O uso da atenção plena como auxílio no tratamento de pensamentos automáticos que levam a depressão na adolescência / The use of mindfulness as an aid in the treatment of automatic thoughts that lead to depression in adolescence

Marcus Solon Sá de Oliveira

Abstract


Revisão sistemática sobre a eficácia da atenção plena como auxílio no tratamento de pensamentos automáticos em adolescentes. Problema da pesquisa: o que existe de pesquisas publicadas sobre o uso da atenção plena como auxílio no tratamento de pensamentos automáticos que levam a depressão em adolescentes? Objetivo: conhecer, mediante uma revisão sistemática de literatura, resultado de pesquisas sobre o uso e a eficácia da atenção plena como auxílio no tratamento de pensamentos automáticos que levam a depressão em adolescentes. Metodologia: qualitativa de cunho descritivo, em oito etapas: delimitação da questão a ser pesquisada; escolha das fontes de dados, eleição das palavras-chave; busca e armazenamento dos resultados; seleção de artigos pelo resumo, de acordo com os critérios de inclusão e exclusão; extração dos dados dos artigos selecionados; avaliação dos artigos, síntese e interpretação dos dados. Objeto deste estudo: relacionado a Teoria Comportamental Cognitiva; Relevância: contribuição para a ampliação do conhecimento da Psicologia Comportamental Cognitiva, sobre o tratamento dos pensamentos automáticos que levam a depressão na adolescência, visto o aumento de casos depressivos entre os adolescentes provenientes de pensamentos automáticos negativos.  Resultados: a Atenção Plena tem sido utilizada como técnica cognitivo-comportamental, e é eficaz no tratamento da depressão, melhora a autonomia, a qualidade dos relacionamentos e a capacidade dos adolescentes em lidar com as emoções. Conclusões: existe uma aproximação teórica entre a atenção plena e a teoria cognitiva comportamental,  é possível e viável o uso da atenção plena para o auxílio no tratamento dos pensamentos automáticos que levam a depressão em adolescentes.


Keywords


adolescência, atenção plena, depressão, pensamentos automáticos, terapia cognitivo comportamental.

References


ALMEIDA, L.S.; ROCHA, G.S. da; SILVA, J.C., A importância da prática da atenção plena como ferramenta para reduzir os sintomas de ansiedade e depressão no contexto da pandemia covid-19. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento, [S. l.], v. 10, n. 15, pág. e545101523559, 2021. Disponível em: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i15.23559. Acesso em: 09.03. 2022.

BECK, J.S., Cognitive therapy: basics and beyond. New York: Guilford Press; 1995.

BECK, A.T., RUSH, A.J., SHAW, B.F., EMERY, G., Cognitive Therapy of Depression. New York: Guilford Press; 1979.

BECK, A.T., Cognitive therapy and the emotional disorders. Boston: International University Press; 1976.

BECK, A.T., Depression: causes and treatment. Philadelphia: University of Pennsylvania Press; 1967.

CARNEIRO, A. M.; DOBSON, K. S. Tratamento cognitivo-comportamental para depressão maior: uma revisão narrativa. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, v. 12, n. 1, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5935/1808-5687.20160007. Acesso em:11.03.2022.

CUNHA, A., A relação entre os pensamentos automáticos e o ajustamento psicológico na adolescência. Dissertação (Mestrado Integrado em Psicologia) – Faculdade de psicologia, Universidade de Lisboa. Lisboa, p.109. 2012. Disponível em: https://repositorio.ul.pt/handle/10451/8129. Acesso em:08.03.2021.

DEMARZO, M., Atenção plena ajuda a perceber pensamentos negativos e não se deixar levar. Mindfulnessbrasil.com. Disponível em: https://mindfulnessbrasil.com/atencao-plena-ajuda-a-perceber-pensamentos-negativos-e-nao-se-deixar-levar. Acesso em: 10.03.2022.

FALCO, D., Mindfulness e a Terapia Cognitiva, 2018. Disponível em: https://youtu.be/3nHGxF_ZTvw.

FERNANDES, P., A Relação entre Pensamentos Automáticos, (Des)ajustamento Psicológico e (In)satisfação com a Vida na Adolescência. Dissertação (Mestrado Integrado em Psicologia) – Faculdade de psicologia, Universidade de Lisboa. Lisboa, p.89. 2012. Disponível em: http://hdl.handle.net/10451/8072. Acesso em:08.03.2021.

GOMES, H. V., O manejo clínico cognitivo-comportamental no tratamento de transtornos depressivos. 2019. Disponível em: https://www.psicologia.pt/artigos/textos/A1359.pdf. Acesso em: 09.03.2022.

MARQUES, F. B., Pensamentos automáticos, esperança e satisfação com a vida de crianças e adolescentes em acompanhamento psicológico. Dissertação (Mestrado Integrado em Psicologia) – Faculdade de psicologia, Universidade de Lisboa. Lisboa, p.84 2017. Disponível em: https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/23362/1/ulfpie047731_tm.pdf Acesso em:08.03.2022.

MALEKI, M., KHORRAMNIA, S., FOROUGHI, A., AMIRI, S., & AMIRI, S. (2021) Comparing the effectiveness of the unified protocol in combination with an additional mindfulness treatment to the unified protocol alone as treatment for adolescents diagnosed with emotional disorders. Trends Psychiatry Psychother. 43 (1), 57- 64. 10.47626/2237-6089-2020-0046. Disponível em: https://doi.org/10.47626/2237-6089-2020-0046. Acesso em:09.03.2022.

MENESES. D., A relação entre atenção plena, necessidades psicológicas básicas e a autorregulação motivacional. Dissertação (Mestrado Integrado em Psicologia), ISPA – ISPA - Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida. Lisboa, p.91 2018. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/188498434.pdf Acesso em:11.03.2022.

MOLANO, S. Depressão e ansiedade entre jovens dobraram durante a pandemia, revela pesquisa. Cnnbrasil.com.br, 2021. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/depressao-e-ansiedade-entre-jovens-dobraram-durante-a-pandemia-revela-pesquisa/. Acesso em: 11.03.2022.

DEPRESSÃO. Paho.org, 2021. Disponível em https://www.paho.org/pt/topicos/depressao . Acesso em 11.03.2021.

WILLIAMS, M., PENMAN, D., Atenção plena, Mindfulness: Como encontrar paz em um mundo frenético. Rio de Janeiro. Sextante, 2015.

POWELL, V., ABREU, N., OLIVEIRA, I., SUDAK, D., Terapia cognitivo-comportamental da depressão. Revista Brasileira de Psiquiatria 2008; 30(Supl II): S73-80. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbp/a/XD3SXdNxQPMwj6gc4WRjqSB/?format=pdf〈=pt. Acesso em:09.03.2021.

SANTOS, I., Pensamentos automáticos, esperança e satisfação com a vida na adolescência. Dissertação (Mestrado Integrado em Psicologia) – Faculdade de psicologia, Universidade de Lisboa. Lisboa, p.84. 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/10451/23362. Acesso em: 08.03.2021.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n6-229