Azeite de oliva e suas propriedades funcionais: uma revisão bibliográfica / Olive oil and its functional properties: a literature review

Raianny de Paula Trovão, Renan da Mota Rodrigues Silva

Abstract


A utilização do fruto advindo da Oliveira é um dos principais ingredientes para preparação de alimentos. O fruto conhecido como azeitona, tem um alto teor de óleo e a partir dele é obtido o precioso azeite de oliva. Essa árvore pertence à família das oleáceas, e é sabido que existem mais de 30 espécies diferentes cultivadas de Olea europaea L. Esta fruta além de apresentar características que sejam destinadas a culinária contém propriedades funcionais que são desenvolvidas pelos compostos encontrados em sua constituição. O presente estudo se deteve a apresentar e descrever as propriedades funcionais existentes nesse azeite e a importância da utilização desse óleo mono-insaturado na manutenção da saúde. Trata-se de uma revisão bibliográfica de caráter qualitativo e descritivo. Como critério de inclusão na integra foram lidos trabalho que envolveu as características do azeite e sua influência positiva em uma boa alimentação, como também seus benefícios para a saúde destacando as propriedades. Estes compostos são evidenciados nas literaturas sobre suas propriedades benéficas à saúde, e que são incluídos a vitamina E, pigmentos, fitoesteróis e compostos fenólicos. Os benefícios descritos apresentam uniformidade entre si, evidenciando o a atuação antioxidante, anti-inflamatória, quimiopreventiva e principalmente na redução da lipoproteína de baixa densidade. Portanto, investigação científica possibilitou a obtenção de resultados e informações que demonstraram as propriedades funcionais do azeite de oliva. Faz-se importante dizer que mesmo apresentando tais atividades o uso moderado desse alimento é imprescindível para que ao invés de auxiliar no processo de saúde ele venha a atuar como desregulador metabólico.


Keywords


azeite de oliva, óleos vegetais, propriedades funcionais e olea europaea.

References


AZEITES. Pizzas&Massas, S.I, n. 21, p. 43-47, 2015.

BAJOUB, A.; CARRASCO-PANCORBO, A.; MAZA, G.B., FERNÁNDEZ-GUTIÉRREZ, A.; OUAZZANI, N. Contribution to the establishment of a protected designation of origin for Meknès virgin olive oil: A 4-years study of its typicality. Food Research International, New York, v.66, p.332-343, 2014.).

CONTE, Francieli Aline; FRANZ, Lígia Beatriz Bento; BUSNELLO, Maristela Borin. Azeite de oliva extravirgem e espessura íntima-média carotídea: uma revisão integrativa. RBONE-Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, v. 12, n. 72, p. 456-465, 2018.

Domenico, T.; e colaboradores. Analytical Evaluation and Antioxidant Properties of Some Secondary Metabolites in Northern Italian Mono- and Multi-Varietal Extra Virgin Olive Oils (EVOOs) from Early and Late Harvested Olives. International Journal of Molecular Sciences. Vol. 18. Núm. 4. p. 797. 2017.

Fuentes, F.; e colaboradores. Chronic effects of a high-fat diet enriched with virgin olive oil and a low-fat diet enriched with alphalinolenic acid on postprandial endothelial function in healthy men. Br J Nutr. Vol. 100. p. 159-166. 2008.

Lanza, B.; Ninfali, P. Antioxidants in Extra Virgin Olive Oil and Table Olives: Connections between Agriculture and Processing for Health Choices. Antioxidants 2020, 9, 41. https://doi.org/10.3390/antiox9010041.

LOURENÇO, B. C.; LEME, N. K. Propriedades funcionais em alimentos: estudo comparativo entre informações divulgadas na mídia e publicações científicas. Lycemonline, S.I, p. 1-19, 1962.

NOGUEIRA-DE-ALMEIDA, Carlos Alberto et al. Azeite de Oliva e suas propriedades em preparações quentes: revisão da literatura Olive oil and its properties in hot preparations: literature review. International Journal Of Nutrolog, [S.I], v. 8, n. 2, p. 13-20, maio/ago. 2015.

OLIVA. AZEITE. Disponível em: http://www.oliva.org.br/azeite/. Acesso em: 25 abr. 2021.

Petersen, P. M.; Clifton, J.B.; Keogh. The association between carotid intima media thickness and individual dietary components and patterns. Nutrition, Metabolism & Cardiovascular Diseases. Vol. 24. sup. p. 495- 502. 2014.

Química e Tecnologia de óleos Vegetais (JORGE NEUZA) editora Cultura Acadêmica – UNESP, p:95/2009.

Romero C. A. L. Hot Topic: An Up-Date of Olive Oil and Bioactive Constituents in Health: Molecular Mechanisms and Clinical Implications. Current Pharmaceutical Design. Vol.17. Núm. 8. p. 752-753. 2011.

SANTOS, C. O. S. Azeite de oliva condimentado com diferentes formas de apresentação de alho (Allium sativum). Univerdade do Estado de Santa Catarina – UDESC. 2021.

Setor de Alimentação e Nutrição/ Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis/ UNIRIO. Boletim n⁰11. julho/2020.

Widmer, R. J.; e colaboradores. Beneficial effects of polyphenol-rich olive oil in patients with early atherosclerosis. European Journal of Nutrition. Vol. 52. Núm. 3. p. 1223-1231. 2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-108