Práticas baseadas em evidências no tratamento e controle das radiodermatites em pacientes oncológicos / Evidence-based practices in the treatment and control of radiodermitis in oncological patients

Ana Angelica Barbosa Vieira, Daniele Teixeira dos Santos, Givanildo Carneiro Benício, Madna Avelino Silva, Francisca Luciana Clarentino de Sousa, Francisco Evandro Avelino da Silva, Liliane Mesquita dos Santos, Shara Teixeira Belarmino Rodrigues

Abstract


Introdução: A radioterapia é uma opção de tratamento utilizada para combater vários tipos de câncer, tal terapêutica causa alterações importantes, com frequência a toxicidade cutâneo-mucosa, denominada radiodermatite, estabelecendo o processo inflamatório. A identificação precoce dessas reações é essencial para que possam ser implementadas as intervenções de enfermagem adequadas. O enfermeiro é o profissional indicado para prestar esta assistência ao paciente em tratamento radioterápico. Objetivo: conhecer as práticas do enfermeiro no tratamento e controle das radiodermatites em pacientes oncológicos. Metodologia: trata-se de uma revisão integrativa realizada nas bases de dados LILACS, BDENF e MEDLINE, através da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS); os estudos utilizados foram publicados entre 2017 e 2021. Para a análise dos resultados foram identificadas quatro categorias na amostra de artigos. Resultados: nesta revisão apenas dez artigos atenderam aos critérios de inclusão, os quais mencionaram as práticas dos cuidados dos profissionais enfermeiros relacionados ao tratamento das radiodermatites. Sendo todos publicados em periódicos nacionais. Verificou-se que, nessa atividade, exige-se do enfermeiro um conhecimento mais especializado. Foi possível observar que a prática mais exercida é a consulta de enfermagem, a qual apontou ser importante para a efetivação do tratamento das radiodermatites. Conclusão: o enfermeiro, de fato, é o profissional de grande relevância nesse cenário e a consulta de enfermagem é uma prática imprescindível para o êxito do tratamento. Por ser um assunto de grande relevância para a área de enfermagem, sugerimos que em pesquisas futuras mais estudos sejam desenvolvidos abordando esse tema.


Keywords


radiodermatite, neoplasias, enfermagem oncológica.

References


BLECHA, F. P.; GUEDES, M. T. S. Tratamento de radiodermatite no cliente oncológico: subsídios para intervenções de enfermagem. Rev. Bras. Cancerol., [S. L.], v. 52, n. 2, p.151-163, 2006.

BRASIL - Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. ABC do câncer: abordagens básicas para o controle do câncer. 6. ed. Rio de Janeiro: INCA, 2020.

BRASIL - Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Estimativa 2016: incidência de câncer no brasil, 2018. Disponível em: https://www.inca.gov.br/en/node/2396. Acesso em: 26 abr. 2021.

CABRAL, B. S.; REIS, P. E. D.; FERREIRA, E. B. Impacto da radiodermite estética corporal de pacientes com câncer de cabeça e pescoço. Rev. Enferm. UFSM, Santa Maria, v. 11, n. 58, p. 1-16, 2021.

CARDOZO, A. S. et al. Radiodermatite severa e fatores de risco associados em pacientes com câncer de cabeça e pescoço. Text. Context. Enferm., Florianópolis, v. 29, p. 1-15, 2020.

COFEN – Conselho Federal de Enfermagem. Resolução nº 211/1998. Dispõe sobre a atuação dos profissionais de Enfermagem que trabalham. 1 jul. 1998. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen2111998_4258.html. Acesso em: 25 maio 2021.

COSTA, C. C. et al. Radiodermatites: análise dos fatores preditivos em pacientes com câncer de mama. Rev. Bras. Cancerol., [S. L.], v. 65, n. 1, p. 1-8, jan./mar. 2019.

FERREIRA, E. B. et al. Gel de Chamomilla recutita para reação de pele em pacienete submetido a quimorradioterapia: relato de caso. Estima, [S. L.], v.15, n 2. p. 120-123, abr./jun. 2017.

GERHARD, T. E.; SILVEIRA, D. T. Métodos de pesquisa. 1. ed. Porto Alegre: UFRGS, 2009.

IPIRANGA, A. M. et al. Estudo retrospectivo de radiodermatite em pacientes com cancer de mama: uma experiência institucional privada e pública. Enferm. Bras., [S. L.], v. 19, n. 3, 2020.

LINS, F. G.; SOUSA, S. R. Formação dos enfermeiros para o cuidado em oncologia.

Rev. Enferm. UFPE on line, Recife, v. 12, n. 1, p 66-74, 2018.

MALAGUTTI, W.; KAKIHARA, C. T. Curativos, estomias e dermatologia: uma abordagem multiprofissional. 3. ed. São Paulo: Martinari, 2014.

MENDES, K. D. S.; SILVEIRA, R. C. C. P.; GALVÃO, C. M. Revisão integrativa:

método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem.

Text. Context. Enferm., Florianópolis, v. 17, n. 4, p. 758-64, 2008.

MITCHELL, R. N. et al. Fundamentos de patologia. 9. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017.

POTTER, P. A.; PERRY, A. G. Fundamentos de enfermagem. 8. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

ROCHA, D. M. et al. Preditores e qualidade de vida em pacientes com radiodermatite: estudo longitudinal. Acta Paul. Enferm., São Paulo, v. 34, 2021.

ROLIM, A. E. H.; COSTA, L. J.; RAMALHO, L. M. P. Repercussões da radioterapia na região orofacial e seu tratamento. Rev. Radiol. Bras., [S. L.], v. 44, n. 6, p.388- 395, dez. 2011.

SALVADOR, C. et al. Cuidados de enfermagem oncologica em radioterapia. Rev. Enferm. UFPE on line, Recife, v. 13, n. 4, p. 1071-1080, abr. 2019

SILVEIRA, C. F. et. al. Qualidade de vida e toxicidade por radiação em pacientes com câncer ginecológico e mama. Esc. Anna Nery, [S. L.], v. 20, n. 4, 2016.

Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ean/v20n4/1414-8145-ean-20-04- 20160089.pdf. Acesso em: 24 maio 2021..

SOUZA, N. R. et al. Atuação de enfermeiros em serviços de radioterapia. Rev. Enferm. UERJ, Rio de Janeiro, v 25, p. 1-7, 2017.

TURKE, K. C. et al. Manejo e tratamento da radiodermatite em pacientes oncológicos: série de casos. Clin. Onc. Let., [S. L.], 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-121