Perfil epidemiológico do Zika vírus no estado de Alagoas e no Nordeste brasileiro durante período pandêmico da Covid-19 / Epidemiological profile of Zika virus in Alagoas state and Northeastern region of Brazil during the Covid-19 pandemic period

Cecília Dionísio Bernardes Sales Henrique Santos, Fabiana Santana Ramos, Marion de Almeida Cavalcante Melo, Eduardo Henrique Santos, Ivonilda de Araújo Mendonça Maia

Abstract


Introdução: O Brasil apresenta elevados índices de arboviroses, dentre as quais temos a ocasionada pelo Zika vírus (ZIKV), transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. O primeiro caso de infecção pelo ZIKV no Brasil foi registrado em 2015 no nordeste brasileiro. Entretanto, com o surgimento da pandemia da Covid-19, o perfil epidemiológico e o controle do Zika podem ter mudado no Brasil. Objetivo: O estudo tem como fito estabelecer o perfil epidemiológico do Zika em Alagoas e no Nordeste Brasileiro no período pandêmico da COVID-19. Metodologia: Realizou-se um estudo quantitativo transversal e retrospectivo a partir dos dados fornecidos pelos Boletins Epidemiológicos (BE) publicados semanalmente pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde e Notificações do SINAN (Sistemas de Agravos e Notificações), referentes ao período de dezembro de 2019 a abril de 2022. Resultado: Foi detectado um declínio na notificação dos casos prováveis de Zika no estado de Alagoas comparando-se os anos de 2020 a 2021, a partir da notificação dos primeiros casos de Coronavírus. Com relação ao ano de 2022, percebeu-se um aumento dos casos notificados comparando-se os dados da Semana Epidemiólogica 17 de 2021 e 2022. Conclusão: A notificação do ZIKV em Alagoas apresentou menor acurácia no período pandêmico, demonstrando que a atenção global destinada à contenção da COVID-19 pode ter influenciado negativamente a notificação, a monitoração e o diagnóstico necessários para essa arbovirose.

 


Keywords


Zika Vírus, Covid-19, vigilância epidemiológica, manifestações clínicas, subnotificação.

References


AMBROGI, I. G.; BRITO, L.; DINIZ, D. The vulnerabilities of lives: Zika, women and children in Alagoas State, Brazil. Cad. Saúde Pública, v. 36, n.12, 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Programa Nacional de Enfrentamento à Microcefalia. Protocolo de atenção à Saúde e Resposta a Ocorrência da Microcefalia relacionado a Infecção pelo Vírus Zika. Brasília, 2016a.

_______. Ministério da Saúde. Zika Vírus. Brasília, 08/03/2016b. Disponível em . Acessado em 23/03/2022.

_______. Boletim Epidemiológico: Monitoramento dos casos de arboviroses urbanas transmitidas pelo Aedes Aegypti (dengue, chikungunya e zika), semanas epidemiológicas 1 a 50, 2020. Brasília: Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, v. 51, n.50 ,2020.

_______. Síndrome Congênita associada à infecção pelo vírus Zika. Brasília, 30/08/2021. Disponível em . Acessado em 23/03/2022.

_______. Boletim Epidemiológico: Monitoramento dos casos de arboviroses urbanas causados por vírus transmitidos pelo mosquito Aedes (dengue, chikungunya e zika), semanas epidemiológicas 1 a 52, 2021. Brasília: Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, v. 53, n.1 ,2022a.

________. Boletim Epidemiológico: Monitoramento dos casos de arboviroses humanas (dengue, chikungunya e zika) Brasil até a Semana Epidemiológica 19 de 2022. Brasília: Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, v. 53, n.19, 2022b

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Orientações integradas de vigilância e atenção à saúde no âmbito da Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional : procedimentos para o monitoramento das alterações no crescimento e desenvolvimento a partir da gestação até a primeira infância, relacionadas à infecção pelo vírus Zika e outras etiologias infecciosas dentro da capacidade operacional do SUS / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. – Brasília : Ministério da Saúde,158p, 2017. 158 p. Disponível em: . Acessado em 24/02/2022

BLANCO, L. F.; SACRAMENTO, J. Pós-pandemia ou a “endemização do (extra)ordinário”? Uma análise comparativa entre as experiências com a fome, Zika vírus e Covid-19 no Brasil. Horizontes Antropológicos [online]. v. 27, n. 59, 2021, pp. 183-206.

