O ancião narrador: tédio e experiência na constelação Terena / The narrator ancient: tedium and experience in the Terena constellation

Lidnei Ventura, Paulo Vilarim

Abstract


O presente trabalho toma o ancião da etnia Terena, do Mato Grosso do Sul, como o protótipo do narrador clássico, viajante da aldeia e do tempo, cujo papel na coletividade é de represar experiências ancestrais do seu povo, conservá-las e transmiti-las às novas gerações. Baseados em fragmentos de narrativas de professores de escolas indígenas Terena, coletadas por um dos pesquisadores no curso de sua investigação de doutorado, o objetivo é de refletir, a partir da hermenêutica fragmentária benjaminiana, sobre o papel fundamental ocupado pelo ancião Terena na conservação da narratividade arcaica, aportado em pelo menos três características principais do narrador clássico estudado por Walter Benjamin: senso prático, autoridade na preservação da tradição e guardião da memória e da sabedoria ancestral. O instrumental metodológico parte da hermenêutica fragmentária de Benjamin, que leva o pesquisador a um processo de montagem, uma junção de retalhos de histórias para a construção de imagens de pensamento que reflitam monadologicamente o objeto estudado.


Keywords


narração, ancião Terena, hermenêutica benjaminiana

References


BENJAMIN, W. Passagens. Org. Ed. alemã Rolf Tiedemann; Org. Ed. brasileira Willi Bolle. Minas Gerais: Editora UFMG, 2007.

BENJAMIN, W. Obras Escolhidas I, Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Experiência e pobreza. O narrador: considerações sobre a obra de Nicolai Leskov. Sobre o conceito de história. Trad. Sérgio P. Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 2012.

BENJAMIN, W. Origem do drama trágico alemão. Trad. João Barrento. 2.ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

BITTENCOURT, C. M.; LADEIRA, M. E. A história do povo Terena. Brasília: MEC, 2000.

BOYER, C. História da matemática. Trad. Elza F. Gomide. São Paulo: Edgard Blücher, 1974.

CALVINO, I. Por que ler os clássicos? 2. ed. Tradução de Nilson Moulin. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

DE CERTEAU, M. A invenção do cotidiano: artes de fazer. 21. Ed. Petrópolis, Rio de janeiro: Vozes, 2014.

PASTOR, B.; ROBERTS, E. A. Diccionario etimológico indoeuropeo de la lengua española. Madrid: Alianza Editorial, 2013.

VENTURA, L. O voo da fênix: narrativas de travessias de identidade de egressas da educação a distância. Florianópolis: UDESC, 2019.

VICO, G. Princípios de (uma) ciência nova: acerca da natureza comum das nações. São Paulo: Victor Civita, 1974.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-112