Estudo da cinética de secagem de lodos digeridos provenientes de ETE de indústria de colágeno e gelatina / Study of drying kinetics of digested sludge from a wastewater treatment plant of the collagen and gelatine industry

Araceli Scalcon, Ana Paula Sone, Jessica Angela Pandini Klauck, Graziella Melissa de Vignalli Florence Miola, Letycia Lopes Ricardo, Luís Felipe Priester, Melissa Gurgel Adeodato Vieira, Marcelino Luiz Gimenes

Abstract


Os lodos de indústria de gelatina apresentam potencial de utilização como biofertilizante, entretanto possuem elevado teor de umidade (98%). Este trabalho objetivou analisar a influência de três diferentes vazões mássicas do ar de secagem (0,3, 0,4 e 0,5 kg.min-1) para uma temperatura fixa de 110ºC na secagem deste lodo em um secador convectivo. Foram utilizados os modelos de Lewis, Page, Henderson e Pabis e Logarítmico para ajuste aos modelos. Os resultados mostraram que, para a menor vazão, o tempo de secagem foi maior. Já para as duas maiores vazões o tempo de secagem foi o mesmo, mostrando que a velocidade de secagem não apresentou tanta influência. Os modelos apresentaram bons ajustes para as vazões de 0,3 e 0,5 kg.min-1, destacando-se os modelos de Page e Logarítmico, com coeficientes de correlação de aproximadamente 99,85%. Entretanto, para a vazão de 0,4 kg.min-1 os modelos não apresentaram bons ajustes, com coeficientes de correlação de aproximadamente 86,94%.

 


Keywords


lodo, secagem, biofertilizate.

References


ARLABOSSE P.; FERRASSE J. H.; LECOMPTE D,; CRINE M.; DUMONT Y.; LÉONARD A.

Efficient sludge thermal processing: from drying to thermal valorisation. Modern Drying Technology: EnergySavings v.4, p. 296-329, 2012.

BENNAMOUN, L.; ARLABOSSE, P.; LÉONARD, A. Review on fundamental aspect of application of drying process to wastewater sludge. Renewable and Sustainable Energy Reviews. v. 28, p. 29-43, 2013a.

BENNAMOUN, L.; CRINE, M.; LEONARD, A. Convective drying of wastewater sludge: introduction of shrinkage effect in mathematical modeling. Drying Technology. V. 31, P. 643-654, 2013b.

BENNAMOUN, L. Solar drying of wastewater sludge: A review. Renewable and Sustainable Energy Reviews. v. 16, p. 1061-1073, 2012.

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE – CONAMA. RESOLUÇÃO No 375 Define

critérios e procedimentos, para o uso agrícola de lodos de esgoto gerados em estações de tratamento de esgoto sanitário e seus produtos derivados, e dá outras providências, 2006.

EPA - United States Environmental Protection Agency - Code of Federal Regulations 40 CFR Part 503 “Standards for the Use and Disposal of Sewage Sludge”, 2003.

FREIRE, F. B., FREIRE, F. B., FREIRE, J. T., PERAZZINI, H. Tópicos em tratamento de

resíduos e meio ambiente. São Carlos: Animeris, 2014. 368 p.

GUIDI, I. M. Uso do lodo biológico de indústria de gelatina para adubação de cana-de-açúcar.

57 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Jaboticabal, 2012.

GUIMARÃES, R. C. M. Atributos químicos em solos tratados com lodo biológico de indústria de gelatina. 2009. 58f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Jaboticabal, 2009.

HSU, J.P.; TAO, T.; SU, A.; MUJUMDAR, A.S.; Lee, D.J. Model for sludge cake drying accounting for developing cracks. Drying Technology. v. 28, n. 7, p. 922-926, 2010.

LI, J.; PLOUGONVEN, E.; FRAIKIN, L.; SALMON, T.; TOYE, D.; LEONARD, A. Image

analysis of X-ray tomograms of sludge during convective drying in a pilot-scale fixed bed. Chemical Engineering Science. v. 134, p. 222-229, 2015a.

LI, J.; FRAIKIN, L.; SALMON, T.; BENNAMOUN, L.; TOYE, D.; SCHREINEMACHERS, R.;

LEONARD, A. Investigation on convective drying of mixtures of sewage sludge and sawdust in a fixed bed. Drying Technology. v. 33, p. 704-712, 2015b.

NIELSEN, S.; WILLOUGHBY, N. Sludge treatment and drying reed bed systems in Denmark.

Water and Environment Journal, v.19, n.4, p. 296–305, 2005.

TANIGUCHI, C. A. K. Mineralização do lodo biológico de indústria de Gelatina, atributos químicos de solo e uso fertilizante para produção de milho. 2010. 109f. Tese (Doutorado em Agronomia) – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Jaboticabal, 2010.

VAXELAIRE J, CÉZAC P. Moisture distribution in activated sludges: a review. Water Research, v. 38 p. 2215–230, 2004.

VAXELAIRE, J.; BONGIOVANNI, J.M.; PUIGGALI J.R. Mechanical dewatering and thermal drying of residual sludge, Environmental Technology, v. 20, n.1, p. 29–36, 1999.

MOREJON, C. F. M.; LIMA, J. F de; ROCHA JR.; W. F., DALLA POSSA R. New model of

municipal solid waste management. Int. J. Environment and Sustainable Development, v. 11, n. 3, 2012.

REIMANN, P. Gelatina tem mercado promissor. Gazeta Mercantil, São Paulo, 28 mai. 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-209