CARDONA-OSPINA, J. A.; ARTEAGA-LIVIAS, K.; VILLAMIL-GÓMEZ, W. E.; PÉREZ-DÍAZ, C. E.; BONILLA-ALDANA, D. K.; MONDRAGON-CARDONA, Á.; SOLARTE-PORTILLA, M.; MARTINEZ, E.; MILLAN-OÑATE, J.; LÓPEZ-MEDINA, E.; LÓPEZ, P.; NAVARRO, J. C.; PEREZ-GARCIA, L.; MOGOLLON-RODRIGUEZ, E.; RODRÍGUEZ-MORALES, A. J.; PANIZ-MONDOLFI, A. Dengue and COVID-19, overlapping epidemics? An analysis from Colombia. J Med Virol. Jan, v.93, n. 1, 2021.

COSTA, A. C. S; HASAN, M. M.; ESSAR, M. Y.; XENOPHONTOS, E.; MOHANAN, P.; BASSEY, E. E.; HASHIM, H. T.; AHMAD, S. Covid-19 and Zika: An emmerging dilemma for Brazil. J Med Virol, v. 93, 2021, p. 4124-4126.

DE QUEIROZ, K. R.; CALABRÓ, L.Caracterização dos projetos de pesquisa científica e dos pesquisadores apoiados pela Chamada Pública voltada à Prevenção e ao Combate ao vírus Zika. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v.7, n.7, p. 73280-73291 jul. 2021.

EICKMANN, S. H.; CARVALHO, M. D. C. G.; RAMOS, R. C. F.; ROCHA, M. A. W.; VAN DER LINDEN, V.; SILVA, P. F. S. Síndrome da infecção congênita pelo vírus Zika. Cadernos de Saúde Pública [online]. V. 32, N.7, 2016.

FOLHA, D.R.S.C; MARINI, B. P. R; NUNES, A. C.; DELLA BARBA, P. C. S. Terapia Ocupacional e a atenção a crianças com Síndrome Congênita do Zika Vírus na perspectiva da Intervenção Precoce. Revista Argentina de Terapia Ocupacional - v.4, n.1, Jul, 2018.

LANA, R. M.; COELHO, F. C.; GOMES, M. F. C.; CRUZ, O. G.; BASTOS, L. S.; VILELA, D. A. M.; CODEÇO, C. T. Emergência do novo coronavírus (SARS-CoV-2) e o papel de uma vigilância nacional em saúde oportuna e efetiva. Cadernos de Saúde Pública, v. 36, n. 3, 2020.

LEANDRO, C. dos S.; BARROS, F. B. de; CÂNDIDO, E. L.; AZEVEDO, F. R. de.Reduction of dengue incidence in Brazil in 2020: control or sub notification of cases due to COVID-19?. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 11, 2020.

LISBOA, T. R.; SERAFIM, I. B. M; SERAFIM, J. C. M; RAMOS, A. C.; NASCIMENTO, R. M.; RONER, M. N. B. Relação entre incidência de casos de arboviroses e a pandemia da COVID-19. Revista Interdisciplinar de Ciência Aplicada, v.6, 2022.

LIMA, E. J. F.; ALMEIDA, A. M.; KFOURI, R. A. Vaccines for COVID-19 - state of the art. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil [online]. v. 21, suplemento 1, 2021, pp. 13-19.

LOPO, L. H. C. S.; GUERRA, E. S.; SILVA, T. C. S.; CHAVES, M. G.; FARIA, J. M. L. Arboviroses, no estado da Bahia, durante a pandemia de COVID-19: um estudo comparativo. The Brazilian Journal of Infectious Diseases, v. 26, suplemento 1, Jan 2022.

