Systematic Literature Reviews in Software Engineering. Durham, UK: [s.n.]. Disponível em: .

MATEO, G. Machine Learning in Government Operations. n. November, 2021.

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, T. E I. PORTARIA GM No 4.617, DE 6 DE ABRIL DE 2021Brasilia, BrasilDiário Oficial da União, , 2021. Disponível em:

NETO, R. R. Desafios na contratação de startups pela administração pública. Itsrio.Org, 2020.

OLIVEIRA, R. F. DE. Inteligência Artifi cial. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2018.

PAIM TERRA, A. C. Compras públicas inteligentes: Uma proposta para a melhoria da gestão das compras governamentais. Revista de Gestão Pública, v. 1, n. 1, p. 46–70, 2018.

RIBEIRO, C. G.; INÁCIO JÚNIOR, E. O Mercado de compras governamentais brasileiro (2006-2017): Mensuração e análise. Texto para Discussão, n. 2476, p. 31, 2019.

VIEGAS, C. M. DE A. R. Inteligência Artificial e o direito: caminho sem volta. Disponível em: . Acesso em: 9 maio. 2021.

WANG, P. On Defining Artificial Intelligence. Journal of Artificial General Intelligence, v. 10, n. 2, p. 1–37, 2019.

WEID, I. VON DER; VERDE, F. R. V. Inteligência Artificial: Análise do mapeamento tecnológico do setor das patentes depositadas no Brasil.Radar Tecnológico - INPI. [s.l: s.n.].




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-079