LORENZ, C.; AZEVEDO, T. S.; CHIARAVALLOTI-NETO, F. COVID- 19 and dengue fever: A dangerous combination for the health system in Brazil. Travel Medicine and Infectious Disease, v. 35, mai-jun 2020.

MAGALHÃES, T.; CHALEGRE, K. D. M.; BRAGA, C.; FOY, B. D. The endless challenges of arboviral diseases in Brazil. Tropical Medicine and Infectious Disease. v. 5, n.2, Jun 2020.

MAGALHÃES, C. O. D.; DOMINGUES, T. E.; SALGADO, J. V. V. .; RODRIGUES, R. N. . Epidemiological profile of dengue and Zika virus during the pandemic of Covid-19 in Minas Gerais. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 16, 2021.

MAIA, L. M. F. P.; LENZI, M.; RABELO, E. T.; OLIVEIRA, J. Colaborações científicas em Zika: identificação dos principais grupos e pesquisadores através da análise de redes sociais. Cadernos de Saúde Pública [online]. v. 35, n. 3, 2019.

MIAH, M. A.; HUSNA, A. Coinfection, coepidemics of COVID-19, and dengue in dengue-endemic countries: A serious health concern. J Med Virol. v. 93, n. 1, Jan 2021, p.161-162. 18.

NASCIMENTO, C. S.; CORREIA, J. P. S.; TEMÓTEO, C. C. S.; CAMPOS, A. L. B. Impactos no perfil epidemiológico da Dengue em meio a Pandemia da COVID-19 em Sergipe. Research, Society and Development. v.10, n.5, 2021.

OLIVEIRA, Thomas Eduardo Schiffino de. Condições Microclimáticas e a Proliferação de Vetores da Dengue e Febre Amarela em uma Escola de Cuiabá-MT. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Física Ambiental, Cuiabá, 2013.

PEREIRA, L. O. P.; CARVALHO, J. T.; MARÇAL, J. D.; GOMES, L. V. C.; CARVALHO, D. S.; FERREIRA, R. P. Situação Epidemiológica da Dengue, Chikungunya e Zika, no Brasil, em Minas Gerais e no Espírito Santo. In: II Simpósio de Enfermagem do UNIFACIG. Manhaçu, 2019. Disponível em . Acessado em 20/03/2022.

PERGOLIZZI JR, J; LEQUANG, J. A.; UMEDA-RAFFA, S.; FLEISCHER, C.; PERGOLIZZI III, J.; PERGOLIZZI, C. The Zika virus: Lurking behind the COVID pandemic? J Clin Pharm Ther, v. 46, 2021, p. 267-276.

SILVA, S. J. R.; MAGALHÃES, J. J. R.; PENA, L. Simultaneous Circulation of DENV, CHIKV, ZIKV and SARS-CoV-2 in Brazil: an Inconvenient Truth. One Health, v. 12, Jun 2021.

STRIZOVA, Z.; SMETANOVA, J.; BARTUNKOVA, J.; MILOTA, T. Principles and Challenges in anti-COVID-19 Vaccine Development. Int Arch Allergy Immunol., v. 11, n. 4, p. 1690-1702, Feb. 2021.

SOEIRO, R. E.; BEDRIKOW, R.; RAMALHO, B. D. de S.; NIEDERAUER, A. J. S.; SOUZA, C. V. de; PREVIATO, C. S.; MARTINS, D. B.; DIAS, T. M.; FREITAS, A. R. R.; DIMARZIO, G. Atenção Primária à Saúde e a pandemia de COVID-19: reflexão para a prática. InterAmerican Journal of Medicine and Health. v.3, 2020.

VICENTE, C. R.; SILVA, T. C. C.; PEREIRA, L. D.; MIRANDA, A. E. Impact of concurrent epidemics of dengue, chikungunya, zika and COVID-19. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical [online]. v.54, 2021.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